Lido 74.776 vez(es)

Experiências na alfândega

Viajando Deixe seu comentário
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (15 voto(s))
Loading ... Loading ...
Envie para um(a) amigo(a) Envie para um(a) amigo(a)

Nos últimos dias recebemos algumas perguntas sobre os procedimentos adotados pelos oficiais da Polícia Federal no desembarque dos aeroportos e por isso resolvi descrever os procedimentos e as sensações que senti nas diversas vezes que desembarquei no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, vindo dos States.

Logicamente essas experiências variam muito de pessoa para pessoa, e dependem de vários fatores, desde os oficiais de plantão até a procedência do vôo, passando pelas reações que apresentamos na fila, e que são monitoradas pelos olhos treinados desses profissionais. Mas vamos lá:

No avião, voltando para casa
O processo de desembarcar no Brasil começa durante o vôo de retorno, quando temos que preencher o formulário alfandegário. O formulário apresenta um bloco de perguntas como esse:

“Está trazendo na bagagem:

  • animais, vegetais ou suas partes, sementes, produtos de origem animal ou vegetal, produtos veterinários ou agrotóxicos?
  • produtos médicos, produtos para diagnóstico in vitro, produtos para limpeza, materiais biológicos?
  • medicamentos, exceto os de uso pessoal, ou alimentos de qualquer tipo?
  • armas ou munições?
  • bens com destinação comercial ou industrial ou que deverão ser submetidos a despacho de importação pelo real proprietário?
  • bens em valor superior a R$ 3.000,00 (via aérea ou marítima) ou em qualquer valor (via terrestre, fluvial ou lacustre), para ingresso temporário? (somente para não residentes)
  • bens sujeitos à tributação (consulte o quadro Informações Gerais)?
  • valores (em espécie, cheques ou cheques de viagem) superiores a R$ 10.000,00 ou seu equivalente em outra moeda?

Se você respondeu SIM a qualquer das questões acima, dirija-se ao canal BENS A DECLARAR e apresente-se à fiscalização aduaneira.
Se você respondeu NÃO a todas as perguntas dirija-se ao canal NADA A DECLARAR.”

Após isso, se a resposta à uma das questões for sim é preciso listar os bens, com marca, modelo e número de série, caso possuam, e o valor pago por cada um deles (sem frete e sem impostos).

A fila de “Nada à Declarar”
A fila de “Nada à declarar” recebe a grande maioria dos viajantes. É bem fácil reconhecê-la, já que mesmo os portadores de grandes pacotes ou malas cheias de eletrônicos tentam a sorte por ali.

Ao final da fila, e à poucos metros da saída da área alfandegária fica o oficial que assume o papel de carrasco maior: a pessoa que decidirá se você seguirá em direção à porta de saída, irradiando felicidade por todos os eletrônicos baratos que estão na mala, ou se enfrentará a ira do equipamento de Raios-X. Esse oficial, normalmente uma pessoa experiente, que o está analisando desde que você entrou na fila, tentando interpretar seu nervosismo e ansiedade, verificará seu formulário, dará uma olhada naquela montanha de malas e lhe indicará com o braço o caminho a seguir.

  • Como citei, caso você seja agraciado com o caminho da saída, você está livre. Mas por favor não faça caretas nem “nhé nhé nhé” para os oficiais de plantão.
  • Caso contrário você entrará na fila do equipamento de Raios-X. Chegando a ele, você será convidado a colocar todas as suas malas, mochilas, pastas, maletas, bolsas e pochetes, além daquelas caixas extras e sacolinhas (menos as do Free Shop da saída) na esteira. E não tem ajuda não, por isso prepare-se para uma sessão puxada de alterofilismo.
    Cada volume passará pelo equipamento, e um oficial analisará o conteúdo mostrado em vários níveis, à procura de eletrônicos, armas e afins enfiados entre suas roupas.
    • Caso não encontrem nada comprometedor, você poderá colocar tudo de volta no carrinho (que não anda nem com reza brava com o tanto de volumes que você trouxe!) e cair fora. Você está livre!
    • Já se você trouxe algo suspeito, terá suas malas revistadas, e os invoices (notas fiscais) dos produtos solicitadas. Se não tiver as notas, os oficiais procurarão pelos preços na internet, em sites de compras on-line e até no eBay. Não há como escapar. Você terá que pagar o imposto (50%) e a multa (50%). Veja nossa calculadora de impostos na lateral direita do site para simular os valores.

Minhas experiências nessa fila me mostraram que algumas coisas influenciam muito o oficial na decisão de lhe enviar ao equipamento de Raios-X ou não, como a quantidade de malas, se existe uma pasta ou mochila de notebook à vista e se existem caixas ou sacolas fora das malas (geralmente coisas que não couberam na mala de mão e que são muito sensíveis para enfrentar as malas despachadas.

A fila de “Bens à Declarar”
Já nessa “fila” não à fila. Parece um paraíso. O equipamento de Raios-X está ali, esperando por você. Novamente o peso das malas é todo seu, mas os oficiais são mais educados. Verificam seu formulário e comparam com o que viram no equipamento. Geralmente ninguém te pede pra abrir nada. O oficial apenas pega seu formulário, preenche a guia de importação e o Darf e pede para você pagá-lo em uma agência do Banco Safra que fica no lado de fora da alfândega, aberta 24 horas. Eles aceitam dinheiro, cheque e cartões de débito, mas tenha em mente que o CPF do titular da conta deve bater com o do Darf.
Depois de pago basta apresentar o comprovante ao oficial, pegar a guia de importação e sair, com o prazer do dever cívico cumprido (hahahahaha).
Mas não se esqueça que a montagem das malas no carrinho é toda sua novamente, e o carrinho continua não funcionando (que saudades dos carrinhos pagos de Orlando e Miami).

Tive boas experiências declarando os produtos excedentes e pagando os impostos (bem, não pagando os impostos, né?), porque os oficiais são bem humorados e gentis, o processo é tranqüilo, apesar de um pouco demorado, e todas as vezes que declarei meus computadores ninguém questionou o restante que estava nas malas, e eu tive o desconto integral da cota, mesmo com DVD Players portáteis, câmera fotográfica, HD externo e uma série de outras coisas nas malas (todas dentro da cota, claro). Até um iPhone no bolso eu tinha na última viagem.

E por falar em iPhone no bolso, isso é uma curiosidade que muita gente tem. Eu nunca fui revistado, nem passei por nenhum lugar que detectasse eletrônicos nos bolsos, dentro da alfândega. E também nunca vi ninguém sendo revistado à procura de eletrônicos escondidos. Mas é claro que é bom não abusar.

Por fim, posso dizer que a dica importante dessas experiências, depois de uma viagem cansativa e desgastante, carregando malas de um lado para o outro, é tratar bem os oficiais da Polícia Federal que trabalham na alfândega. Eles estão apenas fazendo cumprir as leis, por mais absurdas que possam parecer, escritas pelos representantes do povo (ou seja, nossos representantes). Deve ser bem desagradável ficar ouvindo as desculpas e os golpes mais manjados do planeta, aplicados a cada 5 minutos, pelos espertos de plantão. Por isso, trate-os com respeito e com educação, e não pensem que esses profissionais são idiotas mal pagos, porque eles não o são.






Leia também ...




410 Respostas to “Experiências na alfândega”

  1. Alonso Mourning Diz:

    oi

  2. meire Diz:

    Olá, em julho proximo vou visitar meu primo nos eua e pretendo trazer uma guitarra e demais acessorios dai, q estão bem mais baratos…. vc sabe dizer como eu os envio??? trago no avião em caixa separada e pago a mais para trazer separado ou arrisco estragá-la colocando-a no meio da mala de roupas???
    valeu

  3. Ivan Diz:

    Olá Meire.

    Eu à traria na própria caixa (desde que seja própria para ser jogada de um lado ao outr) no lugar de uma das malas despachadas (você tem direito a duas malas despachadas e uma mala de mão, além de uma bolsa ou mochila de notebook).
    Pelo fato de ter o braço e ser um equipamento sensível, não acho muito seguro colocá-la entre as roupas, a não ser que você à acomode muito bem, e que a sua mala seja rígida.

    Abraços,
    Ivan

  4. meire Diz:

    Valeu pela dica Ivan, mas eu ainda fiquei com uma dúvida, além da mochila, eu ainda posso levar uma mala de mão?

    Ah, e pela experiencia de vcs, qual a possibilidade da minha guitarra ter problemas e “estragar” no avião? é a companhia aerea que se responsabiliza? vou pegar 4 conexões entre minha casa e os eua, e vou despachar direto as malas, não é provavel que se isso acontecer fiquem passando a culpa umas para as outras?

    obrigada de novo!!!

  5. Ivan Diz:

    Olá Meire,

    Sim. A mochila deve ter a intenção de carregar um notebook, mas geralmente ninguém reclama (lembre-se que estou falando daquelas mochilas de colocar nas costas, que abrigam notebooks).
    É possível sim. E na verdade a responsabilidade por avarías é sua, se não despachar o guitarra com um embalagem correta, e pedindo para a companhia aérea colocar etiquetas de “Frágil”, tomando conciência do que está carregando.
    Esse tópico é bem complicado porque a briga em caso de extravio ou quebra vai ser grande e levar muito tempo.
    Mas se lhe serve de consolo, eu nunca tive uma mala extraviada, nem produtos avariados, mas sempre transportei os mais sensíveis embalados nas caixas originais.

    Abraços,
    Ivan

  6. Meire Diz:

    Vou pegar a dica e embalar bem ela na hora de trazer… talvez passar umas camadas de plástico bolha em volta….

    Mais uma dúvida Ivan, não pode ser aquelas mochilas normais, tipo de levar para a escola? (tenho uma da compani que pretendo levar, mas não cabe tanta coisa, então pretendo levar alguma outra malinha de mão junto…)

    Já q eu já estou deixando esse comentário aqui, vou fazer uma pergunta nada ver com o tópico, mas pra não escrever outro…. a apple dá mesmo assistência mundial? Meu primo trouxe pra mim um ipod dos EUA na ultima vez q ele veio, mas o clip dele (é um shuffle 2a geração) veio torto (meu primo trouxe na embalagem fechada, sem olhar como ele tava…) Será que tenho alguma chance na assistência??

    Obrigada de novo e parabéns pelo site de vcs, estão sendo muito úteis as dicas daqui!!!!

  7. Ivan Diz:

    Olá Meire.

    Isso é uma boa. A Target tem rolos de plástico bolha, suficiente para enrolar muitos instrumentos musicais, hehehehe.
    Até pode. Eu não acredito que você terá problemas, mas vou lhe dar uma dica, de quem já fez isso: compre uma mala de mão, baratinha, num hipermercado qualquer. Eu me arrependi quando levei uma mochila pequena como mala de mão. Acaba tomando o lugar de uma mala de mão, e não cabe nada dentro.
    Por fim, quanto à Apple, sim, todos os produtos (com exceção do iPhone, por enquanto) tem garantia mundial, e funciona. Eu sempre comprei meus Macs nos States e nunca tive problemas para ser atendido (quando precisei) nas assistências autorizadas.

    Abraços,
    Ivan

  8. AJans Diz:

    Parabéns Ivan e Alex por esse ótimo site e pelas respostas imediatas!

    tenho uma pergunta.

    to indo pro brasil dia 19 : é miami-manaus-brasilia-saopaulo (é, o itinerariozinho sofrido, mas foi só 365 dolares!)

    e a minha pergunta é:
    aonde será feito a alfandega? em manaus? ou sao paulo?

    eoutra pergunta, em brasilia(durante as minhas 2 horas de espera para reembarcar),eu poderia sair da sala de embarque e ir até o saguão do aeroporto e depois voltar?
    queria entregar minha mala de mão a um parente pois quando voltar a brasília, meu limite de bagagem cairá drasticamente, daí eu me livraria de coisas que nao precisaria. entendeu?
    valeu!

  9. Ivan Diz:

    Olá AJans,

    Obrigado!!
    Seu itinerário é mesmo pra sofrer, heim? Tá certo que o valor é ridiculamente baixo, e talvez você coma uns 15 saquinhos de amendoim, cada vez que decolar novamente, hahaha.

    Aonde será feita a alfândega vai depender muito do que a companhia aérea pretende fazer com vocês. Eu já peguei vôos que paravam em Salvador e em Recife e em ambos os casos a alfândega foi feita em São Paulo. Porém, talvez como você vai ficar mais de uma hora em Brasília, pode ser que faça a alfândega por lá. Isso dependerá da estrutura do aeroporto, principalmente. Mas o comum é deixarem a alfândega para São Paulo.

    Para entregar a mala para alguém você terá que fazer a alfândega. Caso contrário não poderá entregar a mala. Aliás, a não ser que o aeroporto seja pequeno, não terá nem acesso ao pessoal do saguão do aeroporto. Nesses casos, quando se sai do avião (eu não saí), geralmente a gente fica numa sala de embarque.

    Já quanto ao limite de bagagem, se seu vôo de retorno for internacional, mesmo parando em outros aeroportos seu limite é o internacional. Se quiser saber mais sobre esse lime, leia Bagagens e cia.

    Abraços,
    Ivan

  10. Meire Diz:

    Ivan, o que é Target, é uma loja?

    Mais uma coisa, o q é mais barato, comprar mala aqui ou ai? só tenho uma mala grande e vou eu e a minha irmã (ela não tem nenhuma), mas como a gente não vai levar muita coisa e tem as de mão (achei uma aqui em casa que eu já tinha e que dá certinho pra mala de mão!!!), a gente tava pensando em comprar por ai mesmo, o q vc acha?

  11. Ivan Diz:

    Olá Meire.

    Target é uma rede gigantesca de lojas de departamento, que tem desde comida até eletrônicos, passando por roupas e brinquedos.

    Com certeza você encontrará malas muito mais baratas nos States. Não compre no Brasil a menos que seja necessário. Caso contrário, compre tudo nos States.

    Abraços,
    Ivan

  12. Arthur Diz:

    Ola Ivan,
    Seguinte, eu vou declarar meu laptop pelo preco que eu paguei (650 dolares) mas eu nao tenho o recibo, sendo que esse preco eh com o rebate e o instant savings que recebi. Minha questao eh a seguinte: Eh necessario apresentar o recibo do laptop pra provar o preco?

  13. regina Diz:

    Oi Ivan,td bom?

    Gostaria de saber também se vc conhece e pode me dá informações sobre o hotel Beach Plaza,ele fica na collins 1401.Obrigada!

  14. Alex Diz:

    Olá Arthur!

    Acho que será necessário sim. Se você não apresentar o recibo com os descontos, é provável eles verificarão o preço do laptop pela internet e você terá que pagar o imposto pelo valor original.

    Tenta achar esse recibo ai ;-)
    Se você comprou pela internet, você deve ter um email ou algo assim…

    Abraços!

  15. Alex Diz:

    Olá Regina!

    Bom, não creio que o Ivan saiba muito desse hotel ai… rsrsrs…
    Eu já fui muito pra South Beach (área onde fica esse hotel) e te garanto que você vai gostar muito. Agora eu também não posso te dar muitas informações sobre ele pois nunca fiquei hospedado ai.

    Aqui nesse site bastante fotos dele: South Beach Plaza Hotel

    South Beach é o “point” do Sul da Florida, muita gente bonita, boates, hotéis, restaurantes, carros, muito lugar legal pra ir. Não sei se você já conhece, mas é lá na Ocean Drive (a rua da Praia, que é paralela à Collins Avenue, e vai do começo dela até mais ou menos a 7th street – você vai ficar na Collins com a 14th Street – então dá pra você ir caminhando) que tem a casa do Versace, e muito bares e restaurantes super legais e famosos também.

    Espero ter ajudado!

  16. Bruno Diz:

    Ivan,

    Estou voltando dos EUA ao Brasil, e minha situacao e a seguinte: estou trazendo um laptop que declarei na ida, e dois outros: 1 para mim, de US$650 dolares e um para um amigo, de US$1250.
    Sera que seria interessante eu ir para a fila de bens a declarar e mostrar o meu velho, com o comprovante de que levei, e pagar o meu novo, para despistar a fiscalizacao em relacao ao notebook de US$1250?
    Ou nao faria diferenca?

    2- Meu voo e de Atlanta. Seria este um voo menos visado do que um de NY, por exemplo?
    3 – A alfandega do Rio e mais rigorosa que a de SP?

    Obrigado,
    Bruno

  17. Ivan Diz:

    Olá Bruno,

    1. Cara, não tem como disfarçar nada desse tamanho na fila de à declarar, nem na de nada à declarar, se você for parado. Eu declararia os dois notebooks, pagando os impostos. Para saber mais sobre como funciona o processo, leia o post: Experiências na alfândega.
    2. Não necessariamente. Tenho uma amiga que tem uma teoria que diz que se você passar o Duty Free no desembarque e comprar algo tem menos chances de ser parado na fila de “Nada à declarar”. Eu tenho minhas dúvidas quanto a isso.
    3. Não tenho idéia, mas você testar nos avise.

    Caso queira simular os impostos, utilize nossa calculadora de impostos, na barra lateral esquerda.

    Abraços,
    Ivan

  18. Ryu Diz:

    Ivan.

    Quando vc diz no texto que pagou os produtos excedentes, porém não pagou os impostos, significa que voce apresenta o preço que esta na nota fiscal menos o imposto??

    A cota de 500 é internacional ou só vale para os states(se for diferente, qual a cota de cada país); e por acaso a cota vale para roupas, calçados ou somente itens de tamanho médio a grande?

    O pedido de declaração é feito no dia da viagem?

    E a ultima pergunta no free shop no brasil, pode ser pago com o dinheiro brasileiro ou somente dollar?

    É a minha primeira viagem para o exterior por isso essas perguntas hehe!!!

  19. Ivan Diz:

    Olá Ryu,

    1. Não sei se entendi sua primeira pergunta, mas você sempre paga o imposto de importação sobre o valor do produto, sem os impostos norte americanos e sem o frete (caso haja algum). Nos Estados Unidos o imposto municipal vem sempre destacado na nota, de maneira separada.

    2. A cota é para é brasileira (hahaha) o que significa que ela vale para entrada de qualquer lugar do planeta, e é válida principalmente para eletrônicos. Roupas, calçados e perfumes não entram nesse limite, a menos que você traga uma quantidade muito grande. Você pode ler um pouco mais sobre isso aqui: Cotas e a alfândega.

    3. O formulário de declaração é formecido pela companhia aérea, geralmente durante o vôo de retorno (no meio do vôo).

    4. Pode ser pago com o que você quiser. Eles inclusive parcelam no cartão de crédito, em reais. E você tem uma cota extra de US$ 500 para gastar no Free-Shop (mas só na volta heim?).

    Abraços e boa viagem.
    Ivan

  20. Ryu Diz:

    vlw, esclareceu minhas duvidas!!
    Mas outra pergunta, durante a ida então eu tenho que declarar os itens eletronicos para que na volta não tenha que pagar uma taxa, certo? Caso eu leve uma camera e depois optar para um novo modelo e deixar o outro, vou ter que declarar ou fica livre do imposto, ja que na ida declarei uma camera?

    obrigado pelo esclarecimento!

  21. Ivan Diz:

    Olá Ryu,

    Seria muito bom se fosse assim né? Mas quando você registra o equipamento na saída, coloca, marca, modelo e número de série, o que significa que só pode voltar com ela.
    O lado bom dessa história é que geralmente câmeras fotográficas digitais normais, iPods menores, e outros eletrônicos comuns aqui não precisam de registro, e não são contados na volta. Por isso, quando for enfrentar a fila do registro, pergunte se precisa registrar sua câmera ou sua filmadora. Muitas delas não precisam mais de registro.

    Abraços,
    Ivan

  22. Maira Diz:

    Oi estou indo viajar no proximo mes e queria saber se eu declarar, quantos itens de eletronicos posso trazer? Por exemplo quantos iphones poderia trazer?

  23. Ivan Diz:

    Olá Maria,

    É difícil dizer isso, porque a Receita só diz que você não deve trazer um tanto que possa configurar comercialização, mas eu não arriscaria mais de 3 iPhones, por exemplo. Eu já trouxe dois computadores, sendo um Desktop e um Notebook, sem problemas.

    Abraços,
    Ivan

  24. Paulo Diz:

    Ivan, confirme a informaçao please: declarando, eu pago 50%; nao declarando e sendo pego, eu pago 50% e 50% de multa, isto é, 100% sobre o produto, por nao haver declarado?

  25. Ivan Diz:

    Olá Paulo,

    Isso mesmo. Só que tanto os 50% quanto os 100% são calculados sobre o que exceder os US$ 500 da cota. Ou seja, se você comprou um produto de US$ 1100, pagará o imposto sobre US$ 600.
    Para calcular o valor dos impostos em ambas as situações, clique no nosso link “Calculadora de Impostos” na coluna lateral direita do site.

    Abraços,
    Ivan

  26. Ronil Diz:

    Amanha eu to voltando pro Brasil… to com medo pra caramba, duas malas entupidas de roupa, 1 com um monitor LCD, um Desktop que custou 999 dolares, e um Xbox recondicionado que custou uns 250.
    Será que vao me pegar?

  27. Ivan Diz:

    Olá Ronil,

    Só passando pra saber, mas se eu fosse você declararia os eletrônicos e pagaria os impostos. Assim você entra numa boa, sem crise ou estresse (a não ser o de pagar os impostos né, hahaha).

    Abraços,
    Ivan




  28. Luiz Carlos Diz:

    Ola bomo, por favor conhecia um pessoal que trazia eletronicos dos USA, porem perdi o contato, antes de precisar dos serviços dos mesmos. V conhece alguem que faça esse tipo de importação

    sds

    Luiz Carlos

    Me mande via email por favor




  29. luciano Diz:

    Caros,

    Estou com um problema e agradeceria muito uma ajuda.

    Gostaria de declarar um notebook mas so tenho dolar para pagar o imposto. Alguem sabe se o banco aceita dolar?
    No site da receita diz q se vc nao pagar o imposto a mercadoria é apreendida e depois pode ser retirada. Então, seria possível sair da alfandega, ir em uma casa de cambio, fazer a troca e retornar para pagar e retirar a mercadoria???

    Ja tentei ligar para o banco safra e para a receita no aeroporto de guarulhos mas ninguem atende o telefone.
    Muito obrigado pela resposta!




  30. Ivan Diz:

    Olá Luiz Carlos,

    Infelizmente não. Existe um serviço que lhe dá um endereço nos Estados Unidos, permitindo que você compre pela internet, e eles entregam na sua casa, aqui no Brasil. Eles se chamam SkyBox.

    Abraços,
    Ivan




  31. Ivan Diz:

    Olá Luciano,

    Sim, o banco Safra funciona 24 horas por dia e aceita dólares. E como ele fica do lado de fora da alfândega, também é possível trocar os dólares em uma casa de câmbio e depois pagar em reais no Safra. Fica a sua escolha.

    Abraços,
    Ivan




  32. luciano Diz:

    Obrigado pela ajuda Ivan!!

    Abraços
    Luciano




  33. Pedro Diz:

    Ivan, me esclarece uma coisa.
    Eu estou morando em Minnesota desde Janeiro de 2006 trabalhando para Universidade. Eu estou voltando depois de 1 e 8 meses. Eu fiquei sabendo que eu seria isento dos impostos. Procede essa informacao?

    Eu estou levando Playstation 2(usado), Jogos(Usado), Laptop(usado), camera digital (usada), placa de telefonia externa (usada).

    Sera que eu preciso pagar impostos por esses itens? Eu acho que nem tenho mais recibo deles.

    Um obrigado adiantado.




  34. Ivan Diz:

    Olá Pedro,

    Até aonde eu sei sim, procede. Você pode entrar sem pagar impostos. Meu irmão vem uma vez por ano da Inglaterra e não paga impostos pelo Notebook que trás, nem pela câmera fotográfica. Por isso, na minha opinião, venha sem medo. Mas traga algum comprovante de que você está morando e trabalhando nos States.

    Abraços,
    Ivan




  35. TDK Diz:

    Olá Ivan!!!

    Vou para NY no fim do ano e já estou planejando trazer uma guitarra de lá, com um bag forte, como bagagem de mão.
    Tudo certo…

    Meu problema é a alfandega…Tendo em vista que vou gastar no mãximo 1000 USD…o que voce indica?

    A- Declarar e levar uma guitarra tranqueira daqui, desovar ela lá e trazer a boa.
    B- Trazer com uma nota com valor inferior
    C- Deixar com cara de usada, e trazer com nota inferior
    D- Declarar o valor real, pagar o imposto, etc?
    E- Desistir da guitarra

    Abraços!!!!




  36. Ivan Diz:

    Olá TDK,

    Minha sugestão é declarar o valor real e pagar os US$ 250 de imposto, evitando todos os demais problemas. Qualquer uma das outras opções tem o risco (grande) de você ser descoberto e ter que pagar US$ 500.

    Abraços,
    Ivan




  37. ROSANE Diz:

    Bom dia Ivan,
    Meu marido está em NY e comprou várias coisas para o nosso bebe que irá nascer. Entre carrinho, bebe conforto, roupas, mamadeiras….ele gastou U$ 1000. De eletrônico ele comprou uma máquina fotográfica no valor de U$ 300, baba eletrônica U$ 50 e bomba para tirar leite U$ 130. Você acha que ele deveria declarar o quê?
    Obrigada.




  38. Willer Diz:

    Só queria deixar um elogio. O seu post foi muito esclarecedor e só aqui encontrei detalhes que eu tanto procurava como a necessidade de declarar os valores dos bens com ou sem impostos e se é possível pagar o DARF com cheques. Muito bom mesmo. Só mais uma pequena dúvida: Eu comprei um notebook de 649 dólares (que vou declarar) mais dois acessórios (um roteador sem fio de 39.00 e um mouse sem fio de 29.00). Preciso declarar esses acessórios também ou o pessoal costuma perdoar essas coisinhas? Obrigado.




  39. Ivan Diz:

    Olá Willer,

    Obrigado pelo elogio.
    Pode deixar na mala. O pessoal ne olha essas coisas pequenas quando você está declarando um Notebook. Declare só o Notebook e pague o imposto sobre o excedente. Se te amolarem você fala que as outras coisas estavam dentro da cota, e por isso não declarou, o que é a pura verdade, não?

    Abraços,
    Ivan




  40. Meire Diz:

    Olá Ivan
    Vim só pra contar que fui e voltei aos EUA pela AA e trouxce a guitarra que eu queria, trouxe como bagagem de mão e naum tive nenhum problema de aceitação…. tava carregando só ela de mão, entaum acho q foi mais facil… o problema era colocar ela dentro dos bagageiros do avião…. tinha q ser em lugar vazio e ficar de olho pra ninguem com mala de rodinha colocar a mala em cima da minha guitarra…. naum levei mais nenhuma bolsa, mas como tava com a minha irmã (q tava com uma mala e uma mochila cheia de coisa nossa, naum tive problema nenhum….. na hora de passar pela alfandega, fui pro nada a declarar e entreguei o papel meu e da minha irmã junto (ela é menor de idade), e o cara deixou a gente passar de boa, mas também tinhamos só mais tres malas, sendo uma delas pequena e duas médias, entaum naum tinhamos quase nada (tinhamos só isso pq levamos só as duas médias com pouca coisa dentro, já q iamos ficar na casa do meu primo e pretendiamos lavar roupa pra naum ter q levar muita coisa…)
    mas valeu pelas dicas anteriores, o site de vcs é muito bom, vou guardar ele nos favoritos pra proxima viagem.
    Até mais




  41. Ivan Diz:

    Olá Meire,

    Que bom que deu tudo certo. Muito obrigado por compartilhar essa experiência conosco. Tenho certeza de que ela será útil pra muita gente que nos lê.

    Abração,
    Ivan




  42. Gustavo Diz:

    A cota de U$500,00 é para cada pessoa? Para um casal(casado) U$1.000,00?
    Abração

    Gustavo




  43. Ivan Diz:

    Olá Gustavo,

    A cota é de US$ 500 por pessoa, mas não se pode somar cotas para comprar algo. Isso significa que se vocês comprarem um notebook de US$ 1000, terão que pagar o imposto sobre US$ 500, não importando se só trouxeram isso.

    Abraços,
    Ivan




  44. Gustavo Diz:

    Valeu Ivan,
    muito bom seu blog, parabéns.

    Abração

    Gustavo




  45. Fabiana Diz:

    Olá Ivan,

    Moro nos Estados Unidos ha 14 anos, e dia 2 de Setembro agora, estou voltando.
    Estou levando meu laptop, Ipod e camera digital, só isso de eletronicos. O resto são presentinhos, e objetos para uso pessoal, roupas, etc…
    Tenho minha driver’s license ainda valida, comprovantes que morei aqui, etc…
    Tem algum formulario que poderia pegar, declarando que estou me mudando para o Brasil, sem precisar pagar qualquer taxa? Porque na realidade estou realmente me mudando, mas tenho coisas p/ burro…afinal, foram 14 anos morando por aqui.
    Poderia me dar um help??
    Desde já, agradeço a força!
    Abraço,
    Fabiana




  46. Ivan Diz:

    Olá Fabiana,

    De acordo com o site da Receita (o link está em nossa seção de links) você só precisa comprovar que morou aí, e trazer itens para uso pessoal. Se o notebook é novo, coloque coisas pessoais nele, como fotos e documentos. Você não tem que pagar nada de impostos, porque está à mais de um ano fora do país. Se não me engano você preencherá o mesmo documento de declaração de bens que todos os brasileiros, mas não declare nada. Entre na fila de nada à declarar e diga que mora a mais de um ano fora do país.
    De qualquer maneira, de uma lida no site da Receita Federal para se informar melhor.

    Abraços e bom retorno.
    Ivan




  47. Fabiana Diz:

    Ivan,

    MUUITO OBRIGADA!
    Desculpa perturbar, mas tenho outra duvida que nao entendi bem no site da Receita…
    Qto de dollar posso levar?…Tipo, nao estou levando muito..menos de $3000(USD), posso levar em dollar?…Esse dinheiro sera taxado?
    Tipo…vi um lance de $10000(USD), mas esse eh o valor total incluindo minha bagagem, eletronicos e dinheiro vivo?..Ou somente dinheiro?…

    Obrigadao mais uma vez…
    Meu, vcs sao otimos…serio!

    Valeu Ivan!
    :)




  48. Ivan Diz:

    Olá Fabiana,

    Um viajante pode entrar no país com até R$ 10.000,00 (Reais, não dólares) em moeda ou cheque. Isso, no meu entender, não inclui os produtos que você está trazendo. Acima disso você pode trazer mas tem que declarar (e pagar imposto, pra variar).

    Abraços,
    Ivan




  49. Fabiana Diz:

    Obrigadaaaa Ivan!
    vCS SAO OTIMOS!
    Bjo!




  50. Ivan Diz:

    Olá Fabiana,

    Muito obrigado. Nosso objetivo é ajudar cada vez mais pessoas e parte do nosso combustível vem de elogios como o seu. ;-)

    Abraços,
    Ivan




  51. Lis Diz:

    Morando e trabalhando 6 meses nos EUA, muda alguma coisa na alfandega? vira mudança?




  52. Alex Diz:

    Olá Lis,

    De acordo com o website da receita federal, não. Só muda mesmo se ficar no mínimo 1 ano morando fora do Brasil. Dá uma olhada em nossa página de LINKS que lá tem alguns links da receita federal.

    Abraços!




  53. SIMONE ALMEIDA Diz:

    Estou voltando amanha para o Brasil e estou levando um laptop de 1300,00 dolares e uma maquina digital painha bem baratinha que vou dizer que eh de uso pessoal. O fato e que vou fazer alfandega em Manaus e todos dizem que la e pessimo! Por outro lado, nao queria declarar pq to sem grana pra pagar. Sera que eh muito arriscado naum declarar ou declarar que custou tipo 650 dolares?
    Por favor, me ajudem….estou desesperada!!!!




  54. Ivan Diz:

    Olá Simone,

    Declarar com valor abaixo dificilmente vai rolar, porque se você não apresentar a nota fiscal (invoice) eles pesquisarão o preço do notebook na internet. Quanto à não declarar, vai da sorte. Mas se você for pega terá que pagar 100% do que exceder a cota, ou seja, US$ 800, enquanto se declarar terá que pagar apenas US$ 400.

    Abraços,
    Ivan




  55. Rafael Diz:

    Olá Ivan…
    Cara, seu site é da hora… achei muito interessante essas informações.

    Mas ainda queria saber sua opinião sobre uma questao. Estou nos EUA e estarei voltando para o Brasil, chegando dia 1 de janeiro as 10:00. Você tem alguma informacao, ou palpite sobre a alfandega nessa data e/ou horário?

    Vlw




  56. Ivan Diz:

    Olá Rafael,

    Não sei te informar, mas posso te garantir que a alfãndega funciona 24 horas por dia e 7 dias por semana. :-)

    Abraços,
    Ivan




  57. Marisa Diz:

    Ivan,
    Qual e a cota para adultos e criancas que estao de visita ao Brasil, e carregam ambos passaportes brasileiro e americano, ou tem greencard? E verdade que e de $3000 por pessoa?
    Obrigada
    Marisa




  58. Ivan Diz:

    Olá Marisa,

    O site da Receita (na nossa seção de links) não deixa esse valor claro. Eu suponho que o limite deve ser o mesmo aplicado na saída do país, que diz que você não pode trazer um volume em dinheiro superior a R$ 10000 sem declarar. Quanto aos bens trazidos, desde que eles sejam de uso pessoal, você estará isenta de impostos, já que mora fora do país. O que não pode é trazer itens que demonstrem desejo de comercializa-los, como por exemplo vários iPods, ou vários notebooks novos, na caixa, etc.
    Se os oficiais desconfiarem podem pedir para você ligar os aparelhos para verificar o conteúdo (procurando dados pessoais).
    Mas é bom dar uma boa pesquisada no site da Receita.

    Abraços,
    Ivan




  59. Marisa Diz:

    Ivan,
    Muito obrigada pela resposta. Tenho mais uma pergunta. Quando for ao Brasil, pretendo levar uma tv de presente para meu pai, de aprox. $1000 ou $1500, e tambem presentes para sobrinhos, que nos dias de hoje sao jogos Nintendo DS, eletronicos do tipo Ipod, mp3, playstation, etc. Voce acha que posso ter problemas? Qual a melhor forma de proceder e quais documentos devo ter em maos? Minhas criancas podem levar items tambem?
    Obrigada,
    Marisa




  60. Ivan Diz:

    Olá Marisa,

    Eu realmente não sei como é o procedimento para o seu caso na Receita, mas posso supor que a TV terá que pagar os impostos, porque está longe de ser um produto de uso pessoal como um notebook. Nesse caso os impostos seguem as mesmas regras, de US$ 500 de isenção. As crianças tem a mesma cota, de US$ 500, então itens como playstation e ipod podem entrar na cota deles, sem problemas.
    Quanto aos documentos, traga os invoices do que pretende declarar, o greencard, passarportes e quaisquer outros comprovantes de que você reside e trabalha nos States.

    Abraços,
    Ivan




  61. Rosangela Diz:

    Ivan!!
    Moro na Suiça e em Dezembro parto de ferias para o Brasil,e devo passar pelo controle em Salvador. Estou levando un laptop, um aparelho de foto, tudo de uso pessoal de verdade.Nas malas vou levando utensilhos de cozinha, pequenos tapetes, coisas pra cozinha nova de minha mae.
    Voce acha que preciso declarar tudo isso? Qual é a cota limite? O que é mais visado pela policia alem dos eletronicos?




  62. Ivan Diz:

    Olá Rosangela,

    Se você mora na Suíça à mais de um ano e vai trazer coisas pessoais, não precisa declarar. Tapetes e coisas para cozinha, cama, etc, não entram na cota, à nã ser que você traga uma quantidade muito grande, que possa caracterizar comercialização.

    Abraços,
    Ivan




  63. ramonxinhow Diz:

    cara gostei muito porque aque achei tudo que precisava mesmo……fiz um trabalho falando sobre o assunto e encontrei o que estava precisando na internet




  64. ramonxinhow Diz:

    eu sou do brasil e gostei de ver pessoas de outros paises se comunicando através do site, porque esse é um meio muito bacana de encontrar pessoas novas e fazer novas amizades, gostei muito mesmo quem queiser me add no orkut é box_ramon [arroba] hotmail.com e quem quiser no gmail é ramon.rj1 [arroba] gmail.com




  65. ramonxinhow Diz:

    posso saber qoue exatamente existe a alfandega??

    bjos by:RAMON**




  66. Ivan Diz:

    Olá Ramon,

    Não sei se sua pergunta foi retórica ou não, mas em todo caso a alfândega existe para fiscalizar o que entra no país e evitar a entrada de produtos sem o pagamento de impostos, o que faria com que os produtos comprados no exterior fossem muito mais baratos do que os vendidos aqui.

    Abraços,
    Ivan




  67. germano Diz:

    Opa!!
    Muito esclarecedor seu site.. Mas tenho uma duvida. Estou nos states vou voltar semana que vem com um note de 1200 dolares na mochila de mao, 1HD externo de 400 dolares na mala despachada, 1 mouse de 100 dolares na mala despachada tbm, 1 ipod touch de 300 dolares no bolso… 1 maquina fotografica comprada no Brasil e declarada na saida e mais um iPod video comprado no brasil que incrivelmente a mulher da alfandega disse que nao precisava declarar quando sai e que agora to com receio que nao acreditem nisso. Qual eh o conselho q voce me da? To pensando em declarar somente o note, somente ele. Eh possivel passar com o resto? Abraco e thanks




  68. Paulo Santos Diz:

    Ola,
    estou viajando de férias para NY agora no mes de novembro/08 e fiquei sabendo que na volta (quando eu ainda estiver no aeroporto nos EUA) tem como eu resgatar tudo que eu pagar em impostos. Isso Procede? O que devo fazer?
    Além dessa duvida, ainda tenho mais uma; onde o imposto é mais barato, em NY ou NJ? Vc sabe me dizer as tarifas?

    Desde já antecipo agracedimentos e parabens pelo site.

    Paulo




  69. Gabriela Diz:

    Oi!
    estou voltando do Canada no começo de Novembro. meu voo tem escala em Miami.. vou trazer um note na mochila de mao!! posso falar que é de uso pessoal? o note custou 700 dolares..
    e tem problema eu vim com elee do Canada para o EUA?
    Brigada




  70. Ivan Diz:

    Olá Paulo,

    Não. Nos Estados Unidos não é possível resgatar os impostos pagos. Isso acontece em alguns países da Europa.
    Segundo algumas pesquisas que fiz, o imposto sobre vendas de NY (New York City) é de 8.40% enquanto cidades como Warren, em NJ tem um valor de 7%. Mas é preciso ficar de olho na cidade e no condado aonde ela está, pois esse valor varia de acordo com esses critérios.
    Uma boa maneira de fugir dos impostos sobre vendas é comprar de lojas virtuais que não tenham depósito no estado que você está, como a Amazon. Dessa maneira o imposto não será cobrado. Mas informe-se, porque não são todos os estados que permitem isso.

    Abraços,
    Ivan




  71. Ivan Diz:

    Olá Gabriela,

    Até aonde eu sei não existe restrição para a entrada de produtos como notebooks vindos do Canadá nos Estados Unidos, mesmo porque você não é residente nos States.
    Já quanto a sua volta ao Brasil, se você passar como “Nada à Declarar” e for pega terá que pagar 100% sobre o que exceder os US$ 700, a não ser que tenha ficado mais de um ano fora do Brasil.

    Abraços,
    Ivan




  72. germano Diz:

    oi Ivan, voce esqueceu minha pergunta..
    Abracoss




  73. Paola Diz:

    Ola Ivan, se quando eu tiver passando pela alfandega, for na fila de Bens a Declarar, e nao tiver notinha fiscal, eles olham na internet tb, ou como fazem pra saber o preco q tenho q pagar?
    Thanks




  74. Ana Carolina Diz:

    Olá Ivan ,

    Vou para Orlando em Janeiro , em uma excursão de mais ou menos 70 pessoas .
    Gostaria de saber se quando for sair do Brasil tenho que declarar alguma coisa , como maquinas, celulares ou notebooks ?

    E tambem estou desesperada , pqe estou indo pra lá com o proposito de comprar, e ir na Disney logico , só que quero comprar muitas coisas para uso pessoal , por isso ja vou com a mala quase vazia . Queria saber se comprar roupas de marcas como Nike, Adidas, Puma, Billabong e umas 3 bolsas … , uns dois perfumes,2 oculos, 3 tenis (um eu calço ), e maquiagem … se tirar etiquetas e embalagens pode chegar a dar algum problema ?

    Já os eletronicos quero voltar com um camera nova($360) , um iPhone ( $229), um iPod nano ($158) e algumas coisinhas bobas . . . Será que se eu ja for usando o iPhone colocar músicas no ipod e ja ir ouvindo, dá algum problema ?

    Ah, doces não tem taxa não né ?

    Só tenho qe entrar na fila pra declarar se exceder $500 . ou teem qe declarar tudo ?

    Brigada .




  75. Ivan Diz:

    Olá Germano,

    Desculpe-me pela falha. Estamos com excesso de trabalho em nossos empregos e isso tem atrapalhado um pouco. Mas vamos lá.
    Realmente os iPods não tem mais sido alvos de fiscalização (shuffles, nanos e videos).
    No seu caso eu faria exatamente isso. Declararia o notebook e pagaria o imposto sobre ele. Se eles quetionarem o HD você diz que está dentro da cota (e está mesmo). Mas geralmente eles nem questionam e cobram o imposto tirando os US$ 500 do valor total. Ou seja, você deve pagar 50% sobre US$ 700.

    Abraços,
    Ivan




  76. Ivan Diz:

    Olá Paola,

    Você colocará no formulário o valor que pagou. Se não tiver a nota eles confirmarão o valor pela internet, acessando alguns sites de lojas Norte-Americanas.

    Abraços,
    Ivan




  77. Ivan Diz:

    Olá Ana Carolina,

    Dê uma lida no post Cotas e a Alfândega (link no menu esquerdo, em Top 10 Posts). Você terá boa parte das respostas ali.
    Você precisa declarar na saída equipamentos como câmeras fotográficas importadas e caras, filmadoras importadas e notebooks. Quanto ao iPhone você não o comprará nos States, a menos que tenha um Social Security Number e um cartão de crédito dos Estados Unidos.
    Roupas não entram na cota, nem acessórios e perfumes, mas é bom não exagerar, para não parecer que você está trazendo para vender.

    Abraços,
    Ivan




  78. Milton Diz:

    E aí Ivan, tudo bem?

    é o seguinte, minha namorada veio dos EUA num sábado às 22:00 e a alfandega esta fechada… ela passou direto… qual é a minha probalidade voltando de lá as 23:00 no começo de janeiro e estar fechado a alfandega?




  79. Otávio Borba Diz:

    Olá Ivan,

    Eu estou indo dia 2 de novembro para Portugal, e desejo comprar uma máquina fotográfica seja no Duty Free ou em alguma loja por lá. O meu problema é que essa máquina vai ser um pouco mais cara que as convencionais, eu já pesquisei, e está em torno de uns 500 euros.
    Estou com muito receio na hora de trazê-la. O meu vôo irá fazer escala em Madrid, na Ida e na Volta.

    Obrigado.




  80. Alex Diz:

    Olá Otávio, se você comprar no Duty Free, não terá que pagar impostos, mesmo custando 500 euros.




  81. Xico Diz:

    Olá,

    Sei que impostos alfandegários existem como uma forma de protecionismo para a economia de um país.
    Porém, gostaria de saber se vocês tem alguma idéia de para onde vai o dinheiro arrecadado com esses impostos sobre mercadorias?
    Porque IPVA por exemplo, mesmo que agente saiba que exista corrupção, temos noção do uso final desse imposto, já o imposto alfandegário sobre mercadorias é para mim um grande mistério.

    P.S.: Meu objetivo não é disseminar atitudes que muitos julgam “anti-ética” mas, da minha experiência em viagens para os EUA(fui 3 vezes, 2 delas nos ultimos 2 anos, e sempre trouxe muitas mercadorias incluso laptops MAC) aconselho a não declarar. Pelo simples motivo de que o nosso país funciona da seguinte forma: se você for honesto e declarar, necessariamente pagará 50% do valor de seu produto para o Estado; se você nao declarar existe a possibilidade de sair ileso(no meu caso tenho 100% de aproveitamento em não ser pego), também existe a remota possibilidade de ser pego e pagar 100% do valor do produto para o Estado(até hoje não conheçi ninguém que tenha tido de pagar isso). Por esse motivo, ainda acho mais interessante correr os riscos.




  82. Ivan Diz:

    Olá Xico,

    Isso é realmente uma questão de consciência e sangue frio. Eu tive vários amigos que não foram pegos, e alguns que foram e tiveram que pagar. Então tudo é relativo. Eu não tenho sangue frio e estou cansado de tentar “enganar” no Governo pra poder ter alguma coisa. Por isso mesmo estou me preparando para ir embora.
    Não sei aonde é utilizado o II, mas acho que não exista um destino bem definido. Mas acho que não é isso que deve determinar se você paga ou não um imposto. Senão, partindo desse pressuposto já que eu não utilizo a escola pública deveria retirar um percentual do valor dos impostos que pago.

    Abraços,
    Ivan




  83. Péterson Diz:

    Olá Ivan,

    primeiramente, parabéns pelo blog e pelos excelentes posts. Muito esclarecedores, tirei muitas das minhas dúvidas com eles, e várias delas eu não conseguia solucionar em nenhum outro lugar.

    Tenho mais uma, porém. Uma amiga minha está indo para os Estados Unidos em dezembro, e se ofereceu para comprar um laptop para mim. Já vi que o melhor a fazer neste caso é declara-lo e pagar os impostos, mas só de pensar nisso já me dói o bolso :-D . Como ela já tem um notebook, minha idéia seria pedir para que ela o declarasse na ida, no entanto sem leva-lo. Na volta então ela colocaria o note comprado na mala, passaria na fila de nada a declarar(ou então na de declarar, com outras compras) e apresentaria o documento alegando que o notebook na mala é o que ela levou.

    Você acha que isto tem alguma chance de dar certo? Eles conferem o notebook na ida, para fazerem a declaração? (neste caso, ainda existe a possibilidade de enviar o velho por correio e trazer o novo) Tem grandes chances deles conferirem a mala, para verificar a autenticidade do notebook?

    Agradeço desde já,

    abraços,

    Péterson




  84. Ana Paula Diz:

    Ola,

    Eu moro em Cingapura a 3 anos, estudo aqui! Eu pretendo voltar para o Brasil somente por 2 semanas de ferias pra visitar minha familia. Eu gostaria de saber se eu posso levar meu laptop junto comigo e camera tambem! Td foi ganhado do meu namorado,e foi comprado aqui em Cingapura.

    Por acaso eu tenho que declarar alguma coisa, mesmo que eu nao ficarei no Brasil?




  85. Ivan Diz:

    Olá Péterson,

    Para declarar o notebook na saída é preciso apresentá-lo. E além da marca e do modelo, eles exigem que você preencha também o número de série, que é conferido.
    E na volta eles irão verificar os dados do documento com o notebook trazido.
    Então meu conselho continua sendo, pague os impostos ou se arrisque. Lembre-se que, apesar de raro, prestar falsa declaração em um documento oficial é crime. Tem certeza de que quer colocar sua amiga numa fria dessas?
    Quanto ao lance de enviar o notebook usado pelos correios. Ele será tachado, mesmo sendo usado.

    Abraços,
    Ivan




  86. Ivan Diz:

    Olá Ana Paula,

    Como você está a mais de um ano fora do país, e está somente a passeio, pode trazê-los sem problemas. Basta ter como comprovar que está morando em Cingapura à mais de um ano.

    Abraços,
    Ivan




  87. Raphaela Furtado Diz:

    Olá, Ivan.

    Eu imagino que você já esteja bastante cheio de responder as mesmas perguntas o tempo inteiro. Andei pesquisando muito sobre a passagem na alfândega e o seu site foi o mais completo.

    Ainda que eu tenha lido todas as perguntas e respostas, minha dúvida não ficou esclarecida, então gostaria de que lesse minha situação, se puder, pois é bastante singular…

    Eu nasci no Brasil, mas tenho cidadania canadense, SIN [CPF canadense] e passaporte canadense, mas está novo em folha e sem visa, pois vim do Brasil com o passaporte brasileiro. Trabalhei e estudei em Vancouver e, atualmente, estou morando na casa do meu pai em Toronto. Ainda assim, não estou aqui há um ano, mas apenas há cinco meses e voltarei para o Brasil em três dias.

    Trago comigo um IPod Touch, um Tablet [mesa para desenho digital no valor de 400 dólares] e um Macbook da geração que lançaram há algumas semanas, custando aproximadamente 2.500 dólares.

    O meu IPod Touch é a última das minhas preocupações porque, se eu passo com ele no bolso e somente declaro o Tablet, ele está dentro do preço e eu não pagarei nada adicional por ele. Meu problema é o Macbook.

    Tudo é absolutamente pessoal, o Macbook está já repleto de fotos, programas e jogos, e declará-lo não é uma opção para mim. Eu faço faculdade de Desenho Industrial no Brasil e preciso de um bom notebook.

    Durante a última semana, pensei em tudo. Minhas possibilidades são…

    IPod sempre no bolso, Macbook na mochila SEM a capa ou case para não fazer volume, um casaco para cobri-lo, Tablet na mala [a mesa de desenho tem aproximadamente 15 polegadas e é fina].
    Pretendo levar o Tablet sem a caixa, mas tenho receio da violência com a mala e, se quebrarem o Tablet, vou ficar arrasada.
    Se eu não ultrapasso os 500 com ele, preciso declará-lo?
    Bem, o que acha dessa alternativa?

    Minha outra alternativa seria fazer tudo igual e trazer o tablet na mochila também, para protegê-lo, ou em outra sacola, mas eu tenho receio que eles o queiram ver e se deparem com o meu notebook. Ainda assim, o declararei pessoal honestamente, mas não moro no Canadá [apesar de ser canadense]… Enfim, tenho alguma chance? O que acha?

    Aliás, sobre aparência, eu acho que eles não desconfiariam de mim. Nem as malas. Levarei duas malas, uma de rodas e uma de alça para despachar. E uma mochila inocente nas costas. Tenho cara de estudante, mesmo, sou baixinha, afável e bem-humorada. MAS… Sempre que eu leio algo atemorizante sobre a alfândega e penso no meu Macbook, meu coração palpita e eu não sei se vou conseguir passar no sangue-frio pela alfândega. Não digo que vou suar ou chorar, nem nada, mas não me sinto segura com o calor no rosto e o peito vibrando.

    ENFIM, só queria ler algo que me acalmasse… Mas seja honesto se acha que eu estou completamente lascada!




  88. Raphaela Furtado Diz:

    PS: Esqueci de comentar que ouvi dizerem que, se eu ligar para o aeroporto e constar algum tipo de invalidez, doença, pé torcido, o que seja que me ponha numa cadeira de rodas, eles providenciam uma cadeira de rodas, levam todas as minhas coisas -menos minha mochila-, eu furo todas as filas e passo direto.
    Isso aconteceu com a mãe de meu pai e ele me contou que foi bastante prático, mas ninguém checaria as coisas de uma velhinha doente… Já eu, bem… Não sei, não sei, ai, ai…

    De qualquer forma, já agradeço a paciência de ler o meu problema, Ivan! Muito grata, mesmo. Vou ficar checando -eu sou chata- para ver se você me respondeu, mesmo que seja um
    “Olá Raphaela,
    Desculpe, eu não li nada porque estou ocupado e você escreveu demais.”

    Abracetes!




  89. Ivan Diz:

    Ola Raphaela,

    Eu entendi sua questão e posso lhe adiantar que a melhor saída é:
    - Declarar o macbook pro, passar pela fila de à declarar e pagar os US$ 1000 de imposto.
    Mas, se você não gostar dessa saída (a maioria não gosta, hehehe) saiba que na fila de nada à declarar tudo é sorte. Se te pedirem para passar pelos Raios X você terá que pagar sobre o macbook pro (no mínimo US$ 2000). Se não encanarem contigo você passa na boa.
    Apresentar o passaporte canadense poderia até ajudar, mas como você não tem comprovante de que reside e estuda/trabalha no Canadá, e sua entrada no Canadá foi a menos de um ano, você não terá isenção.
    Quanto ao esquema de doença, você pode tentar, mas saiba que pode acabar tendo que pagar os impostos, a multa, e ainda ganhar um processo do Estado contra você.

    Abraços,
    Ivan




  90. Raphaela Furtado Diz:

    Ivan,

    Eu até teria os 1.000 dólares para pagar, mas SE eu tivesse que pagar somente os 1.000. O problema é que 400 dólares já vão no tablet, né.

    Tenho outra pergunta… Se eu for para o Raio X, todas as minhas malas passam no Raio X, mas EU passo? Porque eu acabo de perceber que consigo esconder PERFEITAMENTE o laptop em mim, desde que usando o casaco que estou usando agora.




  91. Raphaela Furtado Diz:

    Mais uma coisa…
    Eu poderia dizer que estou morando no Canadá, mas que voltei para visitar a minha mãe e já voltarei para a casa do meu pai, e que o notebook é para escola e trabalho… Enfim, eu tenho todos os documentos que um canadense poderia ter, até carteira de motorista e tenho, sim, comprovante de trabalho.




  92. Ivan Diz:

    Olá Raphaela,

    Normalmente quando se declara um produto caro como um notebook, os agentes não questionam os outros itens da mala, como o tablet. Então minha sugestão seria declarar apenas o macbook pro. Caso o fiscal diga que existe um tablete, você terá que pagar US$ 200 a mais de imposto. Caso contrário pagará somente os US$ 1000.
    Já no caso do notebook preso ao corpo, não passam você pelos raios x, mas podem muito bem revista-la. E aí as coisas podem ficar muito mais desagradáveis.
    Já com relação à comprovação de residência, se você conseguir comprovar que está somente de passagem, e tiver documentos pessoais no notebook, pode funcionar sim.

    Abraços,
    Ivan




  93. Cristina Diz:

    Olá tenho uma duvida cruel. estou viajando amanhã pra Nova York e levando mais de cinco mil dolares. Sei que preciso declarar mas fico receosa porque não tenho os recibos de compras uma vez que comprei de particular. Como devo proceder?




  94. Camila Diz:

    Olá, trabalho nos EUA desde nov/07 e estou retornando ao Brasil em nov/08. Nos primeiros três meses entrei com o visto B-2 e apenas em jan/08 foi emitido o meu visto L-1. Além disso, nos primeiros meses fiquei em hoteis e aluguei minha casa apenas em abril deste ano. Há como comprovar que morei aqui por um ano e me isentar dos impostos na alfândega?




  95. Alex Diz:

    Olá Cristina,

    Não entendi sua pergunta. Declarar onde e quando??? SE você está indo pra NY não tem que declarar nada… Agora quando voltar para o Brasil, sim.




  96. Alex Diz:

    Olá Camila,

    No website da receita federal, não diz que a pessoa tem que ter tido o visto tal pra ser isento dos impostos. Somente diz que o brasileiro tem que estar fora do país por mais de um ano. Da uma olhada nos links da receita federal em nossa página de LINKS.

    Acho que mostrando seu passaporte com o carimbo de entrada nos EUA, deve ser o suficiente.

    Abraços!




  97. Sarah Diz:

    Olá, nao ficou claro pra mim se o valor dessa cota é para todos os produtos eletronicos q vc estiver trazendo ou só para cada produto.

    Exemplo: (note de 1,200 + outra coisa de mais de 500)- 500 da cota

    ou se cada produto tem uam cota de 500, tipo: note de 1,200-500 da cota e outra coisa de masi de 500 – 500 da cota

    brigadao!




  98. Ivan Diz:

    Olá Sarah,

    Seria muito bom se cada produto tivesse sua cota, não? Mas não é assim não. Cada pessoa tem uma cota máxima de US$ 500, independente da quantidade de eletrônicos que esteja trazendo. Dê uma olhada na nossa calculadora de impostos, cujo link está na barra lateral esquerda do site.

    Abraços,
    Ivan




  99. Leonardo Diz:

    Olá gostaria de uma ajuda!
    Estou morando 10 meses em Londres e estou retornando com meu note de 7 meses, tenho que declarar ? |Existe alguma excessao por já ter o note a 7 meses ?
    Obrigado !




  100. Rosangela Diz:

    Bom dia Alex e Ivan!”O site de voces é espetacular!!!
    Agora o limite de peso das bagag
    ens para viajar para o exterior mudou, nao sei se voces estao informados. A mala de mao esta agora com o limite de 6 kilos as malas que vao embaixo no aviao sao 2 de 23 kilos. Pela experiencia de voces, estou levando um laptop na sua propria sachoche, os 6 quilos que tenho direito é incluso o laptop ou fora o laptop posso levar os 6 quilos numa outra sacola de viagem?
    Obrigada e abraços!




  101. Rosangela Diz:

    ¨
    Desculpe,pensei que minha questao nao tivesse sido registrada e sem querer repeti as questoes, mas voce pode apagar. Obrigada!!!




  102. Ivan Diz:

    Olá Leonardo,

    Não existe exceção, você deve declará-lo sim. Você estaria isento de declará-lo se estivesse morando a mais de um ano fora do país.

    Abraços,
    Ivan




  103. Ivan Diz:

    Olá Rosangela,

    Segundo a American Airlines, para viagem de/ para o Brasil é permitido:
    - 1 item de mão (114 cm) e 18 Kg;
    - 2 itens despachados (157 cm) e 32 kg.
    Geralmente além da mala de mão é possível levar o notebook em uma mochila ou case próprio. Ele deve ser acomodado embaixo do banco da frente.

    Dê uma olhada no site da companhia aérea que você utilizará, para se certificar das regras quanto à bagagens.

    Abraços,
    Ivan




  104. Rosangela Diz:

    Oi Ivan!!
    Obrigada mais uma vez pela tua atençao. Viajo pela TAP e telefonei pra la, me disseram que posso levar uma mala de mao de 6 kilos, uma bolsa normal com meus documentos pessoais, e meu Notebook dentro da sua propria sacoche. Anotei o nome da moça que me deu a informaçao o dia e a hora, caso qualquer problema na hora do embarque.
    Embaixo o limîte de bagagem é de 2 malas de 23 kilos e se eu
    quizer posso levar uma mala tambem de 23 kilos a mais pagando o valor de 150 euros por ela como excesso de bagagem.Estou indo de Genebra a Salvador.
    Obrigadao e te desejo um Super Natal e um Ano Novo de muito mais sucesso com seu site super informativo e de grande utilidade publica principalmente pros marinheiros de poucas viagens!Grande abraço!¨

    Rosangela




  105. Yuri Diz:

    Ola ivan!
    Minha tia mora nos estados unidos e ele vai manda pra mim um play staation 3 pra mim porque la ta muito barato e vai vim de navio .quanto tempo demora pra chega aqui no Brasil?
    Obrigado




  106. Yuri Diz:

    Ola Ivan!
    Minha tia mora nos Estados Unidos e ele vai manda pra mim um play staation 3 porque la ta muito barato e vai vim de navio .Quanto tempo demora pra chega aqui no Brasil?
    Obrigado




  107. Ivan Diz:

    Olá Yuri,

    Depende muito do período (quanto mais próximo do natal pior) e do tempo na alfândega. Mas geralmente leva de 10 à 20 dias úteis. E não se esqueça de separar o dinheiro dos impostos (60% sobre o valor do produto).

    Abraços,
    Ivan




  108. Yuri Diz:

    Mas eu tava pesquisando que de navio demora 3 meses para chegar ao Brasil.Isso e verdade?E também me falaram que de navio quase num paga imposto isso e verdade?




  109. Yuri Diz:

    Eu to achando que minha tia nao vai pagar imposto por causa que cada turista pode gastar com mercadorias 500 dolares e ela ainda nao gasto nada.Isso e verdade que ela nao vai paga imposto?
    Obrigado Ivan e um Bom Natal!




  110. Alex Diz:

    Oi Yuri, acho que o Ivan se confundiu aqui… hehehe… o prazo que ele deu é para envio por avião mesmo. Não tenho experiência própria com navio, mas já ouvi falar que são 3 meses. A cota de US$500, é só para que está embarcando e trazendo a mercadoria, e não despachando. Quanto à não haver imposto por navio, acho que isso não é verdade. O que acontece é que parece que antigamente o pessoal que transportava tinha uns esquemas com o pessoal da alfândega, mas parece que isso já não funciona mais… Você (e não ela) provavelmente terá que pagar os 60% de imposto quando for retirar.




  111. Yuri Diz:

    Ola Alex!
    Como voce me disse que eu que tenho que pagar imposto,mas ela ta me mandando esse play station 3 de presente de natal mesmo assim eu pago imposto ou esse imposto ela que vai te que pagar?E outra pergunta qual meio de transporte e mais facil passar sem pagar impostos?Minha tia ja me mando varios eletronicos e duas dessas vezes teve que pagar impostos so que esse imposto foi pra ela nao pra mim!Espero que voce me explica!
    Obrigado e um Feliz Natal!




  112. Yuri Diz:

    ALEX eu to achando que ela vai compra na Amazon e vai manda entrega aqui ai sai de graça?
    Obrigado




  113. Yuri Diz:

    Obrigado!Minha tia me falo que pelo navio paga imposto sim!Que isso era apenas boatos mentirosos!




  114. Yuri Diz:

    MUito obrigado Alex!Meu video game chegou hoje(a noite) e infelismente tive que pagar o imposto!Mesmo assim obrigado!




  115. Alex Diz:

    Valeu Yuri!
    Obrigado por compartilhar sua experiência conosco.
    Abraços!




  116. Andre Diz:

    Oi Ivan, vim para a Inglaterra fazer parte do meu doutorado, durante 1 ano. Vou voltar daqui a alguns meses, mas quando voltar, o notebook que comprei aqui vai ter 10 meses. Como o utilizo para pesquisa aqui e é parte fundamental para o meu trabalho, você acha que consigo alguma isenção? Sou pesquisador vinculado ao MEC e a grupos de pesquisa do CNPq, isso ajuda?
    Muito obrigado pela atenção!




  117. Will Diz:

    Olá Ivan. Adorei o site. Muito útil. Estou morando nos EUA legalmente há alguns meses já. Fui expatriado pela empresa. A proposta é de ficarmos por aqui uns 3 anos. Quando eu voltar eu gostaria de levar todas as minhas coisas. Sei que mais de 1 ano vc pode levar tudo sem pagar impostos, mas como fica a questão dos carro? Sei que para um carro eu vou pagar 70% sobre o valor do carro, correto? E tem de ser um carro zero, correto? Mas eu estou pensando em levar um carro antigo ( não velho ) um mustang 1970 . Nesse caso ele pode entrar como carro de colecionador e não pagar os impostos assim como o resto da mundança? Só pra complementar , queria dizer que estou adorando viver aqui e que recessão nenhuma me faz sentir saudades de SP, só da família. Quero dizer também àqueles que sonham em vir ilegalmente para cá que definitivamente não é uma boa saída. A vida dos ilegais aqui é um lixo comparada com a de quem vive legalmente. abs




  118. Ivan Diz:

    Olá André,

    Sei que existem algumas regras especiais para pesquisadores, mas somente em casos especiais. Mas se você ficar mais de um ano fora do país pode entrar sem pagar impostos sobre seu notebook. Caso contrário de uma olhada no site da Receita Federal (link na nossa seção de links).

    Abraços,
    Ivan




  119. Ivan Diz:

    Olá Will,

    Muito obrigado pelas informações. Eu não tenho certeza de como funciona o processo para trazer carros antigos, ou quando eles são considerados itens de colecionador. Eu te aconselho a consultar um despachante alfandegário. Quanto ao restante da mudança você pode trazer sem problemas.
    Mas você quer mesmo voltar? :-D

    Abraços,
    Ivan




  120. Daniel Diz:

    Olá Alex!Você saberia me dizer qual e o prazo de entrega de maercadorias vindas de navio?E u sei que é mais ou menos 3 meses mas deve ter algumas empresas que entregam mais rapidas as mercadorias!
    Obrigado e um Feliz Natal!




  121. luiz Diz:

    Achei ridiculo o comentario do ivan, no minimo,ele se apaixounou por algum cara da alfandega…so pode ser.Dizer que esse fila d mae sao bonzinhos e tao cumprindo o seu dever ,e um absurdo,afinal sao um bando de caras querendo lhe fud… e so da um bobeira,alem do absurdo de impostos e leis mal feitas desse brasil feitas para sugar todo nossa grana e alimentar esses politicos sem escrupulos, muitos desses fiscais terminam afanando nosso produtos,que afinal de forma tao suada nos tentamos comprar, eles deveriam era ira para o iraque ,fazer o controle da alfanda de bin laden,ai eu queria ver se eles compriria seu dever.Afinal deveria pesar o bom senso,em ver se aquele produto e de uso pessoal,afinal ate os juizes,verdadeiros estudiosos da lei, e que realmente conhecem de forma profunda as mesmas,agem com bom senso,enquanto aqueles sacanas,botam pra ferrar.Acho que deve busca as formas de burla mesmo,afinal com as taxas nao teria sentido em trazer dos eua,pois muitoas vezes nem a garantia do produtos,por ser importado teremos e se ele de problema o pessoal da alfande nao vai querer nem saber…




  122. Ivan Diz:

    Olá Daniel,

    Não tenho idéia do tempo também. O que eu sabia era dessa faixa entre dois e três meses. E imagino que isso possa variar bastante dependendo do rítmo de trabalho da alfândega.

    Abraços,
    Ivan




  123. Ivan Diz:

    Olá Luiz,

    Não me apaixonei por nenhum cara da alfândega, e também não acho que você precisa abaixar o nível para fazer um comentário aqui. Cada um de nós tem suas experiências e a idéia e que possamos compartilha-las. Se você teve experiências ruins na alfândega, e quer expressá-las, fique à vontade, mas respeite a opinião dos outros, porque você não é o dono da verdade.
    Quanto às injustiças do país, concordo contigo, assim como tenho certeza que a maior parte delas é culpa do próprio povo, que não respeita nada nem ninguém, e dá mais importância a esperteza do que à educação. E é a educação faz uma nação crescer de verdade, de maneira consistente e duradoura.

    Abraços,
    Ivan




  124. Daniel Diz:

    Muito obrigado!
    Feliz natal!




  125. Carolina Diz:

    Ivan, boa tarde.
    Estou voltando dos EUA e trazendo comigo um notebook de U$480, um HD portatil de U$80 e um DVD externo para notebook de U$ 100. Alem disso, tenho dois ipods, roupas, chocolates e 2 tenis.

    Como vc recomenda proceder, visto que o notebook não ultrapassa a cota de U$ 500 mas se eu somar os dois outros eletronicos terei um valor total de quase U$ 700?
    Pensei em trazer o note na mala de mão e o restante dos eletronicos na mala despachada.
    Muito obrigada, agradeço o retorno.
    Carolina




  126. Ivan Diz:

    Olá Carolina,

    Não tem muito o que fazer nesse caso. Os iPods podem ir nos bolsos, mas o restante vai ter que ir nas malas, e aí vai da sorte de não ser parada. Se for, eles passam todas as malas (e casacos) pelos Raios-X, e podem solicitar os invoices. Daí você pagará 100% sobre o que exceder a cota.

    Abraços,
    Ivan




  127. Marcos Diz:

    Ivan me dê um dica um amigo meu que está acompanhado de umas 10 pessoas da família irá voltar de Miami e estou querendo que ele traga um teclado (música) que custa U$ 2.500,00 que eu vou pagar pela internet e enviar para onde ele está em Miami. Para não pagar um imposto muito alto eu possuo um amigo em Miami que possui loja e tem como tirar uma nota do mesmo produto para mim com a mesma descrição só que colocando o valor mais baixo (estava pensando em colocar entre U$ 1.100 a U$ 1.500,00) te pergunto:
    quando entro na fila de bens a declarar e apresente esta nota com valor mais baixo, eles irão procurar esse teclado na internet ou como já estou apresentando a nota e me comprometendo a pagar o valor normalmente eles não saberão quanto custa um teclado destes???
    Te pergunto isso porque assim como tem teclado da mesma marca e mesmo tamanho custando isso tem teclado também custando lá com o mesmo peso e tamanho custando U$ 499,00… só que a quantidade de recursos e qualidade do som é que encarece o produto entende !!!
    Será que eles poderão desconfiar ou saber que aquele teclado específico custa mais caro????
    obrigado.




  128. Ivan Diz:

    Olá Marcos,

    Vai depender do fiscal. Se o fiscal entender de teclados ou desconfiar do preço ele irá pegar a marca e o modelo e pesquisar na internet.
    Se ele não desconfiar, você pagará o imposto sobre o excedente e receberá a guia de importação no valor declarado.
    Senão você terá que pagar o imposto sobre o valor encontrado na internet mais 50% de multa por ter declarado errado.
    Mas cuidado porque entregar um invoice incorreto é falsificação de documento, e isso pode ser enquadrado como crime.

    Abraços,
    Ivan




  129. Marcos Diz:

    Outra dúvida o meu amigo é fiscal da receita federal que vou pedir já trabalhou em Manaus por 1 ano e meio, mas ele é super correto (não saberá o preço real do produto senão ele me mataria rsrs) aí pensando o pessoal todo conhece ele, acho difícil desconfiarem que ele está trazendo um produto com valor abaixo do mesmo..O que vc acha???




  130. Marcos Diz:

    Outra dúvida o meu amigo que vem de Miami é fiscal da receita federal que vou pedir já trabalhou em Manaus por 1 ano e meio, mas ele é super correto (não saberá o preço real do produto senão ele me mataria rsrs) aí pensando o pessoal todo conhece ele, acho difícil desconfiarem que ele está trazendo um produto com valor abaixo do mesmo..O que vc acha???




  131. Ivan Diz:

    Olá Marcos,

    Acho que você está colocando seu amigo numa roubada, hehehehehe.

    Abraços,
    Ivan




  132. André Diz:

    Ivan: Vou amanhã ao Tio Sam e prtetendo trazer um i-phone, um notebook de uns 800 dólares e uma placa de áudio de 350 dólares e uns fones de ouvido. Minha mulher vai com a certeza que quer entupir suas malas de roupas e cosméticos (inclusive as minhas) Minhas perguntas são:
    1- Caso eu queira declarar o notebook, como eu faço (em relação à apresentação)? Levo o notebook na caixa original, compro um bag para ele, deixo na mala? O que vc acha?




  133. Ivan Diz:

    Olá André,

    Depende de você André. Eu colocaria o notebook na mala de mão, para evitar os tombos das malas despachadas, e traria a caixa na mala despachada, se você liga para isso (eu sempre trago a caixa original, porque é melhor para vender e porque as caixas da Apple são um show de beleza e bom gosto, :-) ).
    Já quanto ao iPhone, você só conseguirá comprá-lo pelo eBay, ou nas lojas desde que tenha um SSN para fazer um contrato de 2 anos. Boa sorte, :-)

    Abraços,
    Ivan




  134. SONIA Diz:

    gostaria de saber estou vivendo aqui ha 12 anos e ano p[assado briguei com meu marido entramos en prosseso de divorcio fui no consulado peguei minha carta de mudanca uma carta povando que morei aqui ha 11 anos fui pro brasil mas eu e meu marido resolvemos a voltar voltei e agora tenho que ir no brasil mor motivo de doenca vou por um mes tenho que levar meu leptop sera que tenho que pagar? ou a minha carta ainda ta valendo?




  135. Ivan Diz:

    Olá Sonia,

    Você precisa provar que mora nos Estados Unidos, e por isso irá voltar. A carta é um documento válido, assim como seu Green Card e um comprovante de que seu marido ou você trabalham nos Estados Unidos.
    De posse desse tipo de comprovação você não tem que pagar o imposto.

    Abraços,
    Ivan




  136. mauricio Diz:

    ola desculpem meu portugues
    eu sou argentino
    sera que eu tambem tenho que declarar cuando volte da terra do tio sam




  137. Ivan Diz:

    Olá Maurício,

    Se seu destino final é o Brasil (se você reside aqui) você tem que declarar tudo que estiver acima de US$ 500. Não sei o que acontece se você disser que irá para a Argentina em alguns dias.

    Abraços,
    Ivan




  138. Will Diz:

    Oi Ivan,
    Tenho visto o pessoal falar muito de laptop e gostaria de dar umas dicas se vcme permite. Primeiro , jamais depachar um laptop. A chande te que a tela de cristal líquido quebre é de quase 100%. Já tivemos um caso com um amigo e foi só tristeza. Mesmo no baggeiro do avião é preciso tomar cuidado. Dependendo da turbulência durante o vôo e se alguém colocar algo pesado em cima, o lap top pode quebrar também. O que a gente sempre faz qdo viaja com laptop é colocar sempre na mala de mão e damos preferencia a mochilas porque dá pra colocar outros gadgets como telefones , máquina fotográfica e preencher os espaços com uma blusa de frio que amortece qualquer impacto sobre esses produtos ou à tela do laptop. Bom essa é minha opinião. abs .




  139. Alex Diz:

    Olá Will, obrigado pela dica ;-)




  140. joao Diz:

    ola,

    Estou voltando para o Brasil no dia 16 de fev.. Estou levando comigo um notebook, camera digital e uma placa de som(valor de 890 dolares canadenses).
    Os valores das cotas sao calculados sempre em dolar americano>????
    E eu declarando somente a placa de som teria perigo de pegarem o notebook?!?!? seria melhor deixa-lo na mala ou na mochila??!
    grato,




  141. Di Diz:

    Meu deus, quanta gente trambiqueira! Parece que o Brasil e’ um pais inteiro de muambeiros, ninguem tem vergonha na cara? Parece que 90% das mensagens aqui querem saber como podem passar a perna na receita federal?

    Paguem os devidos tributos, ou melhor ainda, nao comprem esses bagulhos/bobagens no estrangeiro, e aprendam a investir nos recursos e riquezas do proprio pais. Aquele que evita tributos alfandegarios criminosamente e’ mais vergonhoso do que o esfomeado que rouba pra comer! Acredite, ninguem morrera’ se nao tiver o iPhone!

    Parabens Ivan, por alertar esses criminosos que estam violando as leis e indiretamente roubando do bolso do povo quando nao pagam o devido tributo. “Nada a declarar?” Olha que deus castiga, e vai dar luz vermelha pra voces todos!




  142. Ivan Diz:

    Olá João,

    Os valores são sempre baseados no dólar americano sim. Quando você declara algo, todas as suas malas e mochilas passam por um equipamento de Raios-X, então eles vão ver o notebook sim. Tanto faz aonde você o deixe, você terá que declará-lo,

    Abraços,
    Ivan




  143. Leo Diz:

    Olá Ivan

    Gostaria que pudessem esclarecer uma duvida minha sobre o termo “Viajantes em Situações Especiais” que consta no site da receita federal.
    Moro no exterior a tres anos e estarei voltando em carater definitivo ao Brasil
    Li os termos divulgados no site da receita sobre Viajantes nessa situação, mas um item não ficou esclarecido.
    De acordo com o item que consta no site:

    “Brasileiro ou estrangeiro residente no Brasil que permaneceu no exterior por mais de um ano
    Além da isenção de caráter geral para bagagem acompanhada, que é concedida a qualquer viajante, o brasileiro ou o estrangeiro residente no País, que tiver permanecido no exterior por período superior a um ano e retornar em caráter definitivo, tem direito também à isenção relativa aos seguintes bens, novos ou usados:
    Móveis e outros bens de uso doméstico; e

    Ferramentas, máquinas, aparelhos e instrumentos, necessários ao exercício de sua profissão, arte ou ofício (deve ser comprovada a atividade desenvolvida pelo viajante no exterior).
    A minha duvida seria sobre o item que menciona que deverá ser comprovada a atividade desenvolvida pelo viajante, no meu caso, sou fotografo e estarei levando meus equipamentos na bagagem. (4 cameras profissionais e diversas lentes)
    Como devo proceder pra comprovar minha atividade, apresentando algum tipo de documento ou fotografias feitas por mim, nesse caso?

    Terei que declarar todos os equipamentos ou estarei isento na condição de Viajante em situação especial?

    Abraços




  144. Ivan Diz:

    Olá Leo,

    Eu entendo o mesmo que você. Sugiro que você leve consigo os documentos de seu trabalho. Se você trabalha como free-lancer apresente os books de seu trabalho ou algo do gênero. Isso deve ser o suficiente para provar que você trabalha como fotógrafo.

    Abraços,
    Ivan




  145. Rafael Diz:

    I ai Ivan

    tenho 17 anos estou nos Eua a 2 meses, e meu vo me deu um ps3…que custa 399! so qe comprei uns acessorios e deu 537 com o tax! e 514 sem…mas na nota esta tudu incluido ne!
    queria saber se eu nao declarar e eles pegarem ja levo multa por isso? eu vou dizer qe e usu pessoal
    e se eu nao tivem a nota (pois eu tenho) e eles verem na internet qe o preco e 399? Sera que passa?
    aguardo sua resposta valeuu!




  146. Ivan Diz:

    Olá Rafael,

    Os impostos não entram no cálculo dos impostos, e alguns itens como jogos ou coisas pequenas também geralmente não são utilizados. De qualquer forma, se você passar como nada à declarar e for escolhido, você paga 100% sobre o que exceder US$ 500, o que no pior dos casos seriam US$ 14. Não vejo motivos para você esconder a nota fiscal ou tentar outros tipos de malabarismo.

    Abraços,
    Ivan




  147. Leo Diz:

    Ola Ivan!! obrigado pelo esclarecimento!!
    Vou levar um atestado emitido pelo consulado brasileiro comprovando minha estadia durantes esses anos no exterior, referente a fotografia vou levar o cracha de identificação (Press) da agencia q trabalho..Alias a unica coisa q tenho dessa empresa por trabalhar como free-lance..o cracha!!
    Terei q passar na fila Bens a Declarar ou Nada a Declarar? pois não tenho motivo a pagar o imposto por causa da minha situação especial..
    muito obrigado
    abraços




  148. Ivan Diz:

    Olá Leo,

    Até aonde eu sei você passa na fila de “nada à declarar”. Mas é bom se informar lá. De qualquer maneira, sempre peguei fiscais muito educados por lá, e dispostos à ajudar.

    Abraços,
    Ivan




  149. Marcelo Diz:

    Ivan,

    Por gentileza, por exemplo, moro em SP. E se eu voltar com eletrônicos e pegar um vôo para qualquer cidade “pequena”, que não seja São Paulo. Não existe algum aeroporto com uma alfandega péssima, quase sem atuação? assim, o restante da viagem seria feita de onibus ou carro.

    Minha idéia é absurda?

    Um abraço




  150. Ivan Diz:

    Olá Marcelo,

    Não existem vôos internacionais diretos para cidades pequenas. Todos os vôos vindos do exterior passam por alguma capital e a fiscalização é feita nessa capital. Então, mesmo que o destino final do seu vôo seja Araraquara ou Bauru, por exemplo, você terá que pegar as suas malas em São Paulo e passar pela alfândega, e só então embarcará novamente para seu destino final.

    Abraços,
    Ivan




  151. Mauricio Santos Diz:

    Ola Ivan, moro nos USA so legal no pais, porem estou indo a primeira vez para o Brazil. Sei que a cota e de 500$ dollar, porem minha irma que que eu leve varios produtos da VICTORIA SECRET,gostaria de saber se mesmo os produtos estando dentro da cota eu teria algum problemas por estar levando uma grande quantidade?? O que vc me aconselha nesse caso??




  152. Ivan Diz:

    Olá Maurício,

    Benditas promoções de leve 12, pague 10 da Victoria Secret né? Todo mundo sucumbe aos bons produtos à preços baixos, e às inúmeras promoções!
    Geralmente não há problemas em trazer 10 ou 12 cremes variados. E mesmo quando são iguais é difícil alguém encanar com isso na Alfândega. O que você deve evitar são volumes grandes (20 ou mais) produtos do mesmo tipo e tamanho. Por exemplo, 12 cremes de fragrâncias diferentes são para uso pessoal ou presente. Agora 20 cremes exatamente iguais podem levantar suspeitas de venda. Mesmo assim não é algo que a Receita fique de olho, porque o valor é muito pequeno. E você ainda tem ao seu lado o fato de morar nos States.

    Então, na minha opinião, venha tranquilo, sem medo de ser feliz.

    Abraços,
    Ivan




  153. joao Diz:

    Até quantos megapixels em cameras digitais que nao precisa declarar???

    Obrigado,




  154. joao Diz:

    acabei esquecendo de perguntar..
    o imposto que paguei aqui no Canada sera restituido como muitas pessoas falam????

    Grato,




  155. Mauricio Santos Diz:

    Ivan muito obrigado pela sua resposta. Ainda sem abusar da sua boa vontade gostaria de lhe perguntar mais uma coisa. EU POSSO LEVAR UMA BAGAGEM DE MAO E DUAS MALAS, SENDO DE NO MAXIMO 32KG CADA MALA?? ISSO ESTA CORRETO?? OBRIGADO MAIS UMA VEZ.




  156. Ivan Diz:

    Olá João,

    Não existe um limite (não que eu saiba) em megapixels. Geralmente câmeras amadoras passam sem problemas. Já câmeras profissionais podem ser taxadas com mais facilidade. Quanto à restituição de impostos, você precisa verificar isso no Canadá. Nos Estados Unidos não existe esse tipo de legislação, que muda de país para país, mas o processo, quando existe, deve ser resolvido no país. O Brasil não tem absolutamente nada a ver com isso.

    Abraços,
    Ivan




  157. Ivan Diz:

    Olá Mauricio,

    Sim. Dê uma lida no post Bagagens e cia. E não se esqueça de verificar regras específicas da empresa aérea que vai utilizar.

    Abraços,
    Ivan




  158. Joao Diz:

    Olá Ivan,

    Muito obrigado pelas dicas… me ajudaram demais.
    decidi fazer tudo direito conforme a lei… tbem vou declarar meu Notebook. minha viagem ja é amanhã.. evita muitos problemas.

    Somente mais uma duvida.. eu nao sou o titular do cartao de credito porque tenho 17 anos. é tranquilo ligar pra minha mae ir lah e pagar?? ou tenho q deixar tudo retido lah e depois voltar pra pagar e pegar??

    Grato,




  159. Ivan Diz:

    Olá João,

    Se você está descendo em São Paulo pode falar com a sua mãe. Ela irá lhe esperar na saída do desembarque. Você pegará o darf para pagar e terá que sair para ir até a agência do Safra, que fica no lado de fora do aeroporto. Então poderá encontrar sua mãe lá. Mas o Safra pode encanar por causa do CPF de quem está pagando, então talvez seja bom levar o CPF da sua mãe e explicar a situação para o oficial da alfândega, assim ele poderá gerar o darf com o CPF dela. Outra coisa, sei que eles aceitam cartões de débito, cheque e dinheiro, mas acho que não aceitam cartão de crédito, então é bom estar prevenido.

    Abraços,
    Ivan




  160. Pedro Diz:

    Olá Ivan!
    Estou nos EUA no momento e estarei voltando com duas guitarras, somadas num total de U$1,200.00. Uma delas minha namorada vai levar nas costas sem declaração (na sorte) e a outra estou pensando em declarar, tendo em vista que gastei com ela no total U$536.00, com sales tax. Queria saber se a sales tax está incluida na cota dos 500 dólares ou posso declarar sem as sales taxes.
    Obrigado!




  161. Pedro Diz:

    Outra dúvida:
    Se eu estou levando uma cota abaixo dos 500 dólares, tenho que declarar ainda assim? Seria mais seguro?
    Se eu declarar, haverá a verificação da minha bagagem mesmo sendo esse um valor abaixo da cota?




  162. Ivan Diz:

    Olá Pedro,

    Sales Tax não entram no cálculo dos impostos quando você está voltando do exterior. Portanto se a guitarra custou menos de US$ 500 sem sales tax e você não estiver trazendo mais nada que somado ultrapasse esse valor, pode passar como “Nada à Declarar”.
    Se você decidir declarar por algum outro motivo suas malas passarão pelos Raios-X, mesmo que os valores declarados estejam abaixo da cota. Para não ter as malas inspecionadas você deve passar na fila de “Nada à Declarar” e torcer. Hehehehe.

    Abraços,
    Ivan




  163. Marcelo Diz:

    Ivan,

    Uma outra dúvida que tenho é: imagine que eu tenha um colega que more nos Estados Unidos. Então peço para ele comprar um notebook para mim.

    Quando ele vier ao Brasil, trará o notebook. E suponha que ele declare o notebook como sendo dele, que só o está levando para trabalhar, para uso pessoal e irá retornar com ele..

    Então suponha que ele deixe o notebook para mim aqui, vai voltar sem nada. O que acontece? Poderia alegar que esqueceu, foi roubado? Ou ninguém nem vai perguntar onde estava o notebook que ele saiu do país?

    Um abraço

    MARCELLO




  164. Ivan Diz:

    Olá Marcelo,

    Não existe um processo de fiscalização para verificar se o notebook está voltando com seu amigo ou não, mas na entrada dele aqui podem solicitar que ele ligue o equipamento e apresente provas de que o notebook é realmente dele, de uso pessoal, etc.

    Abraços,
    Ivan




  165. Marcelo Diz:

    Olá Ivan,
    Obrigado pela respota de novo.
    Quanto a uma outra mensagem sua aqui, dizendo que nunca viu revistando pessoas, que as pessoas passam com coisas no bolso, por exemplo.
    Não existe máquina detectora de metais ou algum lugar que você passe e apite que você tem algo de metal no bolso?

    Pense por exemplo, um processador, dos mais novos da intel, o tal intel i7 965 Extreme Edition, custa coisa de 1000 dolares. Ele cabe na palma da mão, ou seja, em qualquer bolso, desde que você tire da caixa…

    Passaria sem dificuldades???




  166. Ivan Diz:

    Olá Marcelo,

    Eu nunca vi detectores de metal, e posso lhe garantir que alguns chips devem realmente passar nos bolsos, assim como passam iPhones e iPods. Mas principalmente na fila de “Nada à Declarar” tem sempre um fiscal verificando cada passageiro que passa quando entregam seus formulários. Isso quer dizer que se você passar com cara de culpado pode ser enviado para uma verificação. Mas acho que revistas só são feitas em último caso, se os caras acharem que você carrega drogas ou muitos chips, heheheh.

    Abraços,
    Ivan




  167. Marcelo Diz:

    Olá Ivan,
    Obrigado pela gentileza da resposta de novo. Esse papo rende bastante…

    Minha idéia é ir realmente na fila a declarar, só que alguma coisinha no bolso…risos.. Ou tentar acoplar coisas a algo que já vou declarar…

    Veja só, por exemplo, penso em comprar um monitor, uma placa mãe de computador, memória RAM e o processador novo da intel i7.
    Pense só: se eu colocar já acoplar o processador e a memória na placa mãe, eu dúvido que alguém saiba que são acessórios a placa, ou seja, ninguém vai saber que são 3 mercadorias diferentes, vão pensar que faz tudo parte da PLACA. O processador é o mais caro, enquanto custa 1000 dolares, e a placa apenas 200. Só se as pessoas são especialistas em informática.

    Agora imagine que eu compre um monitor. A placa é pequena quando comparada com o monitor. Se eu colocá-la dentro da caixa do monitor, ao passar no raio x, primeiro, ele vai ver o monitor. Se ele vir alguma coisa a mais, vai pensar que é acessório do monitor… Ou não? Tá certo que ele pode desconfiar.. tá trazendo só o monitor?? Então acho que o melhor nesse caso era declarar a placa e o monitor separado. O processador e as memórias já estariam ligados nela…

    Sou um expert em fraudes? risos…
    Um abraço




  168. Marcelo Diz:

    Ivan só pra completar..
    Acho que os vôos de Miami, New York, etc. os fiscais devem ficar MUITO ATENTOS.
    Se fizessemos uma viagem de Miami para cá, com escala no México ou Bolívia, pela Avianca, como sempre tem…
    Estaríamos chegando desses países. Acredito que os fiscais estariam mais relaxados, ou nem dariam bola pro vôo.
    O problema maior é quando vem direto de Miami…

    O que acha?

    Um abraço




  169. Ivan Diz:

    Olá Marcelo,

    Você realmente acha que, trabalhando nesse negócio a tanto tempo e sendo brasileiros os oficiais da alfândega já não pensaram ou presenciaram tudo isso? :-S
    Na verdade acoplar componentes à uma placa mãe pode sim funcionar, se os fiscais resolverem não verificar. O mesmo acontece com o monitor, mas no caso do monitor, o equipamento de Raios-X consegue separar camadas e descobrir se existe algo solto dentro da caixa, então não se iluda, se eles quiserem eles pegam.
    Em uma viagem que fiz, já tive que tirar um micro da caixa só para pegar o Serial Number, enquanto na viagem seguinte não quiseram nem verificar os números de série dos micros (nem do notebook). Então tudo vai depender do fiscal e da sua cara na hora de passar.
    Quanto aos vôos, existe uma lenda sobre isso. Os fiscais ficam de olho em vôos vindos da China, por exemplo. E eles sabem os itinerários dos vôos que trazem gente de Miami vindos do Panamá ou de outros países da América Latina, porque são sempre os mesmos.

    Em suma, talvez o processador no bolso e as memórias na placa mãe sejam uma saída, mas você sempre correrá o risco. A meu ver ele é menor se você declarar algo que passe da cota, mas isso também é uma faca de dois gumes.

    Abraços,
    Ivan




  170. Alan Diz:

    Olá. Estou com uma dúvida cruel. Meu irmão está morando a 1 ano na Irlanda, mas pretende fazer uma visita aqui durante 15 dias e voltar para lá. Só que ele vai trazer máquina digital, comprada lá, mas não essas comuns, e sim uma mais sofisticada, que custa aproximadamente uns mil Euros. Ele vai ter que pagar imposto sobre esse equipamento?

    Obrigado.

    Alan




  171. Ivan Diz:

    Olá Alan,

    Ele não pagará imposto desde que consiga provar que está morando lá e irá voltar. Geralmente a melhor prova é um vínculo, como emprego ou matrícula escolar, carteira de estudante do país, etc.

    Abraços,
    Ivan




  172. Marcelo Diz:

    É meu grande amigo Ivan,

    O melhor negócio é declarar mesmo o que for possível. Acredito que a vergonha que você passará se alguém descobrir algo, não vale a pena! É bom ficar com a consciência e a honra tranquila, sem dúvidas…

    De qualquer modo, estou até pensando em pegar uma “torre” de computador fechada, pronta. Colocando tudo o que é de mais moderno: processadores, placa-mãe, memórias, placa de vídeo, etc…

    A nota fiscal, quem sabe, não consigamos que o vendedor escreva que em vez do computador custar U$ 2.000 dolares, custou apenas U$ 1.000. É só ele especificar na nota coisas mais “fracas” do que as que realmente tem lá.. Ou seja, descreve um computador, mas não aquele que está lá…

    E o cara da alfandega? Vai olhar só uma torre… Agora se você me disser que o cara da alfandega vai soltar os parafusos da torre e abrir pra conferir cada item lá de dentro, se o processador é aquele mesmo, se a memória é aquela mesmo, etc. Daí eu vou lhe falar meia dúvida de palavrões :) )))

    UM abraço

    MARCELLO




  173. Ivan Diz:

    Olá Marcelo,

    Novamente a resposta que posso lhe dar é: depende do fiscal. Duvido muito que alguém abra o equipamento, a não ser que ele suspeite de algo.

    De qualquer forma, boa sorte.

    Abraços,
    Ivan




  174. Alex Diz:

    Olá,
    Primeiramente queria agradecer por toda a informação contida aqui neste site e que me ajudaram em demasiado.
    Estou desde dexembro nos EUA fazendo intercambio J1 e voltarei no fim de março; meu laptop custou por volta de $1400, ele em si é um problema a parte… e realmente, se eu decidir ser sangue-frio de tentar ganhar um sinal verde, vai depender da sorte; mas não sei se o coloco na mochila (estarei voltando com duas malas de rodinha e uma mochila normal de estudante) meio que tentando esconder, ou se levo mesmo debaixo do braço ((laptop de 16”…é um pouquinho grande)) como se já fosse meu desde quando saí do Brasil. No segundo caso, as chances de eles pesquisarem se eu declarei na ida são grandes não?

    Bom..e outra coisa, além de laptops, eu estou trazendo muitos CDs de música…nao parece um item que eles verificariam, mas você tem algum caso relacionado a comentar, só por curiosidade?

    Aproveitando a oportunidade, eu queria dizer que por mais que eu entenda os direitos e deveres cívicos, o respeito às leis e a relaçào entre as taxas e o fortalecimento de nossa economia; não dá para não ficar amargurado com toda esta burocracia; vou fazer um chororo se confiscarem o laptop acho…porque sabe-se lá da onde tirarei dinheiro para a taxa, se só para comprar o laptop foram 3 meses de trabalho duro e mal-remunerado.
    Mas, enfim enfim, aguardo ansioso qualquer conselho.
    Abraços.




  175. Alex Diz:

    Mais uma idéia, vale a pena simplesmente mandar enviar meu laptop por Sedex para o Brasil? Isso é possível, aliás?

    E esqueci de perguntar; mesmo que fale que o meu laptop é de “uso pessoal”, que diferença fará no valor deduzido de taxa sobre o produto? “Uso pessoal” nao exclui o “comprei nos EUA por mais de USD500 e em menos de um ano”…é que eu li em algunn comentários e simplesmente não entendi a diferença entre um de “uso pessoal” gasto e outro bem cuidado…eles terão suspeitas maiores de que será para revenda e irão adicionar alguma taxa específica?
    Me falaram para deixar meu laptop com cara de usado, mas…eu tenho um TOC de limpeza que nao me ajuda neste caso hahaha
    Abraços.




  176. Ivan Diz:

    Olá Alex,

    1. Se você levar debaixo do braço tem 99,9% de chance de ser parado;
    2. Nunca soube de encrenca por CDs. Já tive experiências nos aeroportos americanos, porque haviam muitos CDs juntos e o pessoal de fiscalização questionou o que era por não conseguir identificar com os Raios-X. Fora isso, não vejo problemas;
    3. Podemos ficar indignados e tudo mais, mas os fiscais não tem nada a ver com os legisladores que nós colocamos (ou simplesmente ignoramos) no poder. E regras são regras. Quando a gente compra algo nos States tem que ter em mente o imposto que pagará aqui, porque faz parte da tosca legislação alfandegária;
    4. Esse papo de “uso pessoal” é pura balela. Uso pessoal só vale se você está a mais de um ano fora do país, ou é estrangeiro. Fora isso, esqueça. Se o equipamento for usado (fora de linha) e você não tiver nota os fiscais irão olhar no eBay para saber o preço. Então novo ou velho, limpo ou sujo, tanto faz.
    Por fim, no seu lugar eu declararia o notebook e pagaria 50% sobre o excedente (US$ 450).

    Abraços,
    Ivan




  177. Renato Diz:

    Olà Ivan,

    Primeiramente queria lhe parabenizar pelo forum e pela gama de informaçoes fornecidas nele. O meu dilema é o seguinte: Estou voltando agora da França depois de um ano e dois meses fora, e jà tenho um notebook que comprei aqui hà algum tempo. Mas queria levar de presente um Mac de 1300 € pra minha irma, mas me disseram que eu nao conseguiria passar os dois notebooks (principalmente porque quero levar esse ultimo sem nenhuma utilizaçao – como presente realmente). Voce acha que ele passaria sem taxaçao, junto com toda a minha bagagem?

    Desde jà agradeço.
    Renato




  178. Mauricio Diz:

    Ola Ivan, estou com uma duvida, como ja lhe falei na outra pergunta eu moro nos States sou casado com americana e ja tenho meu Green Card, estou indo para o Brazil agora no dia 18 de Marco, como faz 6 anos que nao vou no Brazil e claro que estou levando varios presentes para os amigos e familia, porem nada de eletronicosapenas coisas de pequenos valores, tipo ( Bones, camisetas, canivetes, faroletes) Poremminha pergunta e: Meu notebook e semi novo tenho ele apenas uns 2 meses, porem nem a nota fiscal eu nao tenho mais, estou levando ele dentro da minha mochila de mao, porem nele eu tenho fotus, tenho meus dados pessoais. Poderei ter algum problemas?? Qual seu conselho baseado na sua larga experiencia? Obrigado mais uma vez.




  179. Ivan Diz:

    Olá Renato,

    Você pode tentar passar como nada a declarar, e se lhe pararem dizer que mora na França e está voltando. Normalmente não existe uma pressão muito forte nesses casos. Mas existe a chance de ser taxado sim. A outra saída é declarar o notebook e pagar 50% sobre o que exceder os US$ 500.

    Abraços,
    Ivan




  180. Ivan Diz:

    Olá Maurício,

    Venha tranquilo, traga seu Green Card provando que você mora nos States e passe sem problemas. Você é Norte-Americano para a Receita Federal.

    Abraços,
    Ivan




  181. Flávio Diz:

    Olá Ivan,

    Vi que se a pessoa mora a mais de 1 ano fora, pode voltar com objetos de uso pessoal sem problemas. Caso a pessoa não tenha completado 1 ano, mas esteja voltando após 11 meses e meio, já esta fora desta lei?

    Obrigado!




  182. Erick Diz:

    Oi Ivan,

    Acredito que a minha pergunta já tenha sido feita por outras pessoas e peço desculpas caso tenha que responder novamente.
    Estou morando e trabalhando nos Estados Unidos a quase 1 ano mas haverá completado esse período na data de meu retorno. Estarei levando comigo um laptop de cerca de 1300 usd juntamente com outros bens eletrônicos e não eletrônicos, nenhum sendo relativo à minha profissão. Esses bens sofrearão taxas alfandegáreas ou não?
    Agradeço desde já.

    Erick




  183. Ivan Diz:

    Olá Flávio,

    Sim, está fora. A lei é clara: 1 ano ou mais. Não sei qual é a tolerância dos fiscais da receita para esse caso, mas legalmente você está excluído do benefício.

    Abraços,
    Ivan




  184. Ivan Diz:

    Olá Erick,

    Se o laptop for de uso pessoal, com suas coisas, etc, geralmente não existe problema em voltar com ele, desde que você tenha passado mais de um ano fora.

    Abraços,
    Ivan




  185. Erick Diz:

    Muito obrigado Ivan!
    Abraços.




  186. Eduardo Diz:

    ivan, estou morando na turquia a 8 meses e volto agora em começo de junho, vim trabalhar aki, tenho comprovante de residencia, o visto e carteira de trabalho e tbm o contrato com a empresa que trabalhoo..minha tia vem pra ca e voltara cmg, estou levando um notebook cmg e vou dar um pra ela levar na bagagem de mao !!! e tenho mais 1 play3 e outrs coisinhas, como maquina e ipod que entrariam na cota, esses 10 meses praticamente que fikei aki me dao a isençao de imposto ? sendo que se eu for declarar teria que declarar 1 notebook de 1mil dolares q esta cmg, e 1 que vai estar com minha tia, sendo que o resto estara dentro das cotas!! oq vc sugere??? grande abraço …




  187. Ivan Diz:

    Olá Eduardo,
    Os 10 meses não lhe dão isenção. Eu sugiro que você declare os notebooks e deixe o PS3 e o restante dos eletrônicos na mala, desde que eles estejam dentro da cota. A propósito, o iPod pode voltar no bolso.
    Abraços,
    Ivan




  188. Eduardo Diz:

    outra perguntinha ivan, eu estou sem a nota dos notebooks nesse caso oq eu faço ??? eu mesmo declaro os dois, ou compensa eu declarar um e minha tia outra ? ou tentar a sorte para passar ? abracos e obrigado pela respostaa..




  189. Eduardo Diz:

    esses outros eletronicos como o ps3 , maquina de foto e tal, eu levo na mala de mao ????? abracos




  190. Marcos Diz:

    Olá Ivan, tudo bom? Será que pode me ajudar?
    uma amiga está morando há cerca de 2 nos na inglaterra e vai voltar e trazer um notebook de 800 euros. Ela irá comprar no freeshop quando for embarcar ainda lá, e quando chegar aqui, ela precisa declarar o valor e pagar imposto? fora isso ela só vai voltar com a bagagem dela.




  191. Ivan Diz:

    Olá Eduardo,

    Eu lhe aconselho à declarar um contigo e um com a sua tia, e assim vocês poderão utilizar a cota de US$ 500 para cada um deles, e já que não tem as notas, imprima o preço deles de sites como a Amazon, caso eles queiram um comprovante. Caso contrário eles irão pesquisar nesses sites. Quanto aos demais eletrônicos, leve-os na mala de mão, para evitar pancadas desnecessárias no embarque e desembarque das malas.

    Abraços,
    Ivan




  192. Pedro Diz:

    Olá Ivan.
    Meu primo irá para os Estados unidos em outubro, ele irá para a disney.
    La tem uma loja chamada Best Buy, ele acha que vai comprar 1 xbox e 2 laptops, 1 pra min e 1 pra ele.
    Queria saber se existe algo de menos de 500 dolares nao paga alfandega, e queria saber se tem algum jeito sem ser contrabando de ele passar sem pagar a alfandega, ow não tem jeito, vi na internet, de mandar de um tipo de correio la, custa 27 dolars a caixa, vc poem o laptop la dentro, e manda pra cá, isso nao ira passar pela alfandega ?
    Então , queria saber algum jeito de tentar passar, sem alfandega logico, se tiver , me fale por favor.
    Obrigado




  193. Daniela Diz:

    Esse site eh muito util…Parabens Ivan :)




  194. Daniela Diz:

    Aproveitando a oportunidade, tb tenho uma duvida…rs
    Meu caso eh o seguinte, estarei me formando em uma univ aki nos EUA e to voltando definitivo pro Brasil. Eu ja tinha um notebook q comprei ha 3 anos atras qdo cheguei aki, mas essa universidade q to me formando da um notebook pra cada estudante, oq significa q estarei voltando com 2 notebooks. Qual sera o procedimento pra passar pela alfandega com eles? No caso eu terei uma nota fiscal na univ, onde tera o valor dele q eh menos de $500 dolares.EU precido declarar algum? Posso carregar um deles na mala q sera despachada e outro na mochile de mao? PLease me esclareca isso se puder..
    Obrigada
    Dani




  195. Ivan Diz:

    Olá Pedro,
    O único jeito de tentar não pagar os impostos é passando sem declarar, e torcer para não ser parado na malha fina. Se ele for parado, pagará 100% sobre tudo o que exceder US$ 500. Dê uma lida no post “Cotas e a alfândega”, localizado na lista de mais lidos do menu direito. Procure também por Correios no campo de pesquisa, para ver os posts relacionados a encomendas enviadas pelos Correios.
    Abraços,
    Ivan




  196. Ivan Diz:

    Olá Daniela,
    Obrigado!
    Ivan




  197. Ivan Diz:

    Olá Daniela,
    Se você está à mais de um ano nos Estados Unidos, apenas traga os notebooks e, se questionada, explique o que aconteceu. Geralmente não existe problemas para quem está voltando depois de mais de um ano fora, principalmente no seu caso que estava estudando. Quanto à carregar, do ponto de vista da alfândega tanto faz, mas para a segurança dos laptops eu lhe aconselho trazer ambos na mala de mão, para evitar pancadas desnecessárias :-)
    Abraços,
    Ivan




  198. Di Diz:

    Ivan, vc nao esta’ de saco cheio de ficar respondendo perguntas de tanto muambeiro???




  199. Ivan Diz:

    Olá Di,

    Não hehehehe. A verdade é que boa parte das dúvidas vem da falta de informação do Governo, mas principalmente de uma legislação tributária velha, desatualizada e confusa, que dá margem a multiplas interpretações.
    Para os “espertinhos” acho que faz parte do nosso papel mostrar os riscos e sugerir que atuem dentro da lei, mesmo tendo exemplos “de cima”, como nossos governantes e legisladores, que se julgam acima das leis vigentes.
    De qualquer forma, eles não passam de uma perfeita representação do povo.

    Abraços,
    Ivan




  200. Carlos Diz:

    Oi Ivan,

    Parabens pelo tópico. Estou voltando dos EUA com uma guitarra que nova tem o valor de U$ 1200 e um note de meu uso já bem antigo. Estou pensando em comprar a guitarra aqui de uma pessoa física por U$ 700, por isso nao terei o invoice da loja. O que posso fazer nesse caso? Eu declarei o meu note na ida, mas o fiscal disse que eu não precisaria, pois já está bem usado e é um modelo que já nem fabricam mais. Se eu mostrar a declaracao do note na volta, ficaria claro que eu nao declarei a guitarra na ida, mas se eu voltasse com a guitarra e com o note não declarados eu teria problemas? Obrigado.




  201. Clea Maria Diz:

    Ola Ivan

    Estou em Sacramento e voltarei para o Brasil no proximo dia 19 deste mes, MAIO. Meus voos sao pela Delta. Comprei muita bobagem na loja de 1 dolar, mas somando ficou em mais de 200 dolares, e estou levando para minha filha, nora e genro 3 perfumes, cremes de beleza e um oculos Rayban para meu neto. Provavelmente essas compras somarao uns 500 dolares. Pergunto : Qual a possibilidade da alfandega me taxar ? E se for taxada, posso pagar com cartao de credito, debito, em Real ou em dolar ? Parcelam ?
    Obrigada




  202. Ivan Diz:

    Olá Clea,

    Se você não ultrapassou os US$ 500 não será taxada. É simples assim.
    Quanto ao pagamento de impostos, é possível utilizar cheque, dinheiro (dolar ou real) e cartões de débito. E não, não existe parcelamento de imposto.

    Abraços,
    Ivan




  203. Mirian Diz:

    Ola,

    Tenho uma duvida a respeito da fiscalizacao alfandegaria brasileira. Voltarei ao Brasil dentro de alguns meses, sendo que residi nos Estados Unidos por mais de um ano, e gostaria de saber se os meus aparelhos eletronicos pessoais como, laptop, camera digital e ipod, serao incluidos no valor da “cota de isencao” de 500 dolares. Ou se estes serao isentos desta cota, permitindo assim que eu possa trazer ate 500 dolares em mercadorias sem pagar os devidos impostos.

    Atenciosamente,

    Mirian




  204. Mirian Diz:

    Ah, esqueci de parabeliza-lo pelo papel que estas fazendo. Procurei informacao no site da receita federal, mas no meu caso, nao achei uma informacao clara e e’ como voce falou, muitas “leis” nos dao multiplas interpretacoes.

    Parabens!




  205. Ivan Diz:

    Olá Mirian,
    Se você está a mais de um ano fora pode trazer equipamentos eletrônicos pessoais de forma isenta, sem entrar na cota de isenção padrão. O que pode acontecer é a solicitação de demonstração de propriedade. Em outras palavras, o fiscal pode pedir para você ligar o notebook e mostrar que é de uso pessoal (ou profissional) e que contém dados seus. Mas isso não é comum.
    Abraços,
    Ivan




  206. Mirian Diz:

    Muito obrigado!
    Abraços,
    Mirian




  207. willian rodrigues Diz:

    boa noite enviei um sedex para minha namorada na italia mas não sei como posso consutar se esta na fiscalização numero do objeto e eb025329747br se puder me ajudar muito obrigado.




  208. Marcus Diz:

    Oi Ivan

    Parabéns pelas excelentes informações. Estou voltando para o Brasil apos 8 meses nos estados unidos e estarei levando uma TV LCD 22 polegadas no valor $ 350,00 e um laptop no valor $ 700,00. Estava pensando em nao declarar porque nao gostaria de pagar o imposto pela televisao. Na verdade nao comprei a TV no intuito de levar para o Brasil mas senti a necessidade de comprar para usar aqui durante os 8 meses. Os precos de Tv estao baixos no Brasil. Atualmente é possivel comprar a mesma TV por R$ 600,00. Também tenho receio de que a tv despachada sofra danos na viagem e eu pague o imposto em vao. Caso me peguem, posso pagar o imposto sobre o valor excedente do notebook e deixar a TV retida? Ou se eu declarar oo notebook, será que tem alguma chance de eles deixarem a TV passar sem imposto pela minha justificativa? Se esses produtos estiverem com aparencia de usados ainda assim serão taxados?

    Obrigado

    Marcos




  209. Ivan Diz:

    Olá Willian,
    Produtos saídos do Brasil não passam pela alfândega brasileira. Se você mandou como EMS você tem tracking internacional, o que significa que você pode saber aonde a encomenda está pelo rastreamento internacional do site dos Correios. Caso contrário, você pode rastrear a encomenda enquanto ela estiver dentro do Brasil pelo rastreamento nacional dos Correios.
    Abraços,
    Ivan




  210. Ivan Diz:

    Olá Marcus,
    Não sei qual é o procedimento se você não quiser pagar os impostos, mas se você declarar os dois produtos, pagara o impostos de 50% sobre US$ 550, o que dará US$ 225, e essa talvez seja a sua melhor opção. Quanto à sua justificativa, não cola. E o fato dos produtos estarem usados também não. O que você pode verificar é se a TV já saiu de linha, e nesse caso, qual é a média de preço dela no eBay. Então declare o valor da TV como a média do eBay e não apresente a nota. Geralmente, quando um produto está fora de linha, esse é o site que os fiscais usam para verificar o preço, se desconfiam do valor.
    Abraços,
    Ivan




  211. Antonia Maria Diz:

    Olha, vocês são muito legais em ficar esclarecendo tanta coisa… Parabens, não se anda encontranto muito por aí, gente com tanta boa vontade. Minha filha, de 14 anos, está indo em uma excurção para Disney, em julho. Claro que seria muito bom se ela pudesse levar bastante grana. Mas, a realidade é outra. Perguntando: Vocês podem me dar umas dicas de Lojas, que eu possa fazer umas pesquisas de preço, para melhor poder orientá-la sobre o que comprar? Obrigada.




  212. Ivan Diz:

    Olá Antonia,
    Pesquise em lojas como Amazon.com, Walmart.com, Target.com, Bestbuy.com. Em Orlando existem muitos outlets que vendem produtos à preço de fábrica. Tendo noção do valor dos produtos nessas lojas grandes é fácil comparar e saber se o preço está bom. Se a excursão for para Miami também eles provavelmente passarão pelo Sawgrass Mill, próximo à Fort Lauderdale. O Shopping é gigante e todas as lojas são de fábrica. Lá vale a pena comprar quase tudo, hehehe.
    Abraços,
    Ivan




  213. Reiner Diz:

    Olá Ivan,
    Estou morando nos Estados Unidos, trabalhando num programa de estágio, no entanto comprei aqui uma cämera digital, um notebook U$780,00 e um roteador wireless.. Gostaria de saber qual seria o procedimento mais adequado que eu posso tomar, cheguei aqui nos EUA em Agosto de 2008 e estou indo embora em Agosto de 2009… Ah levo comigo tambem um celular que comprei aqui e sem falar numa camera digital que trouxe comigo ai do Brasil……
    Se puder me orientar agradeço, estou a dois meses pra ir embora mais com bastante medo da alfandega…




  214. Ivan Diz:

    Olá Reiner,
    Se você voltar com mais de um ano de estada nos States pode trazer os equipamentos sem problemas, e sem taxas. Apenas traga um comprovante de que você realmente está nos Estados Unidos a mais de um ano, como um contrato de aluguel, um documento da empresa aonde está estagiando ou uma carta da embaixada brasileira.
    Abraços,
    Ivan




  215. Reiner Diz:

    Muito obrigado Ivan pelas sua resposta…. Mais é bem claro quando se diz a mais de um ano… o problema está em, meu contrato ak termina dia 10 de agosto no papel, mais tenho que ir dia 6 de agosto e chegando no Brasil dia 7 de agosto, e quando eu cheguei aqui nos EUA foi no dia 8 de agosto de 2008. Será que serei isento das taxas mesmo assim, com um ano travado fora do Brasil????

    Desde já agradeço

    Grande abraço
    Reiner




  216. Ivan Diz:

    Olá Reiner,
    Você pode tentar passar como nada à declarar e se for parado explicar a situação para o pessoal da Receita, mas não à como saber qual será o resultado. A outra saída é declarar o que ultrapassa os US$ 500 (eletrônicos) e pagar os impostos.
    Abraços,
    Ivan




  217. Fernando Diz:

    Olá, estou no estados unidos a 8 meses e vou voltar para o brasil, vou levar 3 laptops um usado e 2 novos para meus familiares e um xbox e vou levar somente uma mala, qual a probabilidade de eu ser parado com apenas uma mala pequena?
    Obrigado




  218. Fernando Diz:

    Olá, estou no estados unidos a 8 meses e vou voltar para o brasil, vou levar 3 laptops um usado e 2 novos para meus familiares e um xbox e vou levar somente uma mala, qual a probabilidade de eu ser parado com apenas uma mala pequena?

    Obrigado




  219. Ivan Diz:

    Olá Fernando,
    Não tem como saber. Eu lhe diria que você tem 50% de chance de passar na boa, e 50% de chance de ser parado. Hehehehe.
    Abraços,
    Ivan




  220. Fernando Diz:

    Ola Ivan
    estou pensando em declarar os dois computadores novos e o video game e o computador q eu usei durante 8 meses nao declarar, vc acha que se eu declarar uma parte eu vou ter problemas?

    Obrigado




  221. Ivan Diz:

    Olá Fernando,
    Geralmente se você declara dois computadores eles não amolam muito para o restante da mala, a não ser que seja algo muito complexo que apareça nos Raios-X. Eu não vejo problemas, até porque caso digam algo você diz que está dentro da cota e por isso não declarou.
    Abraços,
    Ivan




  222. Gi Diz:

    Ola!
    Pq vcs tiraram minha pergunta sem ao menos responder….poxa, fiquei triste agora =/




  223. Alex Diz:

    Olá Gi… liberamos sua resposta sim… é que você fez a pergunta em outro post: http://www.naterradotiosam.com/2007/08/02/viajando/cotas-e-a-alfandega/comment-page-11/#comment-2940

    Abraços!




  224. Amanda Diz:

    Olá gente,
    jogos de video game entram na taxa dos U$500? e se eu comprar um Ipod lá (Estados Unidos), tirar da caixa e vier com ele na mala de mão tem algum problema?

    Obrigado




  225. Ivan Diz:

    Olá Amanda,
    Geralmente jogos de video game não entram na taxa (a não ser que você traga o suficiente pra montar uma loja, hahaha) e você consegue passar com o iPod numa boa se o colocar no bolso da calça, por exemplo.
    Abraços,
    Ivan




  226. julia Diz:

    Ola tudo bem.olha eu tenho uma filha de 15b anos na espanha ela mora em barcelona como nao estou com ela e ela esta la sozinha na casa de uma amiga eu e o pai dela teve que vim embora para o brasil mas nao podemos trazer ela agora ela vai vim agora em julho ou agosto e gostaria de saber se ela pode ser barrada nesta alfandega de barcelona pois ela nao tem nada de altorizaçao assim..ou talvez na alfandega daqui de sao pauloO..

    Espero respostaa!!1




  227. Junior Diz:

    Gostaria de saber, se eu posso levar um carrinho de controle remoto a petroleo ` metanol `em minha mala?
    obrigado, aguardo respostas




  228. Ivan Diz:

    Olá Julia,
    Não entendi bem sua pergunta. O que posso imaginar é que ela virá em Julho ou Agosto cheia de eletrônicos. Se não me engano crianças menores de 16 anos viajando sozinhas são isentas de taxação e podem passar sem problemas pela alfândega, mas vale a pena confirmar com a Receita Federal.
    Abraços,
    Ivan




  229. Ivan Diz:

    Olá Junior,
    Desde que o combustível não esteja no carrinho, pode. Quanto à alfândega, depende dos fiscais.
    Abraços,
    Ivan




  230. Marla Diz:

    Eu tenho uma grande duvida… Eu estou indo pro Brasil agora em julho, e eu queria levar 5ipods, e 2 iphones de presente pros meus primos. Eu queria saber se a alfandega pode apreender meus eletronicos, eu fiquei com medo. Eu sou residente dos Estados Unidos, tem 8 anos que moro aqui, tenho green card, faco faculdade aqui e tudo. Sou brasileira, nao cidada americana.
    Eu tenho um limite do que posso levar? Eu tentei olhar o website deles, mas nao eh muito claro.
    Se vc puder tirar minha duvida vou ficar super feliz!
    valew!




  231. Alex Diz:

    Oi Marla, eu só fui uma única vem pro Brasil, e quando eu fui eu levei algumas coisas, inclusive um PC usado, e passei na boa. Mas não sei te dizer ao certo como será com você. Não conheço ninguém que foi pra lá com um monte de coisas. Acho que dá pra você dizer que é presente, mas não sei de dá pra dizer ao certo o que acontecerá… Boa Sorte!




  232. Rafael Diz:

    Oi Ivan,

    Gostaria de perguntar se eles são realmente rigorosos com o ”um ano”. Vim para o Canadá como estudante e fiquei aqui por aproximadamente 11 meses e 10 dias. Tenho o visto de estudante e tenho como comprovar meus estudos aqui.
    Estou levando um laptop, mouse, fone de ouvido, webcam, dicionário eletrônico, o que talvez pudesse passar como uso pessoal.
    Também vou levar outras coisas: um dvd portátil, um mouse p/ um amigo e uma câmera para minha mãe (que não excederá a cota de 500$).
    Porém tenho medo de não declarar nada e ser parado, pois estarei levando duas malas.
    Se eu tiver que declarar tudo, vou pagar tanto imposto que acho até que não vou mais comprar nada aqui e levar só o laptop.

    Obrigado e parabéns pelo magnífico site!




  233. Edgar Diz:

    Olá! Estive lendo os posts sobre declarar ítens antes de ir para o exterior, inclusive vi alguém que perguntou se podia declarar o notebook velho e trazer um novo no lugar do velho mas não daria devido ao modelo, número de série, etc. Mas pensei numa coisa. Vejam o exemplo: supondo que eu tenha algum amigo ou conhecido que já esteja lá nos EUA, e ele comprar para mim um notebook marca HP modelo DV6000 série 12345678, me passar esses dados e eu declarar estes dados quando ir para os EUA, e quando voltar trazer o note de acordo, consigo passar “ileso” ??

    Abraço




  234. claudia Diz:

    Oi Ivan, bem interessante os comentarios e dicas. Eu tenho uma pergunta, como é que os policiais sabem quando uma pessoa porta dinheiro no corpo, mais do que o permitido e nao declara a situaçao é a mesma com os eletronicos, depende do comportamento da pessoa. Voce já viu casos assim?




  235. Rafhael Diz:

    Gostaria de levar um computador de +/-800,00 dolar, quanto tenho que pagar na alfandega para declarar?




  236. Ivan Diz:

    Olá Claudia,
    Nunca presenciei algo assim, mas com certeza é o mesmo procedimento. E no caso de dinheiro o lance é mais por denúncia mesmo. Geralmente alguém avisa anonimamente.
    Abraços,
    Ivan




  237. Ivan Diz:

    Olá Rafhael,
    Dê uma olhada na nossa calculadora de impostos, cujo link está na lateral direita do nosso site.
    Abraços,
    Ivan




  238. Talita Diz:

    Ola Ivan !! meu nome eh Talita e moro nos USA a 4 anos !! tenho green card e estou indo ao Brasil para visitar … eh verdade que nao pago os impostos dos eletronicos que eu trouxer ?
    nao serao muitos mas passa de 500 dolares com certeza
    Oque voce pode me informar a respeito ?? como sera o procedimento na alfandega neste caso ??
    muito obrigada desde ja ,pois vejo que vc ajuda a muitos por aqui
    Abracos !!




  239. Ivan Diz:

    Olá Talita,
    Sim, é verdade. Basta você apresentar seu Green Card (se solicitado) e prova de que você mora nos States.
    Abraços,
    Ivan




  240. Bruno Allysson Diz:

    Hello everybody! Este fórum está completíssimo, links e diversas variações de dúvidas foram expostas com sucesso. Ivan, por gentileza, tenho uma dúvida que acho que será útil a todos neste fórum, ela é a seguinte: Recentemente recebi um convite de uma amiga em Illinois nos E.U.A. para viajem de passeio, penso em comprar produtos eletrônicos somente para uso pessoal[estou em dúvida entre eBay ou loja pessoalmente], porém, tenho um pouco de medo da alfêndega no seguinte caso: Exemplo: Comprando um produto [pela internet]ELETRÔNICO por U$400,00 com frete de U$100,00[US Priority Class Mail], no total U$500,00, vou pedir para o vendedor declarar U$400,00 no customs sticker, a SRF taxaria 60% do valor declarado, isso daria 60% de U$400,00 = [ R$ ]240,00 [dólares/reais] ou 60% de U$400,00 = [ U$ ]240,00 = [ R$ ]480 [dólares/dólares/reais] ou 60% de R$800,00 = [ R$ ]480,00 [reais/reais]. Acho que não vou comprar nos EUA pessoalmente, pois com certeza compraria guitarras e teclados e interfaces de áudio, iria caracterizar comércio e ultrapassaria minha cota[pra quem não sabe sobre a cota IVAN disponibilizou o link da SRF com a lei que dispõe sobre os valores], optarei pela internet, mesmo sabendo da cota limite de U$500,00 por pessoa na volta para o “Brasil” pardon my ignorance about this country…




  241. Junior Diz:

    Olah, eu gostaria de saber c eu posso levar uma bicicleta desmontada da Inglaterra para o Brasil?
    aguardos respostas…
    obrigado




  242. Ivan Diz:

    Olá Bruno,
    Deixa eu ver se entendi direito. Você vai para os States mas vai comprar um produto e mandar entregar aqui no Brasil, pelos Correios? Não entendi bem o porque, mas deixa eu separar bem as coisas.
    1. Se você comprar um produto pela internet e mandar entregar NO BRASIL, você pagará 60% sobre o valor do produto, e como todo percentual, tanto faz sobre qual valor ele é aplicado, desde que a moeda seja a mesma. Ou seja, aplicar 60% sobre US$400 é o mesmo que aplicar 60% sobre R$800.
    2. Se você comprar na loja ou pela internet, e mandar entregar NOS ESTADOS UNIDOS, trazendo o produto em mãos e declarando o que exceder os US$500, pagará 50% sobre o excedente. Ou seja, caso traga US$1000, e declare, você pagará 50% sobre os US$500 excedentes, o que dará US$250.
    Abraços,
    Ivan




  243. Ivan Diz:

    Olá Junior,
    Pode sim. Dependendo do valor da bicicleta você pode ter que declará-la, ou pagar o imposto mais a multa, caso não declare e seja pego.
    Abraços,
    Ivan




  244. Henrique Diz:

    Olá , estou com uma dúvida sobre a alfândega.
    Pretendo comprar um notebook(Novo só que fora da caixa) no Japão e a viagem ficará assim : Japão->Eua->Brasil, e gostaria de saber como não pagar pelos impostos (Devo colocar na bagagem de mão?Mochila?). Também gostaria de saber se tenho de declarar para um produto que está usado? (Caso eu esteje usando e transportando na mochila.)
    Desde já obrigado.




  245. Henrique Diz:

    Ops. Desculpa a minha ignorância… Esqueci de dizer as informações necessárias.
    Moro 5 anos no japão e o notebook custa 187.900Y -> R$3.700 (02/08/2009).
    A pergunta permanece a mesma só acrescentando o seguinte: Tem alguma técnica para n ser pego?
    Desde ja,
    Obrigado.




  246. anna Diz:

    Ivan:
    Parabens pelo site… ajudou bastante em varios aspectos. As perguntas sao basicamente as mesmas, mas de um ponto de vista pessoal. E eh o meu caso tb. li bastante perguntas semelhantes mas gostaria de saber sua opinao no meu caso.
    Bom, estou morando nos eua por mais de 3 anos, tenho green card e estou indo pro brasil de visita em duas semanas. Pretendo levar meu laptop(+/- $1,100), camera e ipod touch sendo bens pessoais. E dentro da cota de $500 estou levando um nintendo wii, alguns jogos, outra camera e um gps. tenho nota fiscal de tudo e nao ultrapassa o limite por alguns dolares. E
    Entao, vc acha que vou passar tranquila na fila de “nada a declarar”? estou com medo por estar levando bastante eletronicos..se me pararem, acreditarao na explicacao de bens pessoais?? ou vou ter complicacoes??
    mt obrigado pela ajuda e parabens de novo




  247. Ivan Diz:

    Olá Henrique,
    Se você mora a mais de um ano fora do país está isento de impostos de importação para produtos de uso pessoal.
    Abraços,
    Ivan




  248. Ivan Diz:

    Olá Anna,
    Entre na fila de Nada a declarar e se lhe pararem mostre seu Green Card e explique que mora fora do país. Só isso.
    Abraços,
    Ivan




  249. Henrique Diz:

    Obrigado Ivan !
    E parabéns pelo site!




  250. Paulo Diz:

    Olá Ivan,eu pretendo trazer um iPod Touch de 32gb.Ele está custando $400 e uma câmera da Sony de $280.Se passar dos $500 eu pagarei,sem problemas mas,eu queria saber..se fosse você,botaria o Touch no bolso e não declararia ou declararia com a Camera?
    Abraços




  251. Hylo Diz:

    Fala Ivan,

    Seguinte, eu estou indo pros EUA visitar meu amigo no Tennessee, vou pela avianca por sp – bogota – miami, porem tenho algumas pequenas duvidas:

    Declarando um bem antes de partir, no retorno, existe algum tipo de sistema de cadastro dessas declaracoes? Pois quero levar meu laptop comprado aqui para la, entao teria que declara-lo, porem como sou de Salvador, gostaria de fazer esta declaracao aqui (ja que a receita aqui fica normalmente deserta e teria mais tempo para fazer o procedimento e pelos relatos que li ocorre exatamente o oposto em sp). Motivo para isso é o fato da viagem ser brutalmente longa, portanto nao queria ter que abrir a mala para fazer declaracao em sp e nem levar bagagem de mao desnecessaria (passarei quase 2 e meio dias viajando de cidade em cidade hehehe)

    Alem disso, esse meu amigo que mora no Tennessee me pediu para trazer uma camera filmadora ja declarada para o pai dele, porem esta foi declarada no rio de janeiro, e como eu volto por sp, voltaria àquela primeira questao: como eh feita a checagem das declaracoes? existe um banco de dados valido por todo o brasil ou a declaracao vale apenas para o aeroporto que vc deixou a 2a via?

    E mais, presumindo que haja limites territorias nas dst, como eu estarei no tennessee e terei que viajar para miami na volta, caso me perguntem sobre de onde venho, ao dizer que venho do tennesse e mostrar os comprovantes de passagem knoxville – charlotte – fort lauderdale – miami (farei todas as viagens no msm dia na volta) isso descaracterizaria pelo menos um pouco o carater muambistico da minha bagagem? eu nao pretendo comprar nada la que ultrapasse a cota, mas trarei algumas coisas bem caras e bem conservadas (dificultando a caracterizacao de bens de uso pessoal). eu sei que essa ultima pergunta vai depender muito do fiscal, mas caso vc tenha alguma experiancia do tipo, gostaria de saber como procedeu.




  252. Alex Diz:

    Olá Paulo,

    Põe tudo o que caber no bolso, e não declara ;-)




  253. Ivan Diz:

    Olá Paulo,
    Colocaria o iPod no bolso e não declararia a câmera. A diferença é muito pequena e esse tipo de eletrônico não é visado.
    Abraços,
    Ivan




  254. André BSB Diz:

    Fala prezado tudo certo?

    Seguinte, estou indo para MIAMI dia 20/ago. Queria saber algumas sugestões de como proceder com o Notebook.

    Estou levando uma mala grande vazia (p/ roupas e eletronicos pequenos como mouse, ipod e um celular de 600USD + coisinhas). Alem disso quero comprar um notebook de 1.200 USD.

    Após ler todos os casos, e sugestões, acho que vou optar por declarar somente o notebook e passar com o celular n97 600USD no bolso e o resto dos eletronicos despachados na mala grande com as roupas.
    Vou comprar uma mochila p/ notebooks lá e usar como bagagem de mão. Ou seja, quando passar na alfandega vou ter declarar o notebook de 1.200, para pagar 50% de 700USD, ficaria mais 350USD para pagar. certa minha conta?

    O que você me indica fazer? acha que dessa forma eu passo tranquilo? e eles só checam mesmo meu notebook e deixam o resto?

    Nessas condições, eu trazendo o notebook numa mochila de notes que todo mundo vai saber que é um notebook. Tem alguma posibilidade de tentar passar sem declarar nada? Sou analista de sistemas, e iria trazer o notebook fora da caixa, na mochila com meus programas e trabalhos instalados… poderia alegar que é uso de trabalho e pessoal e tentar não declarar?

    Alguma sugestão? Valeu Ivan!!!!




  255. André BSB Diz:

    Ivan, desculpe a pergunta duplicada acima, deu erro no browser e eu não tinha visto que foi computada…

    Tenho outra dúvida, pela experiencia de vcs… Onde comprar notebooks em Orlando/Miami??? Vi um na bestbuy que quero muito comprar… mas acredito que lojas como a BestBuy não vão querer me dar uma nota no valor menor do produto para eu pagar menos impostos certo ou errado?




  256. Ivan Diz:

    Olá André BSB,
    A sua melhor opção é declarar o Notebook mesmo. Declarando você terá que passar todas as malas pelos Raios-X, então cuidado com eletrônicos caros nas demais malas. Dizer que é de uso pessoal não importa, porque você comprou o equipamento lá e por isso precisa pagar o imposto.
    Quanto à nota mais barata, esqueça. Isso não rola em lojas sérias. E nem rola muito na alfândega. Quanto à aonde comprar, fique esperto com o imposto local. Cada condado tem seu imposto. Se não me engano, Orlando tem 6% de imposto e Miami tem 6.5%. Ou seja, nesse caso é melhor comprar em Orlando.
    Abraços,
    Ivan




  257. Fred Diz:

    Ivan,
    Estou a 3 meses nos estados unidos e daqui uns dias estarei voltando.
    A única coisa que comprei aqui foi um netbook de $395, roupas e um joystick de 99$.
    Mas carrego comigo 7.500 dolláres. Eu não vou pagar imposto por dinheiro, iria ficar aqui mais tempo e tinha despesas médicas para pagar (o que posso comprovar)…
    Outra coisa, tenho um notebook de U$2.000 (que não foi declarado, mas não foi comprado nesta viagem) e um iPod Video de 160gb (que desde outubro do ano passado saiu de linha)…ambos eu comprei em miami em dezembro do ano passado, e passei tranquilamente como se não tivesse nada a declarar.
    O notebook está claramente usado, com vários arquivos pessoais e pelo painel de controle do windows posso mostrar softwares em português, instalados ano passado, nota fiscal da compra e com meu passaporte comprovando que vim pra solo americano somente em junho desde ano…a questão é….podem eles me repreender pela minha sonegacão de dezembro do ano passado? E mais, tenho de declarar o dinheiro e pagar IMPOSTO?

    Abracos.




  258. Léo Diz:

    Ola Ivan…estou passando mais uma vez por aqui

    Ja tinha postado uma pergunta, somente estou atualizando.
    Estou morando no Japão a quase 4 anos e estarei voltando em definitivo pro Brasil. Sou fotografo e estarei levando meus equipamentos (2 cameras profissionais e 10 lentes). Pelo que sei estou enquadrado na situação como Viajante Especial.

    Estarei levando comigo o atestado de residencia emitido pelo consulado brasileiro, um certificado de curso de fotografia feito no japão, e o meu cracha de identificação (press)na empresa onde fiz o free-lance (a unica coisa que tenho dessa empresa), na camera vai ate umas fotos que tirei do meu ultimo trabalho aqui (Concurso de moda), vou ate levar a revista onde foi publicado as fotos..rsr
    Ivan, será q com isso posso provar minha atividade feita no exterior?? Pq no site da receita, diz que é necessario a comprovação, mas não fala do que precisa pra comprovar.
    Fotografo (salvo fotojornalista) não é regulamentado ainda no Brasil como profissão, será q com isso que estou trazendo ja comprova a atividade??

    desde ja agradeço

    Abraços




  259. Léo Diz:

    Completando o post anterior..

    Ivan, não sei se vc sabia dessa questão, mas mesmo assim vou explicar:

    As duas cameras q levo seria uma camera principal e a camera reserva (essa eh usada no caso da principal falhar no evento) e as lentes (10 no total) são todas diferentes um das outras (distancias focais) e cada uma serve pra determinados tipos de fotos. Acho que o fiscal deve saber disso neh?rsrs…o resto é um de cada (notebook, Dekstop, psp. ipod etc)




  260. Léo Diz:

    Desculpe Ivan…agora que estou vendo..o site são para os que estão vindo dos EUA..sou do Japão..to meio de intrometido aqui..rsrsr..
    mas se puder me esclarecer as duvidas agradeço




  261. Jr Diz:

    Olá, Ivan/Alex… bem, queria saber um pouco mais sobre o black friday. É uma época boa para se comprar em Orlando, Fl ? Pois, estou pensando em viajar nesta época ( 25nov/09 ). Abração




  262. Sayro Diz:

    Olá Ivan, eu estive procurando ai uma resposta às minhas dúvidas, mas não encontrei, confesso que não li 100 dos 261 posts, mas passei de 50.

    1) Pelo que eu entendi do seu depoimento o que eu conseguir trazer no bolso eu não preciso declarar. Certo? No caso essas coisas de bolso eu tenho de passar no detector de metais pra entrar no avião? Dai só depois lá na alfândega tudo que estiver nos meus bolsos eles não ligam, não passa por revista nem detector?

    2)Pelo que eu entendi vale a pena declarar, mas não sei se entendi bem, se eu comprar algum eletrônico de 550 dolares eu declaro esse eletronico e o resto da minha mala eles vão passar pelo raio-X e se não tiver notebook ou algo muito visado eles deixam passar de boa? Quais são os produtos mais visados? Video-game é? Eletronicos grandes?

    3) No fim das contas, vale a pena declarar uma coisa que passe sozinha dos 500 e deixar o resto na mala?

    4) Muito obrigado pelas informações, MUITO úteis, é o melhor site que já vi aqui.

    Agora um pedido, como encontro os sites das lojas do sawgrass mills, que lojas vc recomenda em miami? Roupas e eletronicos….
    Grato.




  263. Sayro Diz:

    Outra dúvida, se eu imprimir de um site tipo ebay, bestbuy ou amazon o preço do produto eles não olham na internet?




  264. bárbara Diz:

    Ivan, boa noite!
    Vc tem experiencias na alfandega de Manaus? É mais tranquila que a do RJ e SP?
    Em Manaus nao tem duty free, assim se eu comprar algo no do aeroporto de miami, funciona da mesma maneira dos brasileiros?
    Tenho duvidas quanto ao limite de compras sem impostos do duty free. Posso trazer até U$500,00 em compras sem impostos mais U$ 500,00 do duty free? Fiquei confusa.
    Muito obrigada pelas excelentes dicas!
    Abs




  265. cassia Diz:

    gostria de saber o ue conteçe se ue for pega no aeroporto de miame com umas sementes ,e que eu tenho que tomar um cha e não sei como faço pra levar essas sementes




  266. Liz Diz:

    Ola Ivan. Vim para NYC e quando fui declara meus itens (sou fotografa e vim trabalhar em um evento de moda), a alfandega estava fechada, entao nao consegui declarar nada. Perguntei a uma funcionaria da TAM como proceder e ela disse que era so guardar a passagem, pq os funcionarios da alfandega sabem o horario de funcionamento deles. Estou com medo de ter de pagar imposto em cima das coisas que eu trouxe, ja que nao tenho como comprovar que sai do pais com elas. O que fazer?




  267. Gabriel Diz:

    Ola Ivan, moro em Dublin e comprei uma guitarra e um amplificador…mas como nao vou completar um ano, vou pedir para meu amigo levar,ja que ele completou um ano…
    Acho que com relação a isso, sem problemas certo ?
    Minha outra duvida é o seguinte…como faço a conversao de valores…devo converter o valor de euro pra Dolar ? no caso dos 500 permitidos…
    abraços e muito obrigado




  268. Ivan Diz:

    Olá Liz,
    Relaxe e acredite neles. O pessoal da Alfândega não é bicho papão, apesar do que falam. São educados e escutam você.
    Abraços,
    Ivan




  269. Ivan Diz:

    Olá Gabriel,
    Quanto à primeira questão, não vejo problemas, desde que ele diga que são dele e de uso pessoal. Quanto à segunda questão, converta para dólares, pois a cota é sempre em dólares.
    Abraços,
    Ivan




  270. Fernando Diz:

    Olá.
    estou com uma duvida e provavelmente voce podera ajudar!
    meu voo chega no brasil as 7 e 10. e tenho um voo regional as 10 e 20, quanto tempo gastarei na alfandega? voce acha que terei tempo suficiente?
    Obrigado




  271. Luiz Diz:

    Boa tarde.
    A regra diz que estão isentos de tributação “aparelhos e instrumentos necessários ao exercício de sua profissão”.
    Sendo músico profissional (carteira de músico da OMB), um instrumento musical como uma guitarra pode ser considerada instrumento necessário para a profissão e assim isento?
    Obrigado.




  272. Mayara Diz:

    Ola Ivan, Estou a passeio Em Cochabamba na bolivia, e comprei alguns perfumes pra levar, cerca de uns 20 pra familia toda, mas logico que se me pegarem nao vo dizer que e pra familia pois eles nao acreditam, voce acha que tem algum perigo? pois uma amiga minha ja fez isso passou com 40 perfumes foi pro raio x e nao exigiram imposto nem nada.Aguardo resposta!Obrigada!




  273. Gabriel Diz:

    Olá Ivan.
    Primeiro gostaria de elogiar o site de vcs.. É muito bom e muito util!!
    A minha duvida é: Estarei voltando dos EUA no dia 14/10/2009 e irei desembarcar na alfandega do galeão no RJ no dia 15/10. Estou trazendo as seguintes coisas:
    -> 01 (um) macbook aluminum;
    -> 01 (um) laptop do trabalho (que eu não declarei qdo saí, mas este laptop contém a indicação de que foi fabricado no Brasil além de eu ter a nota fiscal da empresa comprovando que este laptop pertence a ela);
    -> 01 (um) laptop que veio do Brasil através de um amigo para conserto na assistência tecnica da HP (Tenho o documento da receita registrando a saida deste laptop pra manutenção);
    -> 01 (um) mouse da apple;
    -> 01 (um) roteador air port;
    -> 01 (um) hd externo (passport) de 500 GB;
    -> 01 (um) GPS Garmin;
    A minha ideia é declarar apenas o laptop da Apple (que custou US$ 999.00 – Tenho a NF) e pagar o imposto de US$ 250.00. Os outros itens vou manter na minha bagagem de mão. Caso algum oficial pergunte, direi que não declarei pq estão abaixo do valor da cota (o que é a pura verdade). O que vc acha?
    Desde já agradeço a sua ajuda!!
    Abs




  274. Ozeias Diz:

    Ola Ivan estou em bentonville EUA e volto dia 21 outubro para o Brasil vamos as duvidas estou levando comigo um Xbox $249 e uma maquina Fotogr $169 ate ai tudo bem esta dentro do valor o Problema e o seguinte estou levando um netbook na molhila de mao um blackberry no bolso uma maquina digital q eu trouxe do Brasil o maior problema vai ser a Guitarra q e semi acustica muito sensivel e seu estojo e grande chama a atençao ela vale aqui $1000 dolares, oque eufaço viajo junto com no compartimento de bagagens do aviao para nao quebrar a guitarra ou pulo do aviao antes dele chegar em guarulhos para nao pagar as taxas hehhehehehhe me ajuda rsrsrsrsr se for pego e nao pagar as taxas na hora os produtos ficam apreenditos ou eu que fico rsrsrsrsr




  275. Ivan Diz:

    Olá Fernando,
    Calcule cerca de uma hora na alfândega, caso você seja parado ou declare algo. Caso contrário o processo é rápido.
    O desembarque demora por volta de uma hora também, entre atracamento, bagagens, etc, então acho que você não terá problemas. Mas não marque bobeira.
    Abraços,
    Ivan




  276. Ivan Diz:

    Olá Luiz,
    Até aonde eu sei isso se aplica à viajantes que tenham ficado fora do país por mais de um ano, ou que tenham saído com o produto do país.
    Abraços,
    Ivan




  277. Ivan Diz:

    Olá Mayara,
    Fale que é para a família sim. As pessoas tem uma impressão errada dos oficiais da alfândega. Não minta, e você não terá o que se preocupar.
    Abraços,
    Ivan




  278. Ivan Diz:

    Olá Gabriel,
    Manda bala. Eu faria o mesmo.
    Abraços,
    Ivan




  279. Gabriel Diz:

    ok Ivan, obrigado pela ajuda.
    Abs




  280. Ivan Diz:

    Olá Ozeias,
    Declare guitarra e pague os impostos sobre ela. Acho que é o melhor jeito de passar com o restante.
    Se você não tiver grana para pagar os impostos os produtos ficarão retidos, e para retirá-los, além de pagar os impostos você pode ter que pagar o tempo que os produtos ficaram armazenados na Alfândega.
    Abraços,
    Ivan




  281. Gabriel Diz:

    Ola Ivan, novamente parabenizando voce pelo site !
    Outra duvida, comprei um cabeçote de guitarra de 369 Libras…converti e deu 583 Dolares…ou seja, to pensando em declarar e pagar 50% desses 83 dolares excedentes certo ??
    Outra coisa…estou trazendo um notebook que comprei e um outro que declarei quando sai do Brasil…pensei em declarar apenas o cabeçote e pagar a taxa…e com relação ao notebook…levo na bagagem de mao o que declarei ou o outro….será que declarando o produto mais car oque no caso é o cabeçote eles vão querer mexer nas outras coisas ?
    abraços e obrigado




  282. Mauricio PR Diz:

    Ola, Ivan.

    Procurei a resp. à minha perg aqui, mas não encontrei.

    Estou morando em NY há 1 mes e devo voltar em 19 de dez para visitar a familia (estarei aqui entao ha 3 meses). Estou fazendo um curso aqui, e meu visto de estudante é valido por 1 ano. Quando retornar ao Brasil para visitar, devo levar meu notebook, uma guitarra e um pequeno equipamento de audio. Como faco engenharia de som, sou produtor muscial e musico, isso tudo q devo levar eh somente para poder trabalhar enquanto estiber no Brasil (por duas semanas). Depois voltarei com isso tudo aos US.

    Ha algum risco de eu ser taxado por isso tudo, mesmo sendo usado e de uso profissional (e educativo)? Minha preocupação é devido ao fato de estar pouco tempo aqui em NY. Tenho como provar que vou voltar (a passagem de volta esta comprada) e que estou matriulado no curso (visto, i-20 e carteira de estud). Como devo proceder na alfandega? Nao declaro nada? Meu medo eh que estes equipamentos sao caros e pagar imposto sobre tudo eh quase inviavel (minha guitarra custa 2000 dolares, o note tb e o equipo de audio uns 600). Estou realmente preocupado pois me sentiria bastante injustiçado caso tivesse de pagar imposto sobre algo qie nao vai ficar no pais (minha intencao eh de ficar nos us por mais 3 anos, extendendo meu curso…).

    Muito obrigado!




  283. Ivan Diz:

    Olá Mauricio PR,
    Para não ser taxado, traga provas suficientes de que você voltará para os Estados Unidos, porque está morando e estudando lá agora. Deixe à mão sua passagem de volta, seu visto de estudante, comprovante de residência, etc. E diga a verdade para os oficiais, apresentando os comprovantes, caso seja questionado.
    Abraços,
    Ivan




  284. Delegado Ricardo Diz:

    Na verdade não tem ninguém da polícia federal trabalhando na alfândega, eles trabalham na imigraçao, quando vc chega e mostra seu passaprote, na alfândega trabalham pessoas da receita federal, eles irão chamar a policia federal somente em casos onde tenha alguém transportando drogas, armas ou contrabando.




  285. Mário Araújo Diz:

    Olá Ivan! Vocês estão de parabéns pela iniciativa e qualidade das informações e das discussões apresentadas. Fazia um tempo que procurava este tipo de informação! Cara, vou viajar com minha esposa (ela ainda não sabe se vai trazer algum eletronico) para a Europa no final deste mês. Eu gostaria de trazer uma bateria eletrônica (módulo eletrônico (~400 euros) + pads/tripés (outros 400 euros))e uma máquina fotográfica DSLR (~500 euros)na bagagem de mão. Caso eu pedisse um invoice separado da bateria, poderia arriscar declarando somente o módulo eletrônico para diminuir o valor do imposto? ou teria que declarar o kit da batera completo e salvaria a máquina digital? Outra dúvida importante, se alguém puder me ajudar: a alfândega no aeroporto de brasília é mais rigorosa que SP ou RJ?? Obrigado pela ajuda e parabéns!




  286. Ivan Diz:

    Olá Delegado Ricardo,
    Obrigado pela informação. É que como eles apresentam distintivos, a gente acaba sempre associando com a polícia. :-D
    Abraços,
    Ivan




  287. Ivan Diz:

    Olá Mário,
    Não sei quanto à alfândega de Brasília, mas acho que você pode declarar só a parte eletrônica (desde que o invoice esteja separado). Quanto a câmera, talvez você tenha problemas por ser uma SLR, mas se vocês dividirem a cota, nem teriam que declarar nada.
    Abraços,
    Ivan




  288. Ozeias Diz:

    Ola Ivan Obrigado pela resposta acho q o melhor a fazer e declarar a guitarra mesmo e PARABENS pelo BLOG e pelo o trabalho de extrema utilidade assim q chegar no Brasil vou postar minha experiencia no Blog para contiuar e sevindo de utilidade para as outras pessoas um Abraço e boa sorte a todos q vao passar pela alfandega




  289. Silmar Diz:

    Olá Ivan!
    Estou fazendo minha primeira viagem internacional,vou pra Buenos Aires.Gostaria de saber se além de poder gastar ou $500 lá,posso tbm comprar no FREE SHOP aqui em sp com isençao dos impostos?
    Aguardo
    Abraços
    Silmar




  290. Alessandra Diz:

    Ola , moro nos EUA a 8 anos e estou indo pela 1 vez ao BR , estou levando minha filha de 2 junto , desculpe se minhas perguntas forem meio tolas..kkk..
    1)por minha filha ja pagar a passagem ela tb tem direito a $500 de cota?
    2)como estou levando 2 video games wii , 2 cameras e um laptop nao vou poder levar tudo isso comigo , terei q mandar na bagagem , se quebrar , sumir , sei la eles se responsabilizam ?
    3)Na opiniao de vc´s viajantes ,acham q posso ser pega e me f.. ou acham q posso arriscar colocando uns adesivos no lap e em uma camera e dizer q eh minha?
    4)tenho muitos cremes VS pra levar , qtos mais ou menos vc´s acham q levo sem q eles achem um abuso?
    5)sei q no free shoping vende muita coisa , o preco la eh o msm daqui ?ou tem muita diferenca?
    Ai gente muito Obrigado…estarei aguardando !bj




  291. Ivan Diz:

    Olá Silmar,
    Desde que a viagem seja de avião sim, mas lembre-se que a cota separada de US$ 500 para o Free Shop só vale se você comprar os produtos na VOLTA. Na ida as compras entram na cota de compras internacionais.
    Abraços,
    Ivan




  292. Ivan Diz:

    Olá Alessandra,
    1. Sim, ela tem direito a mesma cota de US$ 500, mais US$ 500 do Free Shop;
    2. A companhia aérea se responsabiliza pela perda de bagagem, mas não por por itens muito caros na bagagem. Geralmente existem etiquetas de “Frágil” que eles colam nas malas, mas o ideal é distribuir os produtos entre caixas, e com as embalagens originais, para maior proteção;
    3. Você deve dizer que o notebook é seu para evitar problemas. Não é preciso por adesivos, mas é interessante ter coisas pessoais nele, como um login seu, fotos ou arquivos pessoais, para o caso de quererem que você prove. É difícil isso acontecer, mas vale a pena se precaver. Eu também levaria o notebook na mala de mão, por ser mais frágil que o Wii;
    4. Os caras da alfândega estão acostumados com as promoções da Vitoria’s Secrets, então não imagino problemas a não ser que você traga mais de 20 ou 30;
    5. O preço é maior do que aí, mas não é tão abusivo. Você pode conferir no site deles: Duty Free.
    Abraços,
    Ivan




  293. Alessandra Diz:

    Ivan muitissimoooo obrigada pelos seus esclarecimentos!
    Tudo de bom pra vc! e quero agradecer a iniciativa de um site util aos menos informados como eu..kk…(so descobri este site ontem)bj




  294. Gabriel Diz:

    O Ivannn responde minha pergunta por favor rsrs…

    Acho que vc esqueceu…
    abraços




  295. Zelo Diz:

    Aconteceu comigo….

    Ola usuarios deixei uma pergunta a alguns dias ai e o Ivan gentilmene respondeu e agora me senti na obigaçao de contar com detalhes oque aconteceu comigo para contribuir no Blog.

    1)quanto a trazer uma guitarra junto comigo no aviao foi tranquilo empresa Aeria Delta voo 1classe foram muito simpaticas comigo e me deram um espaço em um armario para guardar a guitarra e pegar depois a aeromoça Americana ate brincou perguntou se eu tocava como Carlos Santana eu falei nao ai ela disse entao nao vai ter espaço para vc aqui.
    2)chegando no Brasil minhas malas demoraram para vir ai ja fiquei tenso foi todo mundo embora fiquei para traz e pensei putz agora o cara me para.
    *Nao Deu outra nunca ganhei uma rifa nem um bingo nada mas quando entrei na saida do Nada a declarar o Fiscal me premiou e falou Opa o Sr segue aqui nao passa me mandou para o Raio X ai eu falei To FUUUUUUU
    *O que posso dizer e que a quantidade de mala e fatal eu estava com uma mochila e mais 4malas e o estojo com a guitarra.
    *Chegando no RAIO X ja palido coloquei as mas e ja ouvi a mulher falar para o fiscal olha um XBOX uma camera filmadora falei puts
    *O fical ops amigo malas na mesa abre esta mala q tem o Xbox mas tb tinha perfumes,10jogos de PS3,DVD,3 Tenis pulma,e mais um monte de prersente O Fiscal nao liga para nada disso
    3)Peguntas e respotas seja sincero. F= fical e E= eu
    F Da onde O Sr esta vindo
    E Arkansas Fiquei 37dias la
    F Oque tem ai um xbox,a guitarra
    E sim paguei 249 no Xbox 356 na guitarra(tinha um nintedo Wii em uma das malas que eu nao cheguei abrir o so abria a q ele pedia ele num perguntou nada sobre eu tb nao respondi)
    F vc tem uma filmadora tb num tem
    E sim paguei 80 dolares(detalhe nao tinha a nota deste item mas realmente tinha pago 80 dolares)
    F este notebook Acer
    E ja esta sendo usado e da empresa se for necessario o SR pode ligar vai ver o logo da empresa e meus arquivos do projeto que fui desenvolver la.(realmente tinha isso mas o note era meu comprei la)
    F e esta camera digital da Sony
    E comprei no Brasil e de meu uso
    F O sr Declarou qdo saiu
    E nao mais esta escrito produzido pela Sony do Brasil (pq realmente comprei aqui)
    F vc tem a nota da guitarra(ai q foi engraçado)
    E eu nao achava a nota e começei a mexer nos bolsos derrepente eu tiro a Sony T90 do bolso junto com a nota da guitarra e disse ta aqui a nota coloquei denovo camera no bolso e pensei( Ai q Burro to parecendo o Chaves)
    F o fiscal olhou a nota me devolveu e falou o SR sabe q esta passando um pouco da cota toma cuidado e vai embora.
    E Obridago e bom trabalho(3 minutos depois ja no Taxi o blackberry no bolso da jaqueta começa o despertador q estava programado este horario nos EUA )falei so o que faltava tocar na frente do fiscal.

    Em fim vai da sorte de nao ser selecionado e se for do fiscal q te entrevista depois.

    E nao SEJA Atrapalhado como eu fui.

    Iva mais um vez parabens pelo BLOG,

    O caminho para se fazer um pais melhor começa pela sociedade por cada um que sem interesse nem a obrigaçao se propoe a ajudar o proximo.

    Valeu




  296. fabio Diz:

    Olá tenho uma duvida cruel, se eu comprar peças de carro novas em lojas, quero trazer e pagar todos os impostos, me diga porfavor, eu terei que pagar o valor de 60%, so do valor da mercadoria o que para mim é justo, ou terei que pagar 60% do valor total incluindo transporte, o que para mim não é nada justo porque o transporte já é bem caro? obrigado




  297. Luiza Diz:

    Oi Ivan.

    Estou nos USA e ganhei uma câmera usada do meu namorado. Quando ele comprou ela nova, o valor era de USD950,00. Mas ele usou apenas 2 meses antes de me dar. Como fica o imposto? No ebay a mesma camera usada está entre 300-500 dolares…

    Ele precisa registrar a camera aqui no nome dele? Isso ajudaria para garantir que foi um presente usado?

    Obrigada




  298. Ivan Diz:

    Olá Gabriel,
    Desculpe-me pela falha. Quando você declara algo, todas as suas malas, inclusive as malas de mão, passam pelos Raios-X, o que significa que eles verão os notebooks e pedirão a documentação.
    Abraços,
    Ivan




  299. Ivan Diz:

    Olá Zelo,
    Muito obrigado pelas experiências.
    Abraços,
    Ivan




  300. Ivan Diz:

    Olá Fabio,
    Você só paga sobre o valor da mercadoria. O transporte não entra na conta.
    Abraços,
    Ivan




  301. Ivan Diz:

    Olá Luiza,
    Não existe isso de presente usado, mas câmeras fotográficas não são visadas com relação à alfândega.
    Abraços,
    Ivan




  302. João Diz:

    IVAN, simplesmente seu site é ótimo… Mas eu realmente queria uma opiniao sua sobre o que fazer… Vim para os EUA estudar dia 22/08/09 e vou voltar dia 18/12/09, provavelmente irei voltar ano que vem pra fazer uma pós graduação e passar 2 anos, mas isso não é certo, nao tenho passagem e nem nada! O problema é o seguinte, foi a primeira vez que viajei para o exterior, e quando eu passei pela PF para mostrar meu passaporte no aeroporto de guarulhos, ninguem me falou nada sobre declarar artigos eletronicos, eu simplesmente passei por la e fui pegar meu aviao! Saí do Brasil com um IPOD 30gb e um HD externo de 250GB (Usb) e um celular nextel!
    Comprei: Um MacBook Pro de 1599 dólares e ganhei um ipod touch 8gb da apple, mas eu tive que pagar e eles me devolveram o dinheiro 1 mês depois, so que na minha nota fiscal o valor total com impostos deu 2063 dolares. Comprei uma camera sony de 339 dolares 12.1mp e um PS3, além do controle que vem com o ps3 eu comprei mais 3 e tenho 6 jogos! Tenho duas malas grandes e uma pequena de mão, vou colocar todos os eletronicos na mala de mão e nao vai ter nada nas malas grandes… O meu macbook tá cheio de arquivos já… fotos, musicas (5000 mp3 no itunes ), arquivos antigos.. planilhas de contas, cheio de programas… eu posso alegar que é de uso pessoal?? Como funciona esse negócio de uso pessoal? Voce acha que eu declaro o ipod touch e o ps3 com um excedente de sei la.. 200 dolares e imprimo o valor do ipod touch do site da apple ( pq ele ta junto na nota do notebook )… To ficando desesperado com isso… Me de uma luz!!!
    Muito Obrigadooo!!!!




  303. João Diz:

    Há.. uma outra coisa.. como posso mandar presentes pelos correios? é muito caro?? Fui num parque de diversoes.. gastei 20 dolares e ganhei 7 ursos de pelúcia enormes.. queria mandar para minhas irmas e minha namorada…
    PS: nunca ganhei nada em parques de diversoes.. kkkkkk
    A alfandega pode parar a encomenda? tenho que pagar imposto?? O pais complicado esse nosso… =/




  304. João Diz:

    Desculpa.. só mais uma coisinha… tem algum jeito de passar com o notebook com alguma desculpa? conversando? ligando? mostrando? Todos os programas do meu note sao em portugues… Pq sinceramente.. eu nao importo de pagas as outras coisas… pq a diferenca vai ser muito baixa.. tipo uns 300 dolares.. o que nao quero pagar é a taxa do macbook.. pq ai vai ficar muito salgado!! =(((




  305. João Diz:

    Eu posso pegar 2 DBA’s no avião e preencher uma declarando e outra nada a declarar.. e se o oficial me pegar eu apresento a declarada? rs…

    MUITO OBRIGADO pela paciencia IVAN!!! No aguardo pela resposta!!!




  306. Ivan Diz:

    Olá João,
    Vamos por partes. Quanto aos eletrônicos, guarde os iPods nos bolsos e declare o macbook e o ps3 (valores sem impostos) e o resto deve passar sem problemas. Esse lance de uso pessoal é folclore. Só teria sentido se você estivesse à mais de um ano nos States.
    Quanto às encomendas pelos Correios, coisas muito volumosas podem ter o frete caro. Você pode declarar os ursos por US$ 50, para ser isento de impostos, mas se enviar muitos de uma vez pode ficar estranho. Tudo que exceder US$ 50 paga um imposto de 60% sobre o total.
    Dê uma olhada no site da USPS para ter uma noção do valor do frete.
    Abraços,
    Ivan




  307. Ivan Diz:

    Olá João,
    Não, isso não cola. O valor que você deve pagar é o imposto de importação, que já é menor que o valor do imposto que você pagaria se tivesse comprado aqui.
    Abraços,
    Ivan




  308. Ivan Diz:

    Olá João,
    Você pode até pegar duas declarações, mas terá que fazer a escolha de qual fila tomar antes de entregá-las, então uma vez feita a escolha da fila (Nada à declarar ou À declarar) não terá mais como mudar.
    Abraços,
    Ivan




  309. Mário Diz:

    Olá Ivan,

    Vivo no exterior quase 6 meses e pretendo voltar para o Brasil em Dezembro. Até agora comprei aqui um laptop e um PS3. Minha duvida é comprei meu computador e o PS3, aqui o valor total do produto inclui 25% de taxa sobre o produto, então quando for declarar esses produtos eu deve colocar o preço sem as taxas no caso sem os 25% ou valor total? Eu posso levar bebidas compradas na loja duty free aqui do país aonde estou e passar pela alfandega sem nenhum problema?




  310. Mário Diz:

    Melhorando…=)

    Vivo no exterior quase 6 meses e pretendo voltar para o Brasil em Dezembro. Até agora comprei aqui um laptop e um PS3. Minha duvida é a seguinte, comprei meu computador e um PS3, mas aqui aonde moro o valor total do produto inclui o valor do produto mais 25% de taxa sobre o produto, então quando for declarar esses produtos para alfadega eu devo colocar o preço sem as taxas? no caso sem os 25% ou valor total com os 25%?
    Eu posso levar bebidas compradas na loja duty free daqui do país aonde moro e passar pela alfandega sem nenhum problema?




  311. Mário Diz:

    Esse computador com taxas daqui é $1000 dolares e o PS3 é $500. To querendo levar o PC numa mochila e alegar que é de uso pessoal, mas mesmo assim isso me preocupa…Eu posso só declarar o notebook e tentar deixar passar o PS3 que vai estar na minha mala? eles vão revistar minhas malas? O pessoal da alfandega do RJ-Galeao sao bem rigorosos?




  312. Mário Diz:

    Irei sair da europa no final do ano e chegar no Rio no dia 01/01/2010 as 7:30 am. Isso influencia em alguma coisa?




  313. alessandra Diz:

    Ola ..voltei..kk..quero confirmar q entendi uma coisa!se eu levar um microfone no valor de $750 ,entrar na fila de nada a declarar e eles me pegarem eu pago apenas $250 ?
    por eu morar aqui muitos anos (sou residente)eh so provar q eles nao embaçam comigo?…muito obrigada!bjs




  314. Ricardo Diz:

    Olá, tenho uma dúvida.
    Quando você disse: “todas as vezes que declarei meus computadores ninguém questionou o restante que estava nas malas, e eu tive o desconto integral da cota, mesmo com DVD Players portáteis, câmera fotográfica, HD externo e uma série de outras coisas nas malas (todas dentro da cota, claro”

    isso significa que você declarou (por ex.) US$ 700 do laptop, pagando imposto de 50% sobre os US$ 200 excedentes e nada foi questionado a respeito do que estava dentro da mala?

    No caso então o que estava dentro da mala estava FORA da cota, não é verdade?
    Desculpe por perguntar dessa maneira, mas eu quero entender pois estou pensando em usar a mesma estratégia.
    Obrigado!




  315. Ricardo Diz:

    Esclarecendo mais: estava FORA da cota pois sua cota de US$ 500 já tinha sido usada com o laptop.
    Portanto, fazer dessa forma é uma boa? Estou levando HD externo, Ipods, etc… Todos eletrônicos “pequenos”…




  316. alessandra Diz:

    Gente viajo depois de amanha , alguem pode me responder por favor!desculpe eh q estou mais atrapalhada do q o normal..kkk..tks. beijo




  317. Fernando Diz:

    Alessandra… Pelo que eu tenho lido na internet sobre isso.. se você só tem esse microfone comprado fora.. e ele custa 750 dolares.. Se voce nao declarar e eles te pegaram.. voce vai pagar 100% do que exceder a cota de $500, ou seja, se custa 750 dolares.. voce vai pagar 100% de 250.. ou seja.. 250 de imposto.. se voce declarar.. paga 125! Espero ter esclarecido!




  318. Alexandre Diz:

    Primeiro gostaria de dar os parabéns!!!
    é verdade q hoje em dia eles não tão pegando mt no pé dos notebooks??? estou nos eua e vim passar 6 meses aqui estudando, ai comprei um ps3 e um notebook, qual a dica que você me daria para passar na alfandega…
    obrigado!!




  319. Yalli Oliveira Diz:

    Alexandre, Estou levando um notebook e um PS3 tambem. Tenho certeza que voce nao tera problema na alfandega, ja que estava estudando nos EUA.




  320. Alexandre Diz:

    obrigada. mas vc poderia me explicar um pouco + como eu devo fazer…




  321. Fernanda Diz:

    eu estou nos EUA e gostaria de levar um ps3,um notebook,uma camera digital e um mini projetor(do tamanho de um celular +ou-) alguem tem alguma dica para mim??




  322. Ricardo Diz:

    Não adianta!
    Tentei usar a “tática”descrita aqui e não funcionou.
    Declarei meu laptop e deixei um HD externo e um GPS dentro da mala.
    Eles viram e pediram pra tirar o que tinha na mala.
    Paguei imposto sobre tudo.
    Tive um amigo que tinha muito mais coisa do que eu, não declarou e passou tranquilamente pela alfândega!
    Não recomendo usar esse esquema de declarar a maior parte, laptop, tals.. e deixar coisas pequenas na mala.




  323. Amanda Diz:

    Olá,

    Estou indo para os EUA hoje a uma amiga pediu para eu levar 20 cabeças de bonecas (artesanato) e 10 pctes de tintura para cabelo. Terei algum problema para chegar lá com isto e passar pela alfândega?!

    Abraços e obrigada,




  324. Lucinha Lins Diz:

    Por favor alguém saber me informar se ao entrar nos U.S.A é preciso algum cartão de vacinação ou vacina especifica?




  325. pedro Diz:

    Ivan,
    Estou indo para os EUA em fevereiro e devo trazer vários componentes eletrônicos que devem ultrapassar os U$500, mas ficará abaixo dos U$800. Contudo, nenhum componente tem valor superior a U$500. Como devo declarar o excesso da cota?
    Tenho que declarar todas as peças?

    Estou voltando por Manaus, sabe como está a alfandega de lá? Final de semana é melhor? Mais tranquilo?

    Desde já obrigado




  326. carlos Diz:

    ivan gostaria de compra uma freza e um torno para trazer para o brasil mais gostaria de saber se tem alguma loja de maquina de ferrametaria para saber valores e como compra




  327. Bruno Diz:

    Olá Iva, primeiramente parabéns e obrigado pela ajuda e esclarecimentos que tem nos dado.

    A minha pergunta é a seguinte:

    Vim para o Canadá com o meu notebook que comprei no Brasil mas não declarei na saida do país. Tenho nota fiscal da compra no Brasil. Estou voltando daqui 2 meses para o Brasil e gostaria de saber o que eu deveria fazer nesse caso?




  328. Edson Oliveira Diz:

    Olá,
    Como fazemos para pagar a DARF se chegamos no sábado pela manhã, já que as agências bancárias não estão abertas??
    Obrigado
    Edson




  329. francinelma Diz:

    olá, bom dia estou em porto portugal , retorno amanhã para o Brasil saio de porto para lisboa e ficarei 3 horas no aeroporto até o embarque paa rio de janeiro e depois belém, posso desembarcar e ficar no saguão ? e onde farei alfandega, pois o período de permanencia de um voo para o outro do rio de janeiro para belém é muito rápido, pode me tirar essa dúvida?




  330. Roberta Diz:

    Ola!
    Quando estiver voltando para o Brasil estarei ha 10 meses morando nos EUA!
    Estou com 3 malas bem grandes, de eletronico eu tenho meu laptop (comprado no Brasil, mas nao fiz a declaracao pois estava atrasada no dia do embarque, porem tenho a nota do produto.), tenho uma maquina comprada aqui, um celulular, e um telefone (paguei 15 dolares)…
    Alem de muita roupa eu tenho 10 bolsas (todas minhas compradas aqui nesse tempo) e 6 carteiras.
    Na parte de baixo de 2 das minhas malas, existem um ziper, se eu esconder algumas coisas la, eu corro o risco deles abrirem?
    O que eles procuram quando as malas passam pelo raio x? apenas eletronicos?
    Me falaram que eles nao encostam na mala, e que eles nao abrem todas as malas, essa informacao procede?
    Grande parte dessas bolsas compradas, eu nao tenho mais cupom fiscal, foram compradas no inicio da minha viagem, e a maior parte nao existem mais no site. Como eles procedem nesse caso?
    Estou bastante nervosa principalmente pelo fato de serem 3 malas, desembarcando de Miami!
    Voce sabe que hora troca o turno dos policiais da alfandega?
    Obrigada!




  331. Andre Diz:

    Nunca tive problemas ao passar pela alfandega. Sempre declaro que não tenho nada e viajo umas 5 vezes ao ano para o mundo todo. Mas me preparo para passar por eles, pois me visto como mendigo e, apesar de ser modelo, sou negro e isso conta pois eles nunca pensam que eu teria dinheiro para comprar coisas caras.




  332. Dalton Bezerra Diz:

    Oi galera,

    Eu queria pedir a opnião de alguem que ja tenha passado por isso.

    Vou agora em Abril pra casa da minha mãe nos EUA e estou querendo trazer meu computador que está lá aqui para o Brasil. (é um computador de mesa daqueles grandões e pesados então nao pode ser como bagagem de mão.)

    Queria uma ideia de como empacotar ele, se eu envio por UPS ou coloco no avião mesmo. E que peças eu deveria retirar de dentro dele e levar como bagagem de mão. (o HD por exemplo estraga se passar pelo raio-x não é, ou eu li errao.) Deixem comentarios por favor.

    Obrigado.




  333. Gabriel Diz:

    Ola, me tirem uma duvida. Vou agora em maio para Miami, Orlando e NY e pretendo trazer, de eletronicos, uma TV LCD de umas 32″ ou 37″ e um notebook. Como faco pra trazer esses equipamentos de forma a nao danifica-los? (ja que tao frageis). Outra coisa, em qual desse lugares (e que loja) seria melhor pra comprar isso?
    Obrigado.




  334. Dalton Bezerra Diz:

    Gabriel dá uma olhada no http://www.newegg.com, http://www.tigerdirect.com, http://www.compusa.com, http://www.amazon.com (se você tiver como comprar online, esses sites são bem baratos. Eu gosto muito deles e geralmente os produtos que eles vendem sempre tem comentarios dos compradores, aconselho eles.)
    Se nao tiver como comprar online quando estiver por lá, pode ir na Walmart, na CompUSA, tem o BestBuy também. Quanto aos cuidados que você deve tomar, eu também não sei como você pode ver no comentario acima do seu =p. Não esquece que na hora da compra eles sempre cobram uma taxa de 6% ou 8% em cima do valor do produto então não estranhe se na nota fiscal o preço sair mais alto que na prateleira. (Pelo menos no estado da Florida, não sei quanto a NY) É coisa padrão então não tem como fugir hehe. abraços.




  335. Gabriel Diz:

    Fala Dalton, valeu as dicas. Eu pretendo mesmo comprar isso la pessoalmente nas lojas, por isso perguntei sobre qual seria o melhor local para a compra. Nao entendi bem o que disse quanto aos cuidados que devo tomar!!! Sera que a empresa aerea despacharia como fragil um TV e se responsabilizaria por isso? Outra coisa: sera que a Tv comprada nos States funciona perfeirtamente aqui no Brasil, ou tem alguma diferenca que necessitaria de uma alteracao/adaptacao aqui no Brasil?
    abracos.




  336. Dalton Bezerra Diz:

    A tv comprada nos EUA funciona perfeitamente aqui no Brasil, é o mesmo formato NTSC, só nao sei quanto a voltagem. É bom você dar uma checada na voltagem na hora de comprar. Sobre o despacho, acho que a compania aerea despacharia como fragil sim (aconselho colar um monte daqueles adesivos que tem escrito fragil) porem eles apenas se responsabilizarão por danos ao produto caso voce faça um seguro antes da viagem. (sobre esse seguro que voce faz para proteger seus produtos eu não sei bem como funciona, mas eu sei que ele existe.) Sobre os cuidados que voce deve tomar, eu acho que se der voce pode deixar na caixa original mesmo e so preencher os espaços vazios com aqueles sacos bolha, roupa, sei la do jeito que voce achar que fica mais protegido.




  337. marly fernandes Diz:

    Boa Noite Ivan, gostaria que vc me esclerecesse sobre os procedimento de importação como: estou em processo de negociação de compra de 5 pares de sapatos, com uma loja de calçados nos EUA, no valor de aproximadamente de $ 150,00 dolares. Gostaria de saber se vou pagar algum tipo de impostos alfandegário no Brasil.?
    E também saber sobre como funcionará a entrega destes produtos em minha residencia, já que a loja que está me vendendo diz que a entrega da mercadoria será por VIA USPS ( como funciona este tipo de envio?). A minha maoir dúvida é saber se a entrega será feita em minha residencia ou terei que fazer procuração nos correios ou na alfandega? Por favor aguardo retorno, preciso muito destas respostas…grata …abraços




  338. Junior Diz:

    Pessoal, é importante ressaltar que não existem agentes da Polícia Federal na alfândega. São inspetores da Receita Federal do Brasil. A diferença é que os primeiros fazem sua imigração e os segundos fazem seu desembaraço aduaneiro.




  339. andre Diz:

    Ola Ivan, minha duvida é sobre o seguinte, eu moro na Espanha ja a mais de 2 anos, trabalho como musico e tenho alguns intrumentos percussivos e eletronicos como uma bateria eletronica, o fato de ser mais de 2 anos influi em algo na hora de declarar os bens, ha alguma chance de eu ser isento dos impostos no caso dos meus intrumentos eletronicos no caso? obrigado!!




  340. andre Diz:

    ah otra duvida tambem, quando eu sai do Brasil eu trouxe comigo um pedal profissional de bateria mas nao fiz declaraçao de saida mais mesmo por nao ter me informado direito, mas levo comigo a nota de compra dele feita ai no Brasil, isso serviria de algo ou estou condenado a pagar se levo ele devolta comigo para ae? brigadao!




  341. felipe Diz:

    Parabens por fazer um texto tao bom.
    ele tem versao para impressao?
    brigado tchau




  342. Tom Diz:

    ESTOU INDO APRA OS EUA DE NOVO SEMANA QUE VEM, GOSTARIA DE SABER QUAL DAS ALFANDEGA E MAIS “TRANQUILO” PARA A VOLTA POIS TENHO DISPONIBILIDADE DE VOLTA POR QUALQUER UM DOS AERPORTOS (GUARULHOS, RIO DE JANEIRO E MANAUS) SÓ QUERIA ARRISCAR NDA A DECLARAR EM UMA ALFANDEGA MAIS TRANQUILO VOLTEI DA ULTIMA POR MANAUS R FOIS SUPER TRANKS SENDO QUE UNS AMIGOS MEUS FIZERAM MEDO EM MIM ESSES DIAS, ME AJUDEM AI QUEM VIAJOU RECENTEMENTE OBRIGADO!




  343. Ricardo Costa Diz:

    Prezado, estou em Orlando e no retorno para o Brasil estarei levando uma consideravel volume de itens, entre relogio, oculos, perfumes… Estou muito preocupado quanto a alfandega. Gostaria de sugestoes de como embalar isso na mala e tambem de me informar sobre qual Alfandega eh mais facil de passar, Guarulhos ou Manaus??? Agradeco a atencao e parabenizo pelas informacoes




  344. eliel Diz:

    se eu comprar uma tuba(isntrumento musical) no valor de 4000dólares, quanto q ela ficará pra mim no final, com tarifas fretes e tudo que for legal




  345. SHEILA Diz:

    Gostaria de saber qto oculos com sua caixas e relogios e perfumes posso trazer, sem ter muitos problemas??




  346. Ivan Franco Diz:

    Bom Dia Ivan (meu xará).
    Parabens pelo site, bastante esclarecedor.
    Uma perguntinha rápida, estou nos EUA a passeio e pretendo comprar uma TV de LCD que custa aproximadamente 499 Dolares + impostos.

    Qual será o valor a ser declarado ? O Total (produto+imposto) ou apenas o valor do produto (499,00) ? Se for somente do produto, fica abaixo da cota de 500 dolares, mas para evitar aborrecimentos na fila, devo pegar a fila de bens a declarar e lá apresentar a NF da TV ? Ou já pega a fila de nada a declarar direto ?
    Outra pergunta, qual é a melhor forma de levar a TV pro Brasil ? Posso envia-la no bagageiro do avião como uma bagagem comum ?

    Abracos.




  347. Leandro Diz:

    Ivan eu estarei indo para o Brasil agora em dezembro e levarei alguns presentes para familiares incluindo PS3, Xbox 360 e Iphone 4. Eu moro nos EUA e vou de visita ao Brasil de 1 a 2 vezes por ano mas normalmente nao levo nada mais do q roupa, dessa vez estarei levando esses eletronicos. Minha pergunta ‘e se eu tenho que declarar esses produtos que eu estou levando para familiares ou nao sera necessario. Agora fiquei preocupado com essa taxacao ai pq a comprinha pode terminar muito cara… Obrigado!




  348. MAURICIO-USA Diz:

    IVAN E PRIMEIRO LUGAR LHE AGRADECER PELO MAGNIFICO TRABALHO, DEDICACAO E PACIENCIA NESSE SEU SITE. COMO TODOS TBM TENHO MINHA DUVIDA E GOSTARIA QUE VC COM SUA EXPERIENCIA PODESSE ME AJUDAR.
    SOU REDITENTE AQUI NOS USA. EU E MINHA ESPOSA QUE E AMERICANA ESTAMOS INDO PARA O BRASIL NO FINAL DO ANO, COMPREI MUITAS COISAS PARA LEVAR DE PRESENTE, ATE PQ VC DEVE SABER QUE AQUI TEM O DIA DE ACAO DE GRACAS E O BLACK FRIDAY ONDE AS COISAS SAO BEM BARATAS, POREM ESTOU LEVANDO MEU NOTEBOOK QUE EMBORA COMPREI NA PROMOCAO AINDA ASSIM ELA PASSA DA COTA, O NOTEBOOK E MEU JA TEM TODOS MEUS ARQUIVOS NELE, POREM E NOVO OU SEJA NAO TEM UM ANO QUE COMPREI, TERIA ALGUM PROBLEMA EM LEVA-LO? TBM QUERO SABER SE POSSO LEVA-LO DENTRO DE MINHA BAGAGEM DE MAO PQ NAO QUERO CARREGAR VARIAS SACOLAS. OUTRA PERGUNTA E QUE COMPREI UMAS LANTERNAS DE 14 DOLLAR E ESTOU LEVANDO UMAS 40, PODERIA EU DESMEMBRAR ESSAS LANTERNAS ENTRE AS MALAS MINHA E DE MINHA ESPOSA?
    A QUESTAO DE EU ESTAR INDO APENAS A PASSEIO ME AJUDA EM ALGUMA COISA NA ALFANDEGA?
    DESDE JA LHE AGRADECO PELA RESPOSTA.
    OBRIGADO




  349. MAURICIO-USA Diz:

    Ivan aproveitando que vc ainda nao respondeu minha pergunta de cima, gostaria de saber sobre roupas, pois com essas promocoes aqui de fim de ano comprei um monte, estou levando as malas cheias de roupas, tirei os precos mas nao tirei as etiquetas, dentro da sua experiencia, voce acha que se eles abrirem minhas malas por algum outro motivo, poderei ter poblemas com as roupas??

    obrigado de novo.




  350. Mateus Diz:

    ivan olha é o seguinte :
    to qerendo trazer de Miami uma guitarra no preço de $450 e mais uns acessórios pra guitarra q no total de acessórios da $336,40 quero saber se a guitarra e os acessórios estão inclusos na cota de eletronicos .




  351. Castro Diz:

    Prezados, tenho uma dúvida que gostaria de solucionar.

    Meu pai conseguiu o Green Card e o Social Security há uns 3 meses e ele vive nos EUA há 10 anos.
    Como agora, com o Green Card ele tem toda segurança para viajar, ele quer vir para o Brasil fazer alguns shows, pois ele é músico.
    A questão é a seguinte: Ele pode trazer os equipamentos de música sem ter que pagar impostos quando chegar aqui no Brasil?
    Ele iria trazer: 1 Contrabaixo, 1 Guitarra, 1 Amplificador pequeno, 5 Pedais numa caixa.
    Saindo dos EUA ele pode declarar que isso é instrumento de trabalho, algo do tipo?

    Obrigado pela atenção.




  352. JAIRO Diz:

    Ola, parabens pelo site, nota 10, estou indo para MIAMI e NEW YORK comprei uma tuba que custou $5.500 dolares, nas novas regras da receita federal, c conseguir provar que é musico e que foi tocar este instrumento la não paga nada de impostos, mas estou com duvidas de o que eles vão pedir para provar que fui tocar, c só um contrato resolve, ou precisa de mais, obrigado




  353. Fernando Diz:

    Olá, primeiramente parabéns pelo site!

    Gostaria de esclarecer sobre algum detetor de metais na alfândega.
    Pois estou afim de declarar meu MacBook Pro, mas levar nos bolsos 2 Iphones 4GS.
    Pelo que li, você disse que nunca passou por revista ao declarar nem detetor de metais.
    Correto ? O que acha da idéia?

    Obrigado.




  354. Isabela Diz:

    Moro na europa mais de 4 anos e tenho documentos k comprovem , estou indo para o Brasil e vou fazer lisboa x minas Gerais direto e tenho dois notebook de meu uso, e queria comprar mais um notebook daqueles de crianca para presente… Bom tenho que declarar??? o que faco??? ha e tb
    vou levar roupas de marcas, tenis e essas coisas tem algum problema???




  355. Matheus H. S. Diz:

    Parabéns pelo blog, tem muita informação útil!
    Gostaria de saber se você poderia me tirar uma dúvida.
    Eu terei algum problema legal se viajar 2x por mês aos EUA e a cada vez trouxer pro Brasil uma quantidade até o limite de $3000 em eletrônicos, sendo no máximo 3 unidades iguais, mesmo pagando a taxa de 50% à alfândega?
    Valeu!




  356. CLÉDEM M.M. Diz:

    É MUITO UTIL SEU BLOG UMA PERGUNTA QUERO FAZER COMPRAS ONLANE NO EXTERIO MAIS A PROBABILIDADE DEU SER TAXADO É GRANDE VC TEM UMA BOA DICA OU UM MEIO DE BULA A ALFANDEGA POIS ATAXA É 60% DO VALOR DA MERCADORIA .RESPONDA PELO EMAIL FICO MUITO GRATO!!




  357. Eduardo Diz:

    Não sei se é por aqui que pergunto, mas gostaria de saber se eu for para Miami tipo uma vez por mês comprar a muamba, se a receita tem os registros de minhas entradas no brasil.
    Quero comprar cremes, relógios, roupas, tênis e perfumes.




  358. Allyne Diz:

    Ivan, cheguei dos EUA no dia 06/05, declarei e paguei o DARF do meu iPad. Acontece que eu perdi o recibo de pagamento e estou indo para a Argentina amanhã. Acha que ele pode ser tarifado novamente quando eu voltar?




  359. Rodolpho Diz:

    Ivan, meu irmão vai ao Estados Unidos dia 29 de junho e vai trazer um ipad 2 16gb 3g e gostaria de saber como ele faz para não ser pego na alfândega, ele tem de esconder no fundo da mala????? kkk.
    outra pergunta: se ele comprar pela site da apple o IPADchega no hotel dele sem preblemas??? até porque pagar + 60% do ipad 2 fica brabo né? kkk
    desde ja obrigado!




  360. ISRAEL Diz:

    gente, pensei em comprar 10 camisas dos EUA através de um site, sabe como é,quiz economizar us $. Em real ficou 300,oo. Mas pra minha revolta absoluta e pra me fazer sentir-me o mais idiota dos idiotas, fui ao correio buscar minhas tão sonhadas camisas. Tomei um pau de mais 150 reias. 60%. Me a judem. tem como não pagar esses benditos 60% ?




  361. patricia Mello Diz:

    Por favor eu gostria de saber se playstatio3 entra na cota de 500dolares e tablets, e aqueles mini notebook sem hd…????entram na cota de 500dolares…obrigada




  362. Ivani Diz:

    Olá Ivan !!!
    Parabéns pelo site muito bom…
    tenho uma duvida, minha filha está voltando de Orlando sabado, está trazendo um video game, uma maquina digital e uma filmadora que passam a cota sei que terei que pagar ! ai a duvida vou estar do lado de fora esperando ela, ela pode sair para pegar o dinheiro, os protutos ela pega na hora ou fica preso na alfandega até o pagamento ??? obrigada




  363. Lima Diz:

    Ola querido!
    Sou brasileira e com cidadania americana residente nos EUA. Indo ao Brasil de ferias quanto poderia levar em dinheiro?
    Obrigada.




  364. Camila Diz:

    Oi Ivan,
    no final deste mês estou indo viajar pros EUA pela primeira vez e… claro, como boa brasileira também quero aproveitar meu passeio e trazer eletronicos tão sonhados e desejados….
    Andei pesquisando e vi que as regras mudaram um pouquinho e que agora celular e maquina digital nao precisam ser declarados….pois são considerados de uso pessoal! É assim mesmo?
    Porque a situação é essa: quero trazer 2 iphones (um pra mim e um pro meu pai)
    1 ipad (pra mim)
    1 máquina digital

    Será que da pra passar um celular e o ipad comigo, e a máquina?
    e o outro iphone entra na cota!




  365. Raphael Diz:

    Vou para os EUA, passar 3 meses para estudar inglês, e quero levar meu Desktop, gostaria de saber como é feita a declaração deste, se é item por iten, ou só o valor do montante geral?




  366. Maicon Diz:

    Olá tudo bem, parabéns pelo site…
    Estou querendo ingressar no ramo de importações…Viajar por encomenda, por exemplo uma pessoa compra uma determinada guitarra eu vou lá, busco e trago como se fosse minha…no caso eu vou abrir mão de uma mala pois vou trazer a guitarra no case para garantir a integridade física dela…
    Vc acha que posso ter problemas na alfândega??…
    Vou trazer um instrumento por vez apenas, e pretendo fazer o Check out de madrugada, pois já me falaram que é mais tranquilo…




  367. Natalia Diz:

    Olá, vou para Orlando pela primeira vez,e tenho varias perguntas hahaha.
    1 – Eu queria comprar um Iphone lá, vale a pena ou não?
    2 – Se eu compra um Iphone e um Notebook a soma dos dois preços tem que dar 500 dolares o preço da cota, ou não?
    3 – Eu vou com mais 3 pessoas para lá, cada um pode trazer um notebook diferente, ou não?
    4 – é melhor nós irmos para a fila de bem a declarar, e declararmos todos eletronicos que compramos lá? Me ajude não entendo essa questão, tenho medo de perder os eletronicos na chegada ao Brasil.

    Obrigada, e espero a resposta!




  368. Ramon Ítalo Diz:

    Olá, eu vou viajar pra Disney no fim desse ano e meu pai vai me dar um MacBook Pro, que vou comprar lá! Esse é o problema, como eu faço pra trazer?? Meu cunhado falou que como eu vou pra Disney, eu posso vim com roupas de lá, tipo do pato Donald kk e coisas assim. E devido a isso, os “carrascos” vão ver que eu fui apenas pra passear e não comprar. Qual a dica q vc dá? Ou entao eu comprasse algo que n excedesse tipo um ps3 e declarasse apenas ele, e enchesse o Mac de fotos e arquivos e programas… o que vc acha?




  369. Cristiano Diz:

    Allyne Diz:
    May 19th, 2011 at 10:02 pm

    Ivan, cheguei dos EUA no dia 06/05, declarei e paguei o DARF do meu iPad. Acontece que eu perdi o recibo de pagamento e estou indo para a Argentina amanhã. Acha que ele pode ser tarifado novamente quando eu voltar?

    —–

    A essa altura a colega já retornou, mas deixo aqui a informação que recebi do fiscal da Alfândega quando registrei o meu iPad e perguntei sobre futuras viagens: Uma vez que você pagou os impostos, seu iPad está legalizado no Brasil e pode trafegar sem ser tributado novamente na Alfândega brasileira, mesmo se for emprestado a outras pessoas que forem viajar. Para não ser tributado novamente sobre o mesmo aparelho, a maneira mais prática é o portador estar com uma cópia do DARF pago junto do equipamento.

    Na falta do papel também é possível passar sem pagar bastando informar ao fiscal o CPF de quem pagou o DARF na entrada do aparelho. O fiscal vai pedir para aguardar, vai buscar o CPF no sistema, conferir o número de série do aparelho com os dados do cadastro e, estando tudo certo, vai liberar esse aparelho da contagem de bens, valores e cota, continuando o passageiro ao procedimento normal com seus demais itens.




  370. Fabio Diz:

    Olá,

    Em dezembro de 2011 eu irei para orlando com meus pais e minha irma (4 pessoas) e eu trarei um kit guitar hero 6 superbundle que vem a bateria, guitarra e microfone para playstation 3 no valor de R$120,00 e um laptop no valor de US900,00, porém eu nao quero declarar. Minha ideia era declarar o kit do ps3 que nao passa a cota e o laptop levar em uma mala de mao. Sera que se eu levar o laptop na mala de mao, eles vao querer passar no raio-X? Nao tem com eu alegar que eu comprei no Brasil? Abraço




  371. Kaue Diz:

    Estou indo para Orlando na segunda quinzena de Outubro (se Deus quiser), e gostaria de trazer um Imac de lá… é muito difícil? Afinal, ele é meio grande… Obrigado




  372. Kaue Diz:

    Quanto a pergunta a cima, não é mais fácil, eu pagar o imposto de outro produto (mais barato) na fila ” a declarar”, e deixar o Imac passar desapercebido, ou você não me aconselha isso?




  373. Gabriel Diz:

    Acho válido dividir a minha experiencia para os demais viajantes.

    Em fevereiro desse ano retornei de Dallas/TX para Brasilia vindo atraves de Miami, o que me assustou bastante pela fama de muambeiros dos brasileiros que vão pra Florida :)

    Eu devia ter uns 650 USD no total (PS3 de $400 + jogos) mais um Galaxy S de 500 dolares para um amigo no bolso e fui pro “nada a declarar”. o problema é que perderam uma mala minha – cheia de livros e roupas – em Miami e, por isso, fiquei esperando um bom tempo para reclamá-la antes de passar na alfandega, sendo assim o ultimo passageiro do voo a passar. Nao vi pararem ninguem, mas honestamente, nao prestei muita atenção: tava irritado com a questão da mala. Vi que o fiscal fazia perguntas a todos, porem.

    Na minha vez, um cara da AA ( cia que perdeu minha mala) foi comigo entregar ao fiscal um documento comprovando que perderam uma mala e o fiscal me perguntou se eu havia comprado algo. Eu disse “um videogame” e ele completou “isso da o que? uns 300?” e eu respondi “foi mais… foi 400″. Ele entao me liberou na boa.

    Confesso que ja fui meio no “foda-se” nessa hora pelo stress, mas acho que ter sido sincero ali na hora ajudou – era meio obvio que se gastei 400 num videogame eu deveria ter gasto mais 100 em outras coisas. Mas nao deve ser muito parametro pq eu era o ultimo e ele viu que eu tava puto com a questao da mala.

    To indo pros EUA de novo agora e pretendo comprar só roupas e coisas que nao ultrapassarao a cota. A ansiedade nessa hora pode tornar a longa viagem bastante desgastante. Mas acho que, não sendo espalhafatoso em termos de tamanho e quantidade de malas e nao aparentando muita tensao, vale tentar passar direto.




  374. jefferson Diz:

    ola, gostaria d tirar uma duvida estou em lisboa a um mes e voltando para o brasil, e gostaria d levar 2 xbox 360 e 1 wii sem as caixas tudo benm embrulhadinho e misturado as roupas. sera facio eu ser barrado na ofandega? tudo isto esta indo em uma unik mala de tamanho medio. ivan vc me daria algum conselho??
    vlw aguardo resposta.




  375. Arthur Brito Diz:

    olá..

    Gostaria de esclarecer uma dúvida..

    Estarei indo para San Antonio,TX farei uma volta no texas em varias cidades e em Nuevo Laredo no México.

    Preciso saber se posso levar minha camera uma HX100 da sony..
    Ela custa uns 500dolares..porem comprei no paraguay..

    1- será que posso apresentar uma nota do paraguay? sendo que não paguei imposto?

    2- Ou devo leva-la sem nota? se sim tem como declarar a ida dela sem nota?

    3- ou devo leva-la somente se estiver legalizada a vinda dela do paraguay?

    tem alguma ideia de como posso proceder???

    ela está nova, nao quero deixar nem ter que comprar outra lá…

    valeu pelo site…

    sucesso pra vcs…




  376. manuel Diz:

    ola sou portugues e vou de ferias para o brasil levo presentes mas dentro do valor dos 500 dolores,acompanhado das facturas da compra,gostaria de saber se posso levar meu computador que custou 250 euros e minha maquina fotografica dsl que custou 1100 euros com as facturas de compra,obrigado.manuel




  377. manuel Diz:

    esqueci de perguntar se posso passar sem declarar nada?




  378. katlen Diz:

    oi joia? quero sabe uma coisa eu moro na espanhaa 6 anos e estou indo pro brasil em dezembro e quero levar minha televisao de 42 polegadas..posso leva ela em uma mala para despachar? ela è do meu uso eu tenho que declarar? se eu declaro qnto pago? obrigada..




  379. Carol Diz:

    Estou indo para Açores-Portugal, Lisboa-Portugal, La Coruna Espanha
    Gostaria de saber quantos quilos de roupa pode levar na mala normal e na mala de mao ?
    Se eu levar meu Netbook eu vou ter que declarar ?
    Muito obrigado pela atençao




  380. Augusto Diz:

    Fala galera. Cheguei ontem dos Eua e já compartilhei minha experiência em outro fórum desses.
    Fui pros Eua e fiquei por dois meses por lá. Como tenho dupla nacionalidade Portuguesa e Espanhola, não precisei passar por entrevistas, só fiz o procedimento necessário para dar entrada na América, “o que já é um baita passo”.
    Comprei muita coisa nesse tempo que fiquei no país. Levei um total de 25 mil reais e gastei tudo. Levei vida de marajá nesses dois meses.
    Na volta, já sabia que teria problema na alfândega, por esse motivo despachei tudo na minha bagagem. Levei uma mala e uma mochila e voltei com uma mala e uma mochila, fiz caber tudo dentro dela. Algo que percebi e vale à pena compartilhar, quando você vai para fila do “nada a declarar” você não pode transparecer nervosismo. No momento que você chega já tem gente te observando. Seja o mais natural possível, como se não tivesse nada acima dos 500 dólares dentro da mala, nessa hora tem que ser ator, pq o fiscal vai perguntar. Se ele notar que está mentindo, já era, ele te manda pro raio-x e ai camarada, além de pagar a taxa em cima do que comprou, você paga uma multa por ter mentido e vai sair bem caro. Sem falar que ele vai ser ofensivo contigo após a descoberta, então seja o mais natural. Pois bem, trouxe de lá roupas, tênis, óculos, 6 ipod, 2 iphones, 1 xbox, victoria secrets, perfumes e uma câmera canon, que só ela dava um total de 4.000 dólares!
    Peguei a mala, passei no free shop e comprei umas coisinhas, só pra fazer um H. A câmera, trouxe na minha mochila, na bagagem de mão, o iphone também e 1 ipod.
    Galera, passei tranquilamente, sem verificação, sem nada. Eu sabia que poderia dar uma merda absurda e ter que pagar por tudo isso, e eu nem tinha mais $$ pra pagar, mas fui na cara e na coragem!
    Agora uma dica que vale ouro. Uma senhora que estava na minha frente estava com 4 malas e a moça que estava com ela, com 3, sendo que elas ficaram lá por um pouco mais de 1 mês. Resultado, raio-x.
    Uma dica: Se for com uma mala, volte com uma mala, se trouxer muita muamba, despacha com a mala, nunca leve a mostra, pq eles param na mesma hora!
    Sempre leve contigo o produto que você comprou e que não excedeu os 500 dólares. Ele vai perguntar, você gastou quando nisso, você diz o valor ou mostra a nota. A minha câmera ficou dentro da mochila, o iphone e o ipod no bolso. Sempre vai no meio da do povo, nunca seja o primeiro, fica no meião pra ver mais ou menos como funciona e não se entregue. Em abril estou voltando e vou trazer um ipad e um macbook, vamos ver se dará tudo certo.




  381. Jonathan Diz:

    No caso de eletrônicos na bagagem não acompanhada, como fazer para não correr o risco de não ser furtado por alguém no longo percurso entre companhias aéreas, transportadoras e etc?




  382. Márcio Diz:

    Olá pessoal,

    Acabei de voltar ontem pela quarta vez este ano dos EUA e fui parado pela primeira vez das minhas diversas viagens e rodei cai no raio X com 19 relogios, ipad etc… ficou lá apreendido num total de U$3.500 gostaria de saber se tem como eu pagar o valor agora nos próximos dias e reaver toda mercadoria ou não tem mais como. Gostaria de saber da experiência (negativa) de alguém ou conhecimento jurídico de alguém que possa me ajudar.
    Obrigado




  383. Júlia Mateus Diz:

    Olá!!!

    Tenho duas dúvidas! Volto em fevereiro dos EUA, de LA, porém paro em Lima, faço o Check in e embarco novamente. Desço em Porto Alegre. Por ser POA, tem mais fiscalização do que em SP, que tem um número maior de pessoas? E por vir de Lima? Além disso, chego as 6h da manha, será que isso irá me ajudar??? Muito Obrigada!




  384. Thaís Diz:

    Pretendo comprar uma câmera no Canada que custa mais ou menos $650 e com as lentes o total da $770. Gostaria de saber se eu tiver que pagar os impostos as lentes também entram no cálculo. E se eu disser que trouxe a câmera do Brasil, você acha que terei de pagar mesmo assim os impostos? O que você faria?

    Obrigada!




  385. Piloto Diz:

    Se eu trouxer essa bicicleta lá de fora:http://www.chainreactioncycles.com/Models.aspx?ModelID=65308 oque faço?
    Não declaro?(uma economia de quase 13000 reais para o preço brasileiro)
    Como posso transportá-la?
    Posso declarar como sendo de uso pessoal já que é um produto esportivo?
    grato!




  386. Gabriel Lima Diz:

    Bom dia, irei comprar um kit de fotografia no ebay que é grande, possui camera, 5 lentes, flash mochila e mais algumas coisas, e irei mandar para casa da irmã de minha tia, que mora nos eua, casada com um americano e possui green card….o valor do kit é de 1.600 dolares…..será que teria algum problema ela traser para mim?…qualquer coisa eu pediria para ela tirar algumas fotos com a maquina antes…dela com o marido e tal….




  387. Ariel zz Diz:

    Oi. Estou no estados unidos por intercambio de 1 ano. Queria saber se por ter ficado 1 ano alguma coisa muda quanto a alfandega. Outra coisa. Quando vim para os eua trouxe meu notebook, mas a tela dele quebrou e aqui se paga caro demais para arrumar, ow seja, vou levar pq irei usar ele como servidor colocando um monitor qualquer. Isso aconteceu bo meio do ano passado e comprei um mac book pro pq nao podia ficar sem pc. Como vcs acham que seria melhor? Levar o mac na mochila demao e o pc fodido na mala ow levo os doisna mochila? Quando eles tema dam para a filavermelha eles passam todas as malas no raio x? Voltarei com duas malas ate pq iquei aui 1 ano.




  388. Amanda Diz:

    Ola!Estou voltando para o Brasil com um notebook e um tablet. somados dao 800 dolares, mas usei o note pelos dois meses de trabalho que fiquei aqui.
    Voce acha que tem como eu passar sem declarar?
    e se me pegarem eu pago imposto em cima dos 800 ou so de 300 que excederam os 500?




  389. Mike Madeira Diz:

    Primeiramente parabéns pelo site.

    Eu respeito os profissionais que estão realizando os seus trabalhos, afinal foram contratados para isso.
    Eu costumo comprar do Peru camisas das marcas Tommy e Lacoste. Compro em torno de 150 peças para revender aqui no Brasil. Eu costumo tirar a etiqueta e só trago uma mala. Eu gostaria de saber se corro risco de perder a mercadoria, trazendo apenas uma mala e somente roupas sem etiquetas?




  390. Rafael Diz:

    Olá dia 10 de abril estou parqtindo pra New york, sera q se eu vier com 2 malas, mais uma de mão e uma mochila, tenho grande chance de ser parado pela receita? Nos aeroportos de SP são mais tranquilos? abraço




  391. Maia Diz:

    Vou fazer um intercâmbio de 6 meses no canada e gostaria de saber se terei que pagar o imposto quando voltar caso compre alguns eletrônicos para uso pessoal durante a estadia lá (Laptop, video-games,celular,etc…).




  392. Max Oliveira Diz:

    Ola. li algumas coisas em seu site mas ainda encontro algumas duvidas. Moro no Reino Unido a alguns anos, mais de dois, sou legal e casado.Estou voltando ao Brasile quero levar comigo as coisas que adiquiri por aqui, tipo camera fotografica, tablet, laptop, xbox. kindle, esse tipo de coisa, A maioria ja tem mais de seis meses. Como declarar? OBRIGADO, SEU SITE TA D+




  393. Gabriella. Diz:

    Olá,

    Gostaria de saber como proceder no caso de eu estar levando um notebook para os EUA nas férias de julho. Devo declará-los? (se sim, isso será feito no Brasil ou nos EUA?) e na volta da viagem, devo declará-lo novamente?




  394. Rodolfo Diz:

    Ola, o que acontece se eu preencher a DBA e mesmo assim pegar a fila de nada a declarar e caso seja convidado a passar na fila de bens a declarar, aí sim mostrar minha DBA como se eu já fosse seguir o caminho de declarar ?




  395. Victoria Diz:

    Boa tarde,

    Meu nome eh Victoria estou fazendo um intercambio em Dublin (Irlanda) ha quase 3 anos. E vou voltar este ano para o Brasil. E gostaria de comecar a mandar por correios, roupas e objetos pessoais (nada de eletronico) por correio. Uma amiga me aconselhou a fazer um atestado de residencia na embaixada brasileira e anexar na caixa de correio e a minha passagem de volta para que nao corra risco de pagar impostos na chegada dessa caixa no Brasil, isso procede? o que voce saberia me dizer sobre isso? obrigada
    Victoria




  396. Simone Diz:

    Boa noite,
    Encontrei esse site maravilhoso e gostaria de tirar algumas dúvidas. Pretendo mandar umas quinze camisas da mesma marca para o meu irmão e primos que moram no Brasil, e ouví falar que tem que preencher uma declaração aduaneira e que para não pagar o imposto você tem que declarar que é presente. Sabe me informar como é que preenche essa declaração da aduaneira e onde é que tenho que informar que é presente?
    Desde já agradeço as informações.




  397. cristian silveira Diz:

    Boa tarde, encomendei para entregar na casa de um parente nos EUA um laptop da sony. É um vaio série E 14P. Por ser customizado, acabou custando uns 1200 dolares, mas a versao inicial que aparece quando se pesquisa o numero de modelo e tudo mais em sites americanos é de no maximo 800 dolares. Pergunta: na volta para o Brasil, na alfandega se eu não declarar o laptop e eles me pararem, eu devo apresentar a nota fiscal (que seria de 1200$)pagando entao mais 700$ de imposto, ou seria melhor eu não apresentar nota fiscal (já que é um laptop customizado), e quando eles procurarem pelo preço vao achar muito provavelmente por um valor muito mais barato (em torno de 800$)?? alguma dica, sugestão ou verificação se essa ideia é plausível? muito obrigado




  398. David Diz:

    Ótima matéria e gostaria de tirar uma dúvida com vocês, cheguei de viagem e tinha algumas notas comigo, trouxe duas malas de roupas diversas inclusive usadas, porém o fiscal me parou e reteve minha mercadoria, pois disse que eu estava trazendo uma quantidade superior ao permitido. Minha dúvida é: depois de ter minha mercadoria retida, eu posso entrar com alguma ação ou se tem algum meio de recuperar minha mercadoria? Desde já agradeço.




  399. Rodrigo Guerra Diz:

    Apenas uma observacao, os oficiais sao da RECEITA FEDERAL e nao da Policia Federal. Estes ultimos controlam trafico de entorpecentes, trafico de pessoas e orgaos humanos, e imigracao ilegal, entre outras coisas. A Receita Federal que cuida da Alfandega. No mais, otimo texto, desculpe a falta de acentos… teclado dos EUA. Abs.




  400. Pedro Diz:

    Existe alguma forma de arrumar a mala para que se disfarce o máximo possível o raio x? Por exemplo elétrico e complicado disfarçar, mais óculos? Pares de tênis? E outras cois tem como eu arrumar a mala de uma forma que se passar no raixi x vou ser liberado




  401. Leo Diz:

    Olá , eu vou para os estados Unidos em Julho ,vou cm uma escola de intercambio e gostaria de saber se fica mais fácil passar pela alfandega por conta da escola ?
    e pretendo comprar um S3 lá, se eu levar ele no meu bolso e baixar alguns arquivos,musicas,imagens,fica mais fácil dizer q tenho ele a mais tempo ? ou eles descobrem do mesmo jeito ?




  402. Silmara Diz:

    Vou viajar e comprar roupas para os meus 3 filhos, para mim e meu marido. Só vou com esse intuito. Devo declarar? Vou voltar por Manaus e dizem que lá e terrível, por isso estou pensando em declarar mesmo não trazendo nenhum eletrônico. Seria estranho?




  403. Rodrigo Diz:

    Se você tiver algum bem que deseja declarar, então preencha a ficha no avião.
    Quando chegar a hora de você escolher em qual fila seguir, atende se existe algum oficial fiscalizando.. Se não tiver, então vá direto para a fila de `nada a declarar`

    Voce tambem pode ficar ‘enrolando’ no dutty, até que todos já tenham saído. O oficial pode também não estar lá no momento.




  404. Amanda Diz:

    Oi, adoro o site de vcs. Mas sou meio lerda, to entendendo… aí já não entendi mais. Por tópicos:

    1 – apenas eletronicos entram nesse limite de 500 dolares? então coisas como roupas, perfumes, cremes, brinquedos, pelucias, canecas eu posso trazer a vontade? (com bom senso, claro)
    2 – eu levando aqui do brasil os meus eletrnociso de uso pessoal como celular, notebook, camera fotografica… vou ter problemas na volta se trouxer celular, notebook e camera novos? e mais os meus já usados? (não pergunto com relação ao limite de valor, mas sim com relação a quantidade de itens).
    3 – é proibido trazer comida e bebida? exemplo: doces, chocolates, mac and cheese, bagle, refrigerantes, sucos?
    4 – o limite de bagagem é 2 malas de 23kg cada e mais uma mala de mão de 5kg?

    Obrigada e desculpa o exagero de perguntas, kkkk




  405. Arthur Diz:

    Olá, estou estudando Ingles em Boston, por um periodo de 6 meses. Cheguei em Janeiro e volto daqui a uns dias. Eu sou musico (tenho como provar, com shows realizados, palhetas personalizadas da banda…). Enquanto estive por aqui, comprei um equipamento musical (basicamente um power amplificador, um pre amplificador e um processador de efeitos). E coloquei eles em 2 cases de rack, um de 4u com o power amplificador (que é super pesado), e no outro com os outros dois, uma régua de 40 dolares e uma gaveta de rack. Além disso, estou voltando com uma guitarra e um computador, ambos comprei logo que cheguei aqui.

    Tudo isso (menos o computador) comprei usado, tanto que o power/pré amplificador são bem antigos, não vendem no brasil e nem fabricam mais.. por isso estão cheio de marcas de uso. De resto, estou levando apenas uma mala grande com roupas e outros pertences pessoais que utilizei nos 6 meses que fiquei aqui..

    Está tudo com cara de usado, pois como uso aqui, e até gravei alguns videos tocando, já está os presets programados, os cabos “conectados”… pretendo embrulhar os dois cases naqueles plasticos verdes para, principalmente evitar impactos, pois é um equipamento muito fragil.

    Tenho grandes chances de ser parado? levando em conta que o equipamento está (Bem) usado, sou musico e estudante.. obrigado




  406. Junior Diz:

    Olá, os oficiais que trabalham na alfândega são da Receita Federal e não da Polícia Federal. Abraço.




  407. Eduarda Diz:

    Olá,sou marinheira de primeira viagem e gostaria de saber se alguém indo por Ssa teve problemS?




  408. william Diz:

    Ola, estou com uma duvida sobre a alfandega.
    O voo que pretendo pegar na volta é assim: Orlando x Sao Paulo x Belem. Como meu destino final será Belem, irei apenas fazer conexão em SP. Onde irei passar pela alfandega??No de SP q é so conexão msm ou no de Belem??




  409. Larissa borges Diz:

    Olá , vou pra orlando em uma excursão , sou adolescente . Queria comprar um macbook air que no site está U$ 900.00 , mas fora isso não vou comprar eletrônicos , porque ja vou levar meu iphone . Vou comprar muitas roupas para uso pessoal e perfume , não são problemas né? Como é excursão o risco da alfandega parar é menor? O imposto que vou pagar seria no caso então só dos 400 dolares excedidos? Ouvi dizer que a lei permite 1 relogio 1 aparelho celular e 1 camera , mas alguns dizem que tb pode levar 1 notebook . Eu devo declarar meu macbook ou não?




  410. Luciana Diz:

    Oi meu nome e Luciana eu moro nos USA e viajei para o Brasil com duas malas e não declarei e eles cosfiscaram todas as coisas que eu levei ,porque foi considerado fora do conceito bagagem encontraram uma agenda com anotações de encomendas e preço ,será que tem alguma forma de recuperar ,que devo fazer ,desde já obrigado




Deixe um Comentário

  • Agora estamos no Twitter. Clique aqui
  • @SeuNome
  • @NomeDoUsuario