Lido 49.050 vez(es)

Morar nos States: como eu faço?

Vivendo nos EUA Deixe seu comentário
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 voto(s))
Loading...
Envie para um(a) amigo(a) Envie para um(a) amigo(a)

Esse post é uma resposta ao Marcos, um profissional liberal que está querendo se mudar para os Estados Unidos e nos perguntou quais são as opções para quem deseja mudar para cá, e quais são as dificuldades. Como as dúvidas deles são comuns à muitos leitores, vou tentar resumir aqui a minha opinião sobre o assunto, baseado no que eu fiz e no que eu pesquisei por aí.

A melhor forma de mudar para os Estados Unidos, com direito à SSN e tudo mais, é arrumando um visto de trabalho à partir do Brasil. Existem duas formas de fazer isso, e nenhuma delas é fácil:

A primeira forma é criar um currículo (resume) em inglês e colocar em sites de emprego nos Estados Unidos. Tente deixar claro no currículo, ou na carta de apresentação (Cover Letter) que você é brasileiro e precisa de um visto de trabalho, o H1.
O H1 é um visto que tem uma cota anual (cerca de 65000) e acaba muito depressa. Geralmente as empresas fazem a aplicação dos candidatos em Abril, e recebem a resposta da aprovação em Outubro. O visto pode ser renovado e permite a solicitação do Green Card.

A segunda forma é ser transferido para a filial ou matriz de uma empresa multinacional. Empresas com escritórios nos Estados Unidos e no Brasil podem transferir funcionários do Brasil para os Estados Unidos utilizando o visto L1. Esse visto não tem cota, mas existem algumas regras para se poder transferir o funcionário. Uma delas é que ele precisa ter trabalhado pelo menos um ano na empresa. Essa é uma opção bem interessante e muito utilizada por aqui, e é possível solicitar o Green Card uma vez aqui.

Mas se você quer primeiro experimentar o país, pra ver se é isso mesmo que quer, ou quer estar por aqui para começar a procurar por empresas que possam lhe oferecer o visto de trabalho e principalmente, se você tem família, sua melhor opção pode ser um visto de estudante.
O visto de estudante de oferece grandes vantagens em relação ao visto de turista:
– Você pode receber um visto de até 4 anos, e esse visto é válido enquanto você tiver um i-20 válido, ou seja, enquanto você estiver estudando. Isso significa que durante os seus estudos você pode sair e voltar aos Estados Unidos sem medo de ser barrado;
– O visto de estudante acaba ajudando na hora de alugar uma casa, tirar a carteira de motorista, etc. Ele é prova de que você vai morar legalmente no país, para estudar. É difícil de justificar porque um turista precisa de uma casa por um ano, se ele só pode ficar no país por seis meses (seis meses é o limite máximo que um turista brasileiro pode ficar dentro dos Estados Unidos legalmente);
– O visto de estudante permite que sua esposa e filhos recebam um visto de acompanhante de estudante, o F2. Com isso eles podem ficar legalmente pelo mesmo período que você.

O problema do visto de estudante é conseguir o visto. A escola faz um cálculo, baseado no custo da escola e no custo de vida da região, do quanto você precisará por mês para viver com sua família aqui. Como você não pode trabalhar nos Estados Unidos, terá que apresentar provas de que possui dinheiro suficiente para cobrir o período que estará aqui. Essas provas incluem cartas dos bancos que você tem conta, cartas de empregadores ou clientes, estrato bancário, declaração de imposto de renda, etc, e lembre-se que a Embaixada pede o número do CPF para todos os solicitantes de visto, o que deve significar que ela verifica alguns dados seus com empresas de verificação de crédito.

Entenda que o fato de ter o visto em mãos não quer dizer que você chegará nos Estados Unidos e encontrará milhões de empregos lhe esperando. Você continua não podendo trabalhar por aqui, e tem que continuar estudando para não ficar ilegal. A vantagem é que tem mais tempo (dependendo da duração do seu curso) para agendar entrevistas e tentar encontrar uma empresa que possa lhe dar um H1.

E essa opção só é válida se você tiver como se sustentar sem depender de trabalho nos Estados Unidos. Ou seja, se continuar trabalhando para um empregador no Brasil, à distância, ou então ter dinheiro suficiente guardado para se manter por aqui, sem trabalhar.

Por fim, vale dizer que tanto eu como o Alex desaconselhamos a vinda para os Estados Unidos com a intenção de ficar ilegal, e também o trabalho ilegal. Particularmente eu acho que não vale a pena os riscos que se corre. Vale muito mais a pena se esforçar no Brasil para conseguir um emprego numa multinacional e ser transferido, ou juntar uma grana e vir pra cá fazer um curso de inglês ou de pós-graduação, e procurar empregadores dispostos à fornecer o visto H1.






Leia também ...




30 Respostas to “Morar nos States: como eu faço?”

  1. Marcos Liberato Diz:

    Muito obrigado, Ivan!

    Ajudou muito mesmo. Vamos continuar o contato!

  2. Morar nos States: como eu faço? – Na Terra do Tio Sam : Link Mundial Diz:

    […] Leia mais: Morar nos States: como eu faço? – Na Terra do Tio Sam […]

  3. gabriela Diz:

    Olá, eu li muuuuuito e muuuuuuuito seu blog, e como todos estao falando (e eu concordo), gostei demais! achei realmente muito legal da parte de vocês ajudar as pessoas que tem esse sonho, dividindo a experiencia de vocês e de todos os outros que postaram por aqui, bom nao sei se vocês ainda olham o site, ou se eu vou ser respondida (se pudesse responder por email eu ia amar porque queria mt ler a resposta!! hahaha)
    bom enfim, eu sempre tive o sonho de morar fora por um tempo, principalmente para aprender o ingles que é cada vez mais importante te-lo para qualquer ocasiao, seja turismo, seja emprego, seja se comunicar, fazer amigos, enfim! lingua importantissima!!!! e eu queria saber quanto tempo um turista pode ficar no estados unidos legalmente. Sempre falam que são 6 meses, eu queria saber se são 6 meses mesmo, se eu posso comprar uma passagem sei la de tres meses, fazer um curso com visto de turista em algum colegio publico que aceite (com 16h etc e tal), adiar minha passagem para mais 3 meses e voltar sem problemas, passar 6 meses legais como turista e aproveitando para dar uma estudadinha no ingles … (tendo lugar para ficar).
    beijos!!

  4. André Diz:

    Ivan, Fale como tirou a carteira de motorista com o visto F1. Qual a validade carteira de motorista nesta condição e se é necessário o SSN? Ainda: Brasileiro pode digigir com a carteira brasileira ou a internacional retirada aqui? Em tempo, gostei muito do blog. Obrigado!

  5. André Diz:

    Olá, muito bom seu site… amigo, estou indo para Miami semana que vem e tenho uma dúvida.

    Vc sabe dizer quais documentos são necessários para abrir conta em banco nos EUA, seja p pessoa fisica e ou Juridica.

    Pois estou pensando em fazer negócios aí.

    Sds,
    André.




  6. Guilherme Diz:

    Olá Ivan, bom dia.
    Moro no brasil e trabalho com importação, meu sogro que eh dono da empresa no brasil abriu uma empresa de exportação na flórida, mas estamos sem funcionários. Tem como ele solicitar um visto L1 para eu ir trabalhar na empresa dele? Ps. Meu sogro não eh cidadão americano e abriu uma empresa sem problemas. Se for possível como eu faço para solicitar este visto? Meu sogro tem que providenciar alguma documentação?! Muito obrigado e um abraço!!




  7. Bruno Paschoali Regis Diz:

    Olá.

    Muito bom o blog, parabéns. Seria legal se vocês tivessem tempo para atualizar com mais frequência, mas já tem bastante informação.

    Ressalto para quem está lendo que, ficar ilegal lá não é a opção recomendada, mas tenho um amigo que está lá faz uns 5 anos e nunca deu nada. Claro que fica restrito à algumas coisas, mas é tão difícil tirar um visto bom! Não sei se vocês já viram o filme “O Terminal”, com o ator Tom Hanks. No filme, tem um senhor que trabalha na limpeza do aeroporto e ele está ilegal no país. Tem uma frase dele que diz bem a verdade e é mais ou menos assim: “Eles não ligam pra mim. É só eu ficar no meu canto, quietinho, que ninguém fala nada.”. A frase não é exatamente esta, mas ele quis dizer o que meu amigo já disse. É só você não ficar nas fronteiras e agir sempre normalmente, que a imigração não vai te pegar. Eles não ficam batendo de porta em porta pra saber que é ou não é americano. Meu amigo até já bateu o carro, levou multa e não fizeram absolutamente nada, porque só a imigração que deporta, não a polícia.

    Abraços,
    Bruno.




  8. Igor Diz:

    Então pessoal, vou tentar resumir ao máximo minha dúvida. Sei que muitos podem achar errado o que postarei, como “querendo queimar o filme do Brasil lá fora…” e outras frases mais… mas como todos sabem a imigração ilegal está ai. Seja ela por pessoas que se arriscam atravessar as fronteiras ou continuando no país após o término dos vistos.
    Tenho grande interesse em fazer um work experience em 2012, mais precisamente para califórnia. Após este tempo para ver se irei realmente me adaptar, se tudo correr como planejado, penso sériamente em continuar ilegal. Tenho 20 anos, não tenho nada a perder aqui no Brasil. Sempre tive fui maravilhado pela ideia de algum dia ir para os EUA e tentar a sorte como muitos tentaram. Acho incrível esse ar de liberdade. Fazer mesmo sabendo que pode se dar mal, sabendo que terá que trabalhar demais e coisas piores, mas sei que com muito esforço, muitos conseguem vidas melhores. Bom… por ser algo ilegal, muitos não se manifestam quando alguém pergunta sobre certas coisas relacionadas a ilegalidade no exterior. Acho isso um tanto quanto errado. Assim como um médico que ao invéz de alertar a pessoa que usa drogas sobre os perigos e após ter certeza de que ela não irá largá-la fazer com que os riscos a vida sejam minimizados dando dicas as pessoas, querer abordá-la de maneira ofensiva. É ai que entra minha questão… gostaria se possível, se vocês pudessem mesmo contra esta opção, mas sabendo que tentarei de qualquer jeito fazê-la, dar dicas para tentar minimizar as chances de eu ter apenas frustrações. Ajudar, falando os grandes riscos que terei, se tiver sorte as oportunidades, médias de salários que ilegais conseguem, tipos de trabalhos, como conseguir sponsor dispostos a aceitar um imigrante ilegal para trabalhar… essas e outras dicas mais que podem acabar sendo úteis para um imigrante que pensa fazer isso. O que ele irá encontrar pelo caminho, sejam coisas boas ou ruins.

    Desculpa pelo meu livro e se postei no lugar errado.
    Se alguém se sentir ofendido, mil desculpas. Esta jamais foi minha intenção.

    Fico ansioso pelas possíveis respostas…
    Desde já meu muito obrigado!
    Grande abraço!
    Att,
    Igor.




  9. Mauricio Diz:

    Ivan, estou pensando em comprar uma casa em Miami, F. Lauder ou B. Raton para passar 6 meses ai e 15 dias no Brasil…isso eh possivel? Minha preocupacao eh o custo do plano de saude para mim (37 anos), minha esposa (37) e nossa filha de 4 meses, ja que nao pretendo trabalhar. O que vc acha? Ah… Vou deixar o $ aplicado aqui no Brasil e viver com os rendimentos ai… Abs, Mauricio




  10. Deverson Diz:

    Eu quero ir para os estados unidos com o visto de turismo.
    Sendo que eu vou tentar trabalhar lar durante 3 meses
    Que o prazo que expira o visto , e voltar .
    Depois voltar com o visto renovado e tentar me fixar nos estados unidos , Conseguir uma SSN , e morar definitivamente nos estados unidos, eu posso conseguir isto ?
    queria tambem saber se eu consigo tirar carteira de motorista com este visto de turismo




  11. Pollyanna Lacerda Diz:

    Olá.
    Acabei de descobrir esse site e estou gostando bastante e quem sabe consigo da resposta que eu preciso. Tenho pesquisado bastante mas ainda não encontrei uma resposta para o que quero. Moro no Brasil desde criança mas sou cidadã americana e quero me mudar para NY. Eu vou atras de green card para meu marido e essas coisas, mas o que realmente quero saber é quanto preciso de dinheiro para ir, chegando lá o que faço?? Tenho que alugar um lugar pra ficar e tal… Tenho parentes em NY mas eles já vivem lá há mais de 40 anos ou desde que nasceram e por isso não sabem me informar sobre ir pra lá agora, de quanto eu preciso e tal… Se puder e souber responder me ajudará muito!!!




  12. Pollyanna Lacerda Diz:

    na verdade, obtive a resposta em outro post. Site perfeito!!!




  13. Oscar Diz:

    Olá !

    Eu e minha esposa, pretendemos passar 1 ano nos Estados Unidos. Será um período sabático, no qual me afastarei da minha Empresa de Consultoria e minha esposa, que é funcionária pública do Setor de Energia, irá pedir Afastamento de suas funções, sem remuneração, mas seu cargo continuará à disposição quando retornarmos. Não temos filhos, ela tem 34 anos e eu 43 anos. A ideia é viajar pelos EUA, conhecer os lugares, as culturas e experimentar a vida lá. Eventualmente, estudar um pouco.

    Com relação à nossa subsistência neste período, não pretendemos trabalhar. Temos já devidamente reservada uma verba de US$ 50.000,00 para este fim. Além disso, temos outros investimentos financeiros para garantir um ano seguro nesta empreitada, bem como outros bens no Brasil.

    Pretendemos fazer isso durante o ano que vem, 2013, saindo do Brasil em fevereiro e retornando em fevereiro/2014.

    Hoje, temos visto B-1, de turismo, com expiração em maio/2014, o que nos possibilitaria, em termos de entrada, a seguir este plano. Sabemos que, em termos de permanência, o limite é de 6 meses.

    Minha esposa gostaria de estudar inglês por uns 2 meses, mas eu não. Além disso não gostaríamos de ficar presos a alguma escola durante muito tempo.

    Posto isto, qual seria a melhor alternativa:

    1) Se tirarmos um Visto de Estudante (F-1) ele fica AMARRADO ao tempo em que fecharmos com a Escola de Inglês que iremos estudar ? Ou ele é ABERTO e pode ser mais longo que o definido no I-20 fornecido pela Escola ?
    2) Se formos apenas com o Visto de Turista, existe alguma forma de pedir um ajuste de status ou extensão de estada junto ao U.S. Citizenship and Immigration Services, de forma a ampliar o período de estada para 1 ano ?
    3) Valeria formular estas perguntas diretamente ao Consulado Americano (saopaulovisa@state.gov) ? Veem algum risco nisso ?

    Agradeçemos antecipadamente a atenção.

    Abraço,

    Oscar




  14. Thayssa Diz:

    Olá.
    Estou com a possibilidade de ir morar nos EUA com o visto L1 e sei que o meu marido pode trabalhar com o visto L2, o que não encontrei foram os custos de cada um desses vistos, tanto para empregador como para empregado. Você sabe o processo para obtenção desse visto? Obrigada.




  15. Marcelo Diz:

    Olá, há alguma chance de solicitar imigração lá depois da community college e university ?




  16. MEG Diz:

    VOU SER BEM DIRETA, COMO FUNCIONA O ESQUEMA DE CASAR SÓ PARA TER GREEN CARD? É RÁPIDO? EXISTEM CASOS QUE NÃO DEU CERTO? QUANTO TEMPO DEMORA.




  17. Marilia Diz:

    Olá!

    Adorei esse seu post! Aliás, adorei o site inteiro! Tinha várias dúvidas que já foram esclarecidas, porém tenho mais algumas.
    Meu noivo está fazendo o currículo dele em inglês para mandar para empresas nos EUA porque achamos ai um país com melhor qualidade de vida que o Brasil, principalmente para formarmos uma família. No caso acho que quando ele fosse contratado pela empresa americana, teria que tirar o visto Hb1. Certo? Minha dúvida é: é melhor a gente casar aqui ou deixarmos pra casar nos EUA? Casando aqui eu já iria como acompanhante dele com o visto Hb1? e pra casar ai eu iria com visto de turista e só depois mudaria pro HB1?
    Se você puder me ajudar eu ficaria muitissimo grata!
    Abraços,




  18. Luiz Holmer Diz:

    Boa noite, vou aposentar e gostaria de comprar um Truck e morar ai nos USA, minha filha tem visto de estudante e mora ai a 7 anos, pergunta posso ser incluído como acompanhante dela ai, ela esta se formando agora em maio e nos iremos para formatura, meu visto de turista e valido por 10 anos é difícil trocar por um que me permita trabalhar e morar ai?




  19. Bruno Diz:

    Olá a todos… Bom no caso de eu ter dinheiro para comprar um imovel nos estados unidos e querer abrir minha empresa lá, muda algo?




  20. Luiz Arthur Piazza Diz:

    Compartilho a mesma duvida do Bruno, alguem pode nos dar uma luz.
    Obrigado.




  21. Graziele Diz:

    Parabéns essa foi a melhor dica que vi ate hoje sobre como viver legalmente nos eua e tentar visto de trabalho obrigada




  22. Paulo Ney Diz:

    Prezados boa tarde, estou indo estudar (F1) em Orlando e minha esposa com o visto de acompanhante (F2), com esse visto ela pode tirar a License drive.

    Parabéns pelo site.

    Att,

    Paulo Ney.




  23. Julio Jorge Moura Diz:

    Olá Ivan,

    Me chamo Júlio, tenho 57 anos, sou casado com Suely,56 anos, e estamos decididos a morar 1 ano nos EUA como estudantes do ESL.
    Sou um executivo do segmento de tecnologia da informação, tenho um software de gestão de infraestrutura de ativos de TI desenvolvido pela nossa empresa, um dos 10 melhores softwares do mundo no seu segmento e pretendo durante e após o período de estudos tentar viabilizar uma parceria empresarial ou um emprego em uma empresa de TI onde eu pudesse entrar com esse software. Lógico que dividindo lucros.
    Estamos providenciando toda a papelada pela STB. Decidimos estar nos EUA a partir de março de 2014 e foi-nos sugerido pela STB, em função dos cursos (General English e Business English) as cidades de Chicago e San Francisco.
    Pela experiência de gente como vocês e, por nos identificarmos com o espírito caracterizado por desafios, perseverança e muito pragmatismo que vocês demonstram, é que recorremos aos seus favores.
    Nossa idéia é vivermos por um bom tempo nos Estados Unidos. Do Brasil não precisamos falar, vocês já demonstraram em um dos primeiros posts que o conhecem muito bem, o país da mentira, infelizmente.
    Por favor, nos instruam como poderemos realizar esse nosso sonho. Muitos parabéns pela iniciativa do site, fantástico.
    Teremos um enorme prazer em conhecê-los quando da nossa permanência nos “esteites”. O nosso obrigado antecipado e um forte abraço para toda a sua família.
    Júlio e Suely




  24. adriana Diz:

    ola gostaria de uma ajuda ,,, estou pensando em ir morar em miami , gostaria que meus filhos estudassem la , mas nao conheco niguem e tb nao tenho onde morar e nem trabalhar estou indo sozinha com tres criancas pequenas … alguem poderia me ajudar




  25. Lau Diz:

    Oi Adriana,

    Eu tb estou pensando nisso. Tenho uma filha pequena e no caso tenho q ir sozinha e nao conheço ninguem por la em Miami pra me ajudar. Alguem pode me dar uma luz tb? Quais os sites de empresas Americanas de para procurar emprego?




  26. Lau Diz:

    Oi Adriana,

    Eu tb estou pensando nisso. Tenho uma filha pequena e no caso tenho q ir sozinha e nao conheço ninguem por la em Miami pra me ajudar. Alguem pode me dar uma luz tb? Quais os sites de emprego dos Estados Unidos que possa me ajudar?




  27. Marco Aurelio Diz:

    Boa tarde, achei interessante a matéria, temos dois filhos, 10 e 13 anos, gostaríamos de mudar do Brasil definitivamente e a Florida esta nos nossos planos, sou advogado em SP, tenho capital para manter um padrão de vida razoável por uns 2 anos, gostaria de saber se ha na Florida alguma escola “boa”e que tenha futebol, podem me aconselhar sobre isso?
    obrigado
    Marco




  28. jose Enilton Warmling Diz:

    Parabens pelo site.
    Ve se vc pode me dar algumas dicas.
    Ja estamos nos EUA, na florida.
    Minha mulher quer ficar para fazer um curso de ingles.
    Minha filha de 17 anos tambem. ja pesquisei os procedimentos e fecham com o que vc falou. mss ainda temos algumas duvidas. É verdade q quando
    se faz o pedido de mudança de status de turista para estudante a gente não pode sair do país enquanto estiver edudando?
    Minha filha tem q tirar o visto de estudante ou pode ficar como dependente e matricular-se normalmente e legalmente na escola publica de segundo
    grau.
    Minha mulher tem renda para morar e custiar suas despesas ela é aposentada o

    q ta pegando é q nos foi falado que precisa de um estrato q comprove uma poupança de 30 mil dolares. isso é verdade?




  29. Marco Aurélio Diz:

    Olá Ivan.
    Tenho tentado encontrar trabalho nos EUA a partir do Brasil, eu sou Engenheiro Civil com especialização em rodovias e obras de grande porte, dentre elas estão construção de fábricas e infra estrutura, neo tenho um bom inglês pelo fato de nunca ter morado fora, mas estou querendo fazer um curso indo pro EUA com visto de estudante e neste período tentar por aí uma oportunidade, agora com a minha esposa grávida, acredito que seja o melhor futuro que possa dar ao meu filho.
    Algum conselho? Sabe sobra o ramo de Eng. Nos EUA?




  30. Vanessa Diz:

    Boa tarde! Trabalho em uma multinacional que propôs minha transferência para uma das sedes em NJ. Eles alegam que farão o sponsor de toda a documentação inclusive para que meu esposo possa trabalhar. Nesse caso, ao dizer que eu precisaria ter uma baba eles mencionaram a possibilidade de ter uma au paír ou levar a baba da família ou um parente que pudesse ser baba . Poderia ser minha sobrinha adolescente que vive conosco? Por ser menor de idade (16anos) a guarda dela deveria ser passada para nós antes de solicitarmos o visto de dependente para ela? Ela poderá cursar escolas públicas como meu filho utilizando o tuititon fee de residente? Obrigada!!!




Deixe um Comentário

  • Agora estamos no Twitter. Clique aqui
  • @SeuNome
  • @NomeDoUsuario