Lido 52.190 vez(es)

Estratégias para a mudança: abrir uma empresa nos States

Imigrando Deixe seu comentário
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 voto(s))
Loading...
Envie para um(a) amigo(a) Envie para um(a) amigo(a)

Em 2005, na minha primeira tentativa de ficar nos Estados Unidos, conversei com várias pessoas que tinham empresas no Brasil e montaram uma filial nos States, transferindo-se com visto L1.

Na época eu havia aberto uma empresa em Fort Lauderdale, sem vínculos com a minha empresa aqui no Brasil. Aliás, abrir uma empresa na Florida é quase igual à abrir um empresa aqui, com exceção do “quase igual”, 😀
Ao contrário daqui, abri a minha empresa pagando menos de US$ 100, e recebi todos os documentos necessários por email, quase imediatamente. O processo foi tão simples e inteligente que abri a empresa antes de chegar aos Estados Unidos.

Então, agora que estamos procurando alternativas, lembrei-me das várias conversas sobre as pessoas que abriram suas filiais e se transferiram e decidi investigar melhor como isso funciona.

Segundo as explicações da maioria das empresas de direito na internet, a empresa matriz deve continuar funcionando enquanto a filial nos Estados Unidos é aberta, e isso significa que a empresa deve ter funcionários, caso sejam seus sócios o Governo americano faz uma análise mais pesada quando quem está se transferindo é o dono da empresa.

Basicamente é preciso ter um local para a empresa funcionar, o que é fácil de resolver porque existem escritórios virtuais relativamente baratos, comprovar um montante de grana para bancar o profissional nos Estados Unidos por um ano, além de prova de que a empresa brasileira continuará funcionando.

Não satisfeito com as informações obtidas na internet, acabei ligando para uma advogada na Florida, que acabou me confirmando as dificuldades que eu enfrentaria, apesar de eu terminar a ligação sentindo que ela não tinha todo o conhecimento de L1 que eu esperava.

De qualquer maneira, estou ainda tentando descobrir se as pessoas com quem eu conversei realmente foram para os States com L1 ou se era tudo papo. Mas seja como for, essa ainda é uma opção que preciso explorar mais.






Leia também ...




46 Respostas to “Estratégias para a mudança: abrir uma empresa nos States”

  1. Rafael Diz:

    Tenho esta mesma dúvida, estou pensando em abrir um pequena empresa nos EUA para arrumar um visto, mais não sei se é possível, pois não gostaria de abrir uma matrix aqui no Brasil, só pra isso, quero uma só nos EUA mesmo e ficar trabalhando nela mesmo! Isso é possível!

    Também tenho um outra dúvida, parece brincadeira, mais me importo muito com isso, vi que muita gente que se muda para os EUA mudam o nome, por exemplo Roberto para Robert, Marcos para Marck, Ana para Anny e por ai vai, gostaria de saber se quando se isso é legal, ou se os nomes das pessoas nos seus respectivos documentos continuam na forma abraseileira? porque já tive relatos de alguns amigos, que foram discriminados, por acabarem descobrindo que eles eram brasileiros por causa do nome! Além disso também gostaria de esquecer um pouco minhas raizes brasileiras, pois o pessoal me chama de Ralph, e eu gostaria de adotar esse como meu nome americano, inclusive para que apareça ele nos meus documentos isso é possível?

  2. Ivan Diz:

    Olá Rafael,

    Respondendo à sua primeira dúvida, você pode abrir uma empresa nos Estados Unidos, mas não pode trabalhar legalmente nela. Você só pode trabalhar legalmente se tiver um visto de trabalho, e as alternativas para nós brasileiros são vistos de transferência L1 e vistos de trabalho H1B e em alguns casos H2.

    Quanto ao nome, até aonde eu sei é possível utilizar esses nicknames americanos apenas para se apresentar, etc. Para tirar um documento, como Drivers License você precisa apresentar seu passaporte. Então para ter seus documentos alterados terá que alterar seu nome no Brasil, o que é bem complicado com o nosso maravilhoso sistema judiciário. Mas na minha opinião você não tem que esconder as suas origens. Eu sou a favor de absorver a cultura do lugar aonde se mora, mas acho que sempre teremos nossas raízes conosco, e isso é bom, porque nos dá bagagem extra de conhecimento, cultura e versatilidade.

    Abraços,
    Ivan

  3. Rafael Diz:

    Vlw Ivan pelas respostas, agora uma dúvida, e se por exemplo, eu quiser que um americano, seja meu socio (agora é assim que escreve? nova ortografia), mais bem, se eu quiser que um americano seja meu socio dessa empresa, e ele aceitar, será que fica mais fácil para conseguir algum dos vistos?

  4. Alex Diz:

    Olá Rafael,

    Não também não dá. Só pode se a empresa for só no nome dele. Ai você teria que entrar com um pedido de H1B ou algo assim.
    Quanto ao nome, bem, não creio que essa coisa de discriminação aconteça muito, pode ser talvez numa cidade pequena do oeste mas não hoje, nas grandes cidades. Acredite, nas grandes cidades aqui, há quase tanto imigrante quanto americano; Miami e NY são exemplos. Não sei ao certo como funciona mudar o nome aqui, mas provavlmente você só conseguiria fazer isso, se conseguir pegar sua cidadania – acho que antes não dá porque você ainda estará conectado ao Brasil. Mas em todo caso, não é preciso. Você pode usar Ralph em todos os lugares e até no trabalho, mas não vai poder usar pra documentação oficial. Existem alguns nomes aqui, americanos que convertem pra outro nome. Por exemplo, Willian o pessoal chama de Bill ou Billy. Algumas pessoas podem usar esse como nome oficial por exemplo no trabalho (pra sair na folha da pagamento, etc…) e em outros lugares mas não tenho certeza. Eu por exemplo me chamo Alexandre, mas uso Alex no trabalho -só que meus documentos todos são como Alexandre. Aqui há o conceito de AKA (Also Known As) ou “Também Conhecido Como” – e esses “nick names” entram nesse conceito. Quer dizer, de tanto eu usar o Alex, provavelmente, há muitos registros meus por aqui com esse nome. Me lembro de que quando eu fui aplicar pro meu Green Card, eu coloquei Alex no campo AKA, isto quer dizer que, até o FBI (eles checam) tem registros lá de que eu Alexandre também uso o nome de Alex….

    Espero ter ajudado…

    Abraços!

  5. Rafael Diz:

    Vlw mesmo, é que assim como você o pessoal e eu também já acostumou com Ralph, que dificilmente (1 a cada 1.000x) me chama de Rafael, ai pelo costume eu gostaria de já ficar com ele, mas isso vou deixar, pra só quando eu consegui colocar os pés ai!

    Tenho uma outra dúvida, andei lendo e parece que com o Green Card você só pode ficar alguns meses fora do País, e que quando você tira recebe Cidadania Americana, você é considerado “quase” como um americano nato, e pode fazer tudo o que um americano nato “pode” menos se eleger a presidente, ou seja se eu conseguir a cidadania esse limite de meses é cancelado?




  6. Ivan Diz:

    Olá Ralph,

    O Green Card é um documento de Residente Permanente. Isso significa que se você ficar por períodos muito longos fora do país (mais de um ano geralmente) sem justificar para o Governo Americano e principalmente sem declarar o imposto de renda pode perder seu Green Card sim. E isso pode acontecer até antes de um ano dependendo da situação. Mas é possível justificar sua ausência no país.
    Quando você se torna cidadão norte americano essa limitação desaparece. Porém se tornando cidadão você geralmente é obrigado (pelo menos em teoria) a desistir da sua cidadania brasileira, porque o Brasil e os Estados Unidos não possuem acordo de dupla cidadania, como o Brasil e a Itália.

    Abraços,
    Ivan




  7. Marcus Vinícius Diz:

    Ivan, achei muito interessante o lance da abertura de uma filial de uma empresa brasileira nos EUA, gostei mais ainda de poder abrir uma empresa lá pela internet. Você se importaria de passar mais informações sobre esse procedimento?

    Sobre o GreenCard, nós brasileiros não estamos podendo concorrer, tem alguma informação sobre isso? Sei que existe uma quantidade máxima por país a cada 3 ou cinco anos… Será que continuaremos inelegíveis por muito tempo?

    Obrigado! Boa sorte com sua empresa!




  8. Matt Diz:

    Olá Ivan e Alex,

    Mais uma vez parabens pelo site! A minha duvida pode parecer boba mas é o seguinte: Dependendo do visto, ou se eu for para os EUA com passaporte europeu, se eu quisesse abrir uma loja ou algo do tipo – para ter como me manter etc..- seria possivel?
    Teoricamente estou abrindo uma microempresa, posso chegar a contratar gente e estaria pagando tb todos os impostos para o Tio Sam….não seria ótimo? (pra mim e para os yankees ??)

    Muito grato e sucesso !!




  9. Ivan Diz:

    Olá Matt,

    O passaporte europeu apenas garante a sua entrada sem visto, como turista, por três meses. Mas alguns países europeus tem acordos que permitem a emissão de um visto para investimentos nos Estados Unidos. Nesse caso, seria possível sim. Dê uma olhada na lista de vistos americanos para saber mais.
    O Brasil não possui esse acordo, então para você ficar legalmente nos Estados Unidos, trabalhando na sua Microempresa, terá que ter uma empresa aqui e abrir uma filial lá, se transferindo com L1. Porém existem os problemas mencionados no post.
    Infelizmente não existem muitos atalhos nesses casos. Eu tenho conversado com advogados a respeito disso e assim que tiver informações mais concretas post no site.

    Abraços,
    Ivan




  10. Mario Diz:

    Olá Ivan, tenho uma situação parecida com a sua. Em 2006 abri uma empresa em Miami, sem vinculo com a minha pequena empresa no Brasil, porém com o mesmo nome. Essa empresa está em um escritório virtual nos Estados Unidos, e eu uso um número de telefone virtual do skype. Nesses ultimos anos consegui conquistar alguns clientes nos Estados Unidos e Canadá, porém, a empresa não avançou muito, porque sinto a necessidade de ter alguém prospectando clientes em territorio americano. Estou interessando em me mudar para os Estados Unidos para tocar pessoalmente a empresa, e pensei em me candidatar ao visto L1. Atualmente eu não possuo funcionários na minha empresa no Brasil, e nem possuo um saldo bancário gordo na conta da empresa. Você conhece alguém nessa mesma situação que conseguiu exito na obtenção do visto L1?




  11. Ivan Diz:

    Olá Mario,
    Estou escrevendo um post sobre isso, com informações que coletei com uma advogada especializada nisso. Fique ligado nos próximos dias.
    Abraços,
    Ivan




  12. Cai Kiffer Diz:

    Moro nos Estados Unidos a quase 8 anos legalmente. Minha primeira tentativa para morar no exterior foi atraves do visto L1. Paguei $10,000.00 para um advogado no exterior e ele nos garantiu que conseguiriamos o visto. Isto aconteceu em 2001. O processo e como voce descreveu: voce tem uma empresa no Brasil e abre um escritorio no exterior e prova que tem condicao financeira de funcionar no Brasil e no exterior. Fizemos tudo direitinho. Com o atentado September 11, todos os visto L1 foram negados, inclusive o nosso. Conseguimos o nosso visto que se chama “extraordinary ability” atraves de outra advogada que nos cobrou outros $10,000.00. Apos 2 anos de processo. Durante este tempo ja estavamos morando nos Estados Unidos. Este visto e raro: para artistas, cientistas e outros, reconhecidos internacionalmente. Apos toda esta experiencia, gostaria de salientar alguns pontos que podem te ajudar e que aprendi depois de muita luta. Os pontos sao os seguintes:
    1- Se voce conseguir o visto L1, que nao e facil, nada te garante que conseguira renova-lo.
    2- Para renovar o visto L1 voce tem que providenciar os mesmos documentos e provas financeiras.
    3- Este processo se extende indefinidamente ano apos ano.
    4- Voce tem que manter a firma no Brasil funcionando com saude financeira para ter este visto renovado.
    5- Quando voce tem este visto, nao existe outro caminho(jeitinho brasileiro) para continuar nos Estados Unidos atraves de outro visto.
    6-Os advogados nos Estados Unidos nao entendem nada. Eles te cobram muito, te garantem tudo, mas se nao da certo o custo e todo seu.
    7-Viver no Brasil nao e facil, mas viver aqui e muito mais dificil: distancia do seu pais, maus empregos, preconceito. Independente do dinheiro que voce faca voce sera sempre segunda classe.
    8-A economia nos Estados Unidos esta indo para o buraco.
    9-Morar no exterior e uma ilusao.
    Espero que colaborei com sua pesquisa. Depois de tanto tempo morando aqui, eu estou arranjando um jeito financeiro de voltar para o Brasil. Boa sorte!!!!




  13. Morar no exterior é uma ilusao? - Na Terra do Tio Sam Diz:

    […] resposta ao recente comentário de nosso amigo Cai […]




  14. Renata Diz:

    Olá,
    Voce sabe qual o procedimento de abrir uma franquia do Brasil nos EUA?? Eu quero abrir essa franquia, mas não sei como fica a questão do visto.
    Obrigada




  15. Ivan Diz:

    Olá Renata,
    Você pode abrir uma empresa com facilidade (até pela internet, dependendo do estado) mas o visto já são outros quinhentos. Para ter um visto que lhe permita trabalhar nos States, você precisa ter uma empresa aberta aqui no Brasil, com faturamento superior a R$ 200.000,00 e pelo menos 8 funcionários. Daí você pode abrir uma uma filial nos States tentar um visto L1, de transferência de executivos. O processo, feito com um advogado especializado, deve custar por volta de US$ 10.000.
    Abraços,
    Ivan




  16. Amanda Diz:

    Olá Ivan,

    tenho uma empresa comercial importadora/exportadora, pretendo abrir uma filial nos EUA, em Miami/FL, e lançar uma nova marca no mercado americano (consumo), para isso, preciso de investimento. Quanto tempo eu demoro para conseguir financimento de investimento para Micro empresas nos EUA?




  17. Amanda Diz:

    Mais uma dúvida Ivan.

    Como funciona os trâmites de transferência de estoques: Por exemplo, quero transfererir o estoque da minha matriz no BR para minha filial nos EUA.




  18. Ivan Diz:

    Olá Amanda,
    Financiamento para a filial só depois que você tiver a empresa operando com toda a documentação necessária. Não sei os detalhes contábeis e fiscais para transferência de estoques, e imagino que você precise da ajuda de alguém especializado nisso. Mas mantenha-nos informados dos progressos.
    Abraços,
    Ivan




  19. Amanda Penteado Diz:

    Oi Ivan

    Gostaria de saber se você sabe como funcionam os tramites para a abertura de um restaurante na Florida, mais precisamente uma pizzaria.
    Já temos uma no Brasil e queremos abrir uma filial nos EUA.

    Amanda




  20. Ivan Diz:

    Olá Amanda,
    Dê uma olhada no post Abrindo uma empresa com visto L1 e fale com a Dra. Erika. Acho que ela pode lhe ajudar nisso.
    Abraços,
    Ivan




  21. alexandre Diz:

    Olá Alex,Ivan.

    Gostaria de saber, o que mais se usa em termos de tecnologia nos Estados Unidos, no caso na área de Desenvolvimento e banco de dados.

    Desde já Agradeço a atenção de vocês.




  22. Ivan Diz:

    Olá Alexandre,
    Assim como no Brasil usa-se de tudo em termos de linguagens e bancos de dados. Depende muito da região, mas você pode verificar em sites como o Dice.com que existe oferta para todo tipo de tecnologia. Logicamente tecnologias de desenvolvimento mais populares incluem .Net, Java e PHP, com bancos de dados SQL Server, Oracle e mySql.
    Abraços,
    Ivan




  23. Tatiana Diz:

    Olá Ivan, li nos post acima que é possível abrir uma empresa em Miami por meio da internet, sem a intervenção de terceiros (contador, advogado…) é isso mesmo? Qual é o website? Você sabe em média quanto custa para abrir a empresa? E para mantê-la mensalmente e anualmente?
    Além disso meu serviço pede parcelamento para o pagamento, sei que isso não é comum lá, mas mesmo assim será que existe uma maneira? Pedir uma máquina de cartão de crédito visa, por exemplo.
    E no caso fechar uma empresa lá, quais são as implicações?
    Abraços




  24. andre Costa Diz:

    Quals eria a possibilidade de tendo uma Empresa no japao obter algum tipo de visto nos Estados Unidos para mim e para socio que se disponha a entrar no negocio?pois aqui do japao fica mais facil de entrar nos estados unidos com empresa firmada ou nao?Ola estou no japao preciso de um Socio para abrir empresa nos estados unidos. pergunto se teria alguem interessado?
    Tenho documentos do japao permanente minha esposa e filha sao japonesas estou penssando em abrir uma IMp/Exp. de produtos da Shiseido .kanebo ou mesmo outras aereas de interesse.
    neyous@live.jp
    andrea3pt@yahoo.it




  25. wagner costa Diz:

    Quals eria a possibilidade de tendo uma Empresa no japao obter algum tipo de visto nos Estados Unidos para mim e para socio que se disponha a entrar no negocio?pois aqui do japao fica mais facil de entrar nos estados unidos com empresa firmada ou nao?Ola estou no japao preciso de um Socio para abrir empresa nos estados unidos. pergunto se teria alguem interessado?
    Tenho documentos do japao permanente minha esposa e filha sao japonesas estou penssando em abrir uma IMp/Exp. de produtos da Shiseido .kanebo ou mesmo outras aereas de interesse.
    neyous@live.jp
    andrea3pt@yahoo.it




  26. Regina Diz:

    Queria obter informacao referente a franquias brasileiras com interesse de entrar no mercado americano. m. obrigada!




  27. jrprince Diz:

    Amigos

    Eu li os posts sobre abertura de empresa nos EUA, mas eu percebi que são respostas um pouco antigas e as duvidas que eu tenho não se enquadram nos questionamentos dos demais usuarios.

    Vamos lá.

    Eu estou abrindo uma empresa de internet em Miami, será uma empresa independente e aluguei uma sala comercial em um prédio de escritórios. Fechei alguns contratos com empresas americanas e estou agora indo como turista para finalizar a abertura da empresa e colocar tudo pra funcionar.

    A minha dúvida é simples:

    1. Eu poderei continuar entrando em Miami com visto de turista, uma vez que tenho empresa lá? Eles não irão dizer que eu preciso ter visto de trabalho por estar indo trabalhar?

    2. Sendo o dono da empresa eu poderei solicitar algum visto diferenciado? Não tenho pretensão de morar lá, mas não quero ter problemas na entrada e saída. Ja fui pra Miami 4 vezes e sempre disse que estou indo a turismo.

    3. A empresa irá prestar serviços para brasileiros aqui no Brasil, irei receber no Brasil e pagar as contas lá nos EUA com os cartões do Brasil. A vantagem de estar lá será os custos baixos com fornecedores. Isso pode dar algum problema por ela não faturar?

    4. Qual é o modo mais pratico para obter o Green Card? E qual é o modo mais comum?

    5. Vc pode indicar uma contadora nos EUA ou Advogado para me ajudar no processo de abertura da empresa? A locação do imovel ja foi feita e os contratos tbm, todos em pessoa fisica.

    Des de já obrigado e parabéns pelo site!




  28. GUSTAVO ROCHA Diz:

    OLÁ, TENHO MUITAS VONTADES E ALGUMA DÚVIDAS. SOU CHEFE DE COZINHA E POSSUO UM RESTAURANTE NO INTERIOR DE SÃO PAULO.
    PARALELO A ISSO, TENHO OUTRA EMPRESA, NA QUAL, VENDO LEGALMENTE, ARMAS DE FOGO, MUNIÇÕES E ACESSÓRIOS PARA TIRO ESPORTIVO. GOSTARIA DE SABER, SOBRE A POSSIBILIDADE DE EU ABRIR UM RESTAURANTE EM AVENTURA FL., E/OU TB., UMA FILIAL DE MINHA OUTRA EMPRESA, POIS NESTA ULTIMA, CONSTA IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO. DESDE JÁ AGRADEÇO SE ALGUÉM PUDER ME DAR UM CAMINHO. OBRIGADO !!!




  29. JOÃO JOSÉ DE SÁ Diz:

    Sendo cidadão português(Comunidade Européia), com residencia permanente no Brasil e casado com uma Brasileira, gostaria de morar e abrir uma empresa(ou filial) nos EUA.
    Quais os procedimentos e quel o valor mínimo do investimento para obter o Green Card; e minha mulher, como ficaria ?
    Aguardo resposta, obrigado, JJDESA/JJ7




  30. Paulo Diz:

    Olá Ivan tudo bem?
    Espero que sua investigação quanto ao visti l1 esteja dando o resultado que vc espera.
    Gostaria por favor de saber se vc poderia me dar instrução de como abrir uma empresa por aqui mesmo do brasil nos EUA,tenho visto B1,B2.

    Obrigado e um abraço,
    Paulo Caetano.




  31. Lindalva Diz:

    Ivan, posso abrir uma Loja nos EUA e contratar um americano para tocar o negócio? A empresa fica em meu nome, tendo o americano como funcionario. Pensei nessa possibilidade somente para deixar as coisas legalmente e enquanto não apareça nada melhor nesses vistos, eu ficaria os 6 meses lá permitidos, me ausentaria uma semana ou 15 dias e voltaria pará lá após as “férias forcadas”.




  32. Thayssa Diz:

    Olá Ivan,
    Vc conseguiu mais informações sobre o visto L1. Ou teria o conato de alguem que tenha esse conhecimento para uma consultoria? No aguardo. Grata




  33. Maria Diz:

    Gostaria de saber se um casal de brasileiros com patrimônio de 900 mil reais, poderia abrir uma franquia brasileira de alimentos em Miami( que custaria uns 200mil). Seria possível adquirir um green card para trabalhar legalmente lá? Esta seria a primeira franquia.Não há filial no Brasil.




  34. Fabrício Diz:

    Ivan, gostaria de saber mais sobre essa tua busca. Se puderes me contatar por email, será interessante.
    Obrigado.




  35. Alex Diz:

    Olá Maria,

    Se você ainda precisa de ajuda sobre isso, entre em contato pelo nosso formulário de contato:http://www.naterradotiosam.com/contato/ e conversamos em privado.

    Boa sorte!




  36. Wesley Cruz Diz:

    Ivan,sou franqueado de uma empresa norte americana Forever Living Products,gostaria de saber se isso ajuda eu conseguir um visto de moradia nos estados unidos?




  37. Tatiana Diz:

    Olá,Ivan!

    Vc sabe quanto um europeu precisa pra abrir uma empresa legalmente no USA?




  38. Liza Diz:

    Bom dia! Gostaria de saber com vc conseguiu abrir sua empresa pela internet sem sair do Brasil? Eu consegui os formulários e tudo mais, mas na hora de legalizar não consigo. Desde já agradeço e aguardo retorno.




  39. silvio luiz Diz:

    gostaria de saber qual o tipo de visto preciso para abrir uma empresa no EUA e qual o procedimento e qual o vlr necesario para falar quanto for fazer a entrevista eu ja tenho o visto de turista




  40. Kamila Diz:

    Olá!
    Gostaria de saber o processo de como abrir uma empresa no EUA, como como você conseguiu fazer o processo pela internet. E se é possível abrir uma empresa sem precisar ter uma matriz aqui no Brasil. ?

    Grata!




  41. Marcos Roberto Sanches Diz:

    Boa noite…
    Estou indo para Boston visitar meu primo que é residente legal nos EUA(green Card), e estou muito interessado em abrir um restaurante nos EUA. Quais as melhores formas de se fazer isso? Eu monto somento no meu nome, o que preciso para isso? Seria interessante colocar meu primo como sócio, ajudaria na minha transferência para lá? Estamos indo eu e minha noiva, seria interessante abrir a empresa no nome dos dois? Colocar meu nome, da minha noiva e do meu primo que reside legalmente lá seria mais interessante e fácil para legalizar a situação?
    Agradeço desde já sua ajuda.




  42. JOSE ALVES Diz:

    SOU PORTUGUES ESTOU INDO PARA MIAMI.
    MINHA IDEIA E COMPRAR UM NEGOCIO.
    VOU COM VISTI DE TURISMO SERA QUE COMPRANDO UM NEGOCIO, POSSO MUDAR VISTO PARA E2




  43. Julio Araujo Diz:

    Boa tarde,

    Estou prospectando o início de uma empresa nos EUA no ramo de distribuição de alimentos onde uma amiga que já é cidadã americana iria constituir a empresa! Posso entrar como sócio dela no empreendimento? A Lei americana permite socio minoritário estrangeiro?




  44. Juliana Diz:

    Olá tem informações novas?




  45. Patrícia Diz:

    GOstaria de saber, se eu abrir uma empresa somente nos EUA, posso tocar a empresa ou não???
    E que tipo de visto conseguir???
    e seu eu abrir uma empresa com uma pessoa que mora em Miami e que tem green card, pode???




  46. Ricardo Diz:

    Amigo, sabe informar como está hoje o procedimento L1, se preciso de Advogado, consigo fazer sozinho somente com contador? Grato pelo compartilhar a experiência




Deixe um Comentário

  • Agora estamos no Twitter. Clique aqui
  • @SeuNome
  • @NomeDoUsuario