Lido 6.270 vez(es)

Os desafios da América

Imigrando, Vivendo nos EUA Deixe seu comentário
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (sem votos)
Loading ... Loading ...
Envie para um(a) amigo(a) Envie para um(a) amigo(a)

Olá pessoal!

Como muitos já sabem já escrevi sobre esse tema por aqui, os desafios na América são muitos, vai desde o problema com a imigração (conseguir um visto de trabalho, Green Card, etc…) até mesmo problemas familiares, causados por expectativas não tão reais entre as pessoas.

É triste ver, e é também previsível para os que já estão aqui há algum tempo notar esses problemas, principalmente com os recém-chegados.

Challenge

É por esse e outros motivos que sempre digo, se quer vir com a(o) companheira (o), não se case, pois a vida aqui é dura, e sem o apoio (ou pressão) da família, não tem aquela coisa de ficar tentando muito e as pessoas se sentem mais soltas, com mais liberdade para terminar um relacionamento quando este é recente.

O que geralmente acontece é:

O casal chega do Brasil, todo motivado, com planos, etc… tudo maravilhoso.

Geralmente o pessoal traz uma grana pra garantir o primeiro mês aqui sem ter que trabalhar. Aí começa a luta a procura de trabalho. Para mulheres não há muitas opções de trabalho (ilegal, vamos dizer assim) que dê pra ganhar uma grana razoável. Acho que o emprego que paga melhor ainda é o de faxina (que é um pouco diferente da faxina do Brasil). Depois vem baby sitter, trabalhar em salão de cabeleireira, etc… Já para os homens há um pouco mais de opções. Pode-se trabalhar em obras (como ajudante de tudo, até de carregador pedra), manobrista, lava-rápido (se bem que mulher também trabalha), etc…

Aí pegamos um casal que tinham empregos razoáveis no Brasil, nunca fizeram trabalho braçal, e moravam com os pais, muitos até com empregada em casa. Chegam aqui, os dois têm que trabalhar, porque senão, não dá.

A mulher vai trabalhar na faxina, que é um emprego fácil e rápido de se conseguir por aqui. E o cara – homem é um pouco mais problemático (coisas do ego) – vai tentar trabalhar como ajudante de obra, mas logo no segundo dia desiste, pois com calor de 40 graus na cabeça, junto com uma pequena humilhação que os caras da obra fazem os novatos passarem, principalmente os que não estão acostumados, fica meio difícil continuar. O homem vai tentando encontrar uma coisa mais simples, dentro de um escritório, ar condicionado, até que arruma, mas não paga o esperado em termos financeiros.

E aí com um emprego meia boca, e com a mulher ganhando quase (ou) mais que ele, o cara sossega, relaxa e se esquece dos objetivos traçados pelos dois antes de vir. A mulher briga com ele quase que diariamente e se sente indignada. Como pode ela estar lutando, sempre correndo atrás das coisas, fazendo um trabalho que nunca pensou que faria na vida, enquanto o gostosão fica lá no bem bom… água fresca, ar condicionado, computador…

O final da história não preciso contar né?

Até a próxima!

…esta é uma história real, mas não minha ;-)






Leia também ...




17 Respostas to “Os desafios da América”

  1. brunomelman Diz:

    Olá pessoal!
    Tudo bem?
    ADOREI o site de vocês!
    Achei o máximo a experiência que vocês compartilham conosco e as informações úteis que vocês fornecem àqueles que tem o sonho de morar nos EUA.
    Já visitei os EUA a turismo 3 vezes e fiz um programa de intercâmbio de trabalho em 2007 no Colorado.
    Gostaria de saber se, caso eu me decida por ir morar nos EUA, vocês aconselhariam eu terminar minha faculdade de administração aqui no Brasil pois isso me ajudaria de alguma forma a conseguir um melhor trabalho ai ou isso não faria diferença nenhuma e vocês me aconselhariam a me mudar logo trancando minha faculdade?!
    Outra coisa que eu gostaria de saber é se caso eu entre nos EUA com visto de Turista (que eu possuo) o processo para alteraro mesmo para de Estudante (de inglês , por exemplo ) é simples? É caro? Ele é viável? Já sou formado em Inglês no IBEU, mas caso isso me ajude a me manter pelo menos “menos ilegal” nos EUA eu faria isso. Tal curso é muito caro? Ouvi dizer que custa na faixa de 400 dólares.
    Possuo meu social security number comigo aqui no Brasil (juntamente ao cartãozinho) e gostaria de saber se, na opinião de vocês, isso me ajudaria em algum momento ao desembarcar nos EUA!
    Olhameus amigos, MUITO OBRIGADO por manterem esse site tão instrutivo no ar, adorei mesmo o site todo!
    Logo logo, espero, poder anunciar no site de vocês o meu produto (uma marca de roupa) que espero conseguir lançar nos EUA assim que eu for (será que irei) morar ai.
    MUITO OBRIGADO!
    FICAREI ANSIOSO AGUARDANDO UMA RESPOSTA DOS SRS.
    ATENCIOSAMENTE,
    BRUNO MELMAN

  2. wanda campos Diz:

    parabéns pelo site… buscando informações para um rapaz q pretende estudar/trabalhar em usa encontrei seu site. realmente a vida lá é exatamente como diz. morei 5 anos em new york (estive na florida várias vezes) e vi tudo isso acontecer. de início fui por 3 meses a convite de uma escola de arte para preparar uma exposição coletiva. voltei ao br. e troquei meu visto para estudante. pude revová-lo 2 vezes sem problema nenhum, mas é claro q provei q poderia viver sem trabalhar, o q era verdade, e mais tarde as galerias de arte onde eu participava conseguiram um documento e me tornei residente… foi um tempo mágico. adorei! só voltei ao br. pro problemas familiares/pessoais mas as vezes dou umas voltinhas por lá, para visitar amigos.

    ah… meu filho estudou em san diego na universidade, mas aí é outra história… bye, bye… take care!

  3. wanda campos Diz:

    continuando…
    soube q muitos homens brasileiros exploram suas mulheres sim… conheçi alguns americanos/as q exploram as/os brasileiras/os e vi outros se acabando na droga… uma lástima.
    vejam só… mal chegam lá alguns brasucas descobrem q as mulheres podem ganhar muitooo dinheiro dançando nos bares e sem remorço de ver e saber q são exploradas ficam em empreguinhos de segunda e o dinheirinho sagrado na mão deles… alguns se envergonham e dizem q a esposa é garçonete…. rs…mas mesmo assim aceitam esse q façam esses trabalhos. garçonete ganhar mais de 500 ou 1.000$ por semana sem falar ingles? impossível…
    alguns americanos/as se casam por dinheiro/papéis e ficam nas costas da otária/otário q está preso a eles até sairem os papéis, ou seja, sejam legalizados. né verdade?
    e muitos brasucas, trabalham, ganham até rezoavelmente bem mas se entregam as drogas e vida mundana… aí… nem tio sam dá jeito…
    vixe, tantas histórias… bye, bye

  4. Ivan Diz:

    Olá Wanda,

    Obrigado por compartilhar suas histórias. ;-)

    Abraços,
    Ivan

  5. BrunoMelman Diz:

    Olá meus amigos!
    Tudo bem?
    Estou aguardando uma luz para meu último posttt!
    Abraçosss!




  6. Ivan Diz:

    Olá Bruno,

    Desculpe-me pela demora. As vezes a gente perde um ou outro comentário. :-S
    Com certeza termine sua faculdade aqui antes de ir para os Estados Unidos. Está cada vez mais difícil conseguir emprego em qualquer lugar sem universidade.
    O curso de inglês que fornece visto de estudante custa entre US$ 5000 e US$ 10000 por semestre, que devem ser pagos adiantados. É possível entrar como turista e trocar o status do visto sim, mas isso deve ser feito antes de você ficar ilegal (antes de vencer o tempo autorizado para a sua permanência como turista, que é de no máximo 6 meses).
    Não acredito que o SSN te ajude muito, principalmente se ele já não é mais válido. Ele pode dar a impressão contrária no oficial de imigração.

    Abraços,
    Ivan




  7. Matt Diz:

    Olá, queria saber uma coisa.

    Apesar de estarem vces na Flórida, vces tem alguma idéia de qual estado aí nos EUA, digamos, é mais “receptivo” para brasileiros? Perhaps California ?

    Muito Grato




  8. Ivan Diz:

    Olá Matt,

    Existem brasileiros pelos Estados Unidos todo, mas geralmente grandes centros tem uma maior quantidade de brasileiros, e consequentemente um maior número de benefícios. Entre esses lugares se destacam Boston, New York, New Jersey, quase todas as grandes cidades da California, e praticamente todo o sul da Florida. Em regiões como Miami, Deerfield Beach e Fort Lauderdale, por exemplo, existem cursos de português nas escolas públicas e professores ou auxiliares que falam português. Em algumas regiões da California é (ou era) possível fazer a prova de direção (Drivers License) em português. Em todos esses lugares é possível comer comida brasileira, comprar produtos brasileiros, etc.

    Abraços,
    Ivan




  9. Matt Diz:

    Obrigado Ivan pela resposta,
    O site aqui é realmente muito interessante e tem informações q eu acho são muito importantes para quem quer ir para os EUA, por qquer razão q seja.
    Por exemplo, fiquei abismado ao ler a importância das gorjetas aí! hahaha

    abraço!




  10. ademar Diz:

    A história que está em destaque parece identica a de um casal amigo meu. Vivem exatamente o mesmo drama de brigas e frustrações por não dominarem o idioma e não serem especialistas em nada…. A história sempre se repete mesmo, só mudam os personagens….




  11. Jorge e Débora Diz:

    Amigo, finalmente conseguimos o tão esperado visto, mesmo sendo de turista.
    E agora nos estamos com dúvidas se realmente vale a pena migrar (ilegalmente), pois todo mundo está em crise, e só há pessoas retornando.
    Aqui no Brasil trabalho apenas para pagar as contas e comprar comida, meus filhos estudam em escola pública,e para viver assim aqui no Brasil que é repleto de violência, prefiro tentar viver em outro país como, EUA. Mas a minha preocupação é se viveremos dignamente, pois aqui no Brasil minha casa é própria e sou um funcionário Público, mesmo migrando não perderei o meu emprego, pois fiz um acordo e continuarei sendo remunerado (2.500.00) que servirá para pagar os empréstimos que farei para pagar as despesas com passagens e dinheiro para iniciar a vida por lá.
    O que me atrai é a educação que me filho vão ter, pois tenho sobrinhas que estão estudando lá (Miami/Doral), sendo que os pais delas estão em condições de legalidade.
    Com o pouco que expliquei, e não pretendendo enviar dinheiro para o Brasil, e sim ganhar para nos manter no País, na sua opinião ainda vale a pena tentar uma nova vida?




  12. Ivan Diz:

    Olá Jorge e Débora,
    Ficar ilegal nos Estados Unidos já era complicado, e está muito mais. É cada vez menor o número de empresas que empregam ilegais devido às multas aplicadas. Afora isso, ficar nos States ilegalmente significa não voltar mais para o Brasil, a não ser definitivamente, o que ficará cada vez mais difícil conforme sua vida vai sendo construída no novo país, e seus filhos vão crescendo.
    Além disso, dependendo da sua profissão, as chances de legalização são pequenas. Então antes de qualquer aventura, eu lhe aconselho a pesquisar seu mercado de trabalho por lá e as chances de legalização.
    Abraços,
    Ivan




  13. Débora e Jorge Diz:

    Mais uma vez obrigado!eu aqui trabalho com combate a endemias,mas meu desejo é pilotar,fiz o curso de piloto (pp)
    e estava concluindo o de(pc) mas o mercado ñ favorecia!então parei por falta de pespectiva de realização,e as pessoas que custiaram isso precisam ver resultados,pessoas estas que nos acolheram nos usa. mas no fundo do coração gostaria de terminar e trabalhar nesse ramo.o custo da hora de vôo no usa é menor,então existe esperança.mas ainda que ñ role a oportunidade p/mim,meus filhos querem trilhar esse caminho mas em asa rotativa (helicóptero)então estarei lá p/ajudalos.um amigo que voa para plataformas de petróleo disse que existe carência de profissionais fluentes em inglês.estarei p/ o que vier, sei que falar é fácil , mas migrar ñ é e estou indo , vou tentar errar o mínimo possível, com ajuda de DEUS e de amigos como vc que se disponibilizam em compartilhar o conhecimento e dissolver as dúvidas dos brazucas!




  14. Ivan Diz:

    Olá Débora e Jorge,
    Espero que vocês realizem seus sonhos, de coração.
    Abraços,
    Ivan




  15. Paulo Diz:

    Olá Ivan, Parabéns pelo Blog, super elucidador…

    Tenho 45 anos, trabalho a quase 30, e desejo ir viver nos EUA…não sei exatamente que tipo de trabalho há disponível? Quanto de $$$ você recomenda levar???Quanto a moradia, roommate??? Meu visto de Turista vai até 2013…Mais uma coisa, onde morar: Flórida, NY, Califórnia…???

    Desde já agradeço,

    Paulo




  16. Ivan Diz:

    Olá Paulo,
    O trabalho disponível depende da sua área, mas para ilegais só sobram trabalhos braçais, que os Norte Americanos não querem fazer, geralmente por pagarem pouco e serem desgastantes. Coisas como faxina, limpeza de piscinas, lavagem de carros, vagas na construção civil (em baixa ultimamente), etc. Mas já lhe adianto que ficar ilegal nos States não é o melhor caminho.
    Quanto a grana, depende muito dos seus hábitos. Dê uma olhada o post O Custo para Começar para ter uma noção do que computar nos seus cálculos, e junte o equivalente à pelo menos três meses de custo.
    Quanto ao local, vai muito do gosto. Desde que você escolha estados com boas ofertas, como NY, Flórida e Califórnia. Eu sugiro também que você vá antes para os States, à turismo, para sentir se é realmente isso que quer.
    Abraços,
    Ivan




  17. FabioB Diz:

    Olá.

    Sou empresário no Brasil, mas estou cansado desse nosso país.

    Já morei nos Estados Unidos duas vezes, as duas como estudante, sendo que a última vez foi em San Diego, em 2001.

    Tenho visto de turista válido até 2011 e estou pensando seriamente em largar tudo aqui e tentar a vida nos eua. Sei que nao nada fácil, mas sempre tive essa vontade, de realmente ir morar na regiao da florida, e nunca mais voltar. Inicialmente estou pensando em ir com a cara e a coragem. Tenho 34 anos, falo ingles fluente, e acho que nunca é tarde para ir atras de algum sonho.

    Não sei se vc pode me ajudar, mas gostaria de algumas dicas para um brasileiro que está indo para a regiao de fort lauderdale. Como estão as oportunidades de emprego?? mesmo que ilegais no início.

    Grato pela atenção.




Deixe um Comentário

  • Agora estamos no Twitter. Clique aqui
  • @SeuNome
  • @NomeDoUsuario